A FIGA BRASILEIRÍSSIMA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

figa 1

A figa é um amuleto que representa  uma mão fechada com o polegar entre os dedos indicador e médio e que, para muitos brasileiros, significa proteção contra mau-olhado, olho-grande, esconjuro, repelir azar e outras crendices mais. Mas não é bem assim que outros povos veem-na, como na Turquia, por exemplo. Além das dificuldades linguísticas que separam as nações, a linguagem corporal, que muitas vezes une, noutras provoca um grande estrupício, sendo causa de grandes mal-entendidos.

 O gesto representando uma figa, que para nós significa proteção, entre os turco significa “coisa feia”, imoralidade. Trata-se de um sinal de prostituição, de um convite ao sexo. Como são variáveis as facetas deste nosso mundo. Mas penso eu que estas diferenças estão com os dias contados, pois a internet e a globalização acabarão transformando todo o mundo numa só aldeia, como já vem acontecendo em muitos sentidos. Por enquanto, outros comportamentos continuam nos diferindo dos turcos. Vejamos:

 Entre os turcos não é comum o aperto de mão como cumprimento entre amigos. Homens e mulheres cumprimentam-se beijando em ambas as faces. Coisa que em nosso país só é normal entre mulheres, ou entre uma mulher e um homem, dificilmente entre homens. Mas lá, as pessoas religiosas, em se tratando de um homem e uma mulher, não se tocam nem de uma forma e nem de outra. Aos sexos opostos é terminantemente proibido o toque em público.

Ver dois homens de mãos dadas no Brasil é motivo de risinhos de deboche, enquanto na Turquia é normal presenciar tal cena, com os tais caminhando pelas ruas, sem que sejam enquadrados em qualquer tipo de opção sexual.

 A palma da mão para cima com os dedos juntos, entre os turcos, significa um elogio. Enquanto balançar a cabeça de um lado para outro significa “eu não compreendo” ou “eu não entendo”. Para nós significa “não”.

 Um gesto difícil para nós, mas muito comum na Turquia, é levantar um pouco o queixo e estalar a língua ao mesmo tempo. Significa “Não…”. Já o “Sim…” é igual ao nosso.

 Quando um turco acena para alguém com a mão virada para baixo, em movimento, significa que está chamando a pessoa.

 Ao unir o indicador e o polegar, formando um círculo e deixando os outros dedos abertos, a pessoa está dizendo que alguém é homossexual.

 Na Turquia, jamais se deve apontar alguém com o indicador, como fazemos por aqui no Brasil, ou com a sola do sapato. Trata-se de um insulto, de um gesto rude e ofensivo, para eles, já que o sapato é o lugar onde fica o pé, a parte mais baixa e mais suja do corpo, em contato constante com a sujeira, pensam eles. Por isso, ao assentar-se no chão, as solas dos sapatos devem ficar escondidas, sob o corpo, ou apertadas contra os joelhos.

E vivam as diferenças culturais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *