A INTELIGÊNCIA DO BESOURO ROLA-BOSTA
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

robos     robos I

O besouro rola-bosta tem um cérebro mais ou menos do tamanho de um grão de arroz, e, ainda assim, pode fazer coisas que não poderíamos nem imaginar. Basicamente, ele é todo desenvolvido para lidar com sua fonte de comida, que é o estrume. (Marcus Byrne)

O zoólogo e entomologista Marcus Byrne, professor em Joanesburgo, África do Sul, possui uma verdadeira paixão pelo modo como os insetos resolvem os problemas inerentes ao meio ambiente onde vivem. Dentre esses, o besouro rola-bosta (também conhecido como escaravelho) é o que mais o fascina. Marcus procura, através dos truques dos insetos, encontrar ideias para aplicar na solução dos problemas humanos, mostrando que eles têm muito a ensinar aos homens, apesar de esses se sentirem como os senhores do planeta Terra.

Apesar de carregar um cérebro diminuto, o besouro rola-bosta demonstra grande inteligência ao carregar para casa seu alimento – excremento animal. O pequeno inseto causa surpresa pela precisão que possui, ao levar o alimento até sua toca. Em razão de um apurado sistema de navegação visual, ele rola o excremento animal, com extrema precisão, mesmo que seja na escuridão noturna.

O excremento expelido por outros animais ainda tem nutrientes para o besouro rola-bosta e suas larvas são criadas dentro de uma bola de esterco. Em todo o mundo existem cerca de seis mil espécies de tal besouro. A maioria delas enrola seu alimento em um tipo de embalagem. Apenas 10% das espécies fazem uma bola com o excremento, saem rodando com ela em linha reta e a soterram distante do local, onde foi encontrado o alimento.

O besouro rola-bosta, com sua cabeça abaixada, caminhando para trás, empurra sua carga preciosa com muita atenção e cuidado. Segundo o zoólogo Marcus Byrne, a competição acirrada é a responsável, possivelmente, pelo fato dele levar seu fardo alimentar para longe. Se encontra algum obstáculo pelo caminho, dribla-o e volta a seguir na mesma direção para onde se dirigia antes. Ou seja, como diz o zoólogo “ele sabe para onde está indo e sabe para onde quer ir”. De quando em vez, o inseto sobe no topo da bola de estrume e olha para o Sol, sua fonte de sinalização. Mesmo quando esse não se encontra visível, o besouro é capaz de seguir o padrão de luz polarizada no firmamento, invisível para nós humanos.

Ecologicamente falando, esse inseto coprófago tem muita importância para a natureza, pois aduba a terra com os excrementos que enterra, diminui a liberação de amônia,  aumenta sua aeração, é um agente controlador  de ectoparasitas dos bovinos, contribui para a limpeza das pastagens, etc. Para quem não sabe, coprófagos são aqueles que se alimentam de fezes. Isso mesmo, os besouros “rola-bosta” comem excrementos de mamíferos herbívoros.  Também é conhecido por capitão, coró, carocha, vira-bosta e bicho-carpinteiro.

Nota: imagem copiada de diariodebiologia.com

Fonte de pesquisa
Revista Oásis http://www.brasil247.com/

21 comentários sobre “A INTELIGÊNCIA DO BESOURO ROLA-BOSTA

  1. Luiz Carlos

    Lu

    De fato, o bicho homem costuma desdenhar das habilidades dos seres não humanos.

    Sobre o assunto do besouro, vi recentemente num desses canais de vida selvagem um besouro rolando seu bolo de cocô nas areias do deserto do Saara. Sob um sol inclemente, ele tentava levar seu alimento para sua toca, mas quando chegou a uma duna muito íngreme a coisa fedeu (sem trocadilhos). Ele tentou inúmeras vezes, mas toda vez, quando estava quase chegando ao cume, a areia solta o fazia rolar de volta. Enquanto tentava, a temperatura corporal dele aumentava perigosamente. Achei que a “burrice” dele, junto com a “ganância” o mataria. Mas, comprovando que de fato não é tão burro, chegou um momento em que ele deve ter parado “para pensar” e resolveu largar a comida e saiu voando.

    Abraços

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Luiz Carlos

      Se o bicho homem, assim como o besouro, parasse de persistir em suas sandices, teríamos um mundo diferente. Mas não, ele insiste e insiste, sem jamais desistir, ainda que isso lhe custe a própria vida ou a de outrem.

      Gostei muito de sua participação. Volte sempre!

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Daniel

    “… homens, apesar de esses se sentirem como os senhores do planeta Terra.”

    Não foi um ser humano que escreveu esse texto? O rola-bosta sabe da existência de computadores ou da Lu?
    Meu Deus! A vontade de promover a anticivilização é tão grande que várias pessoas aqui fazem declarações absurdas.
    Aliás, é o homem que comprova que a natureza não é perfeita coisa nenhuma (risos) daí a necessidade de remédios e sapatos. Sim, o homem é o ponto alto da Criação, ele estuda todos os outros seres e procura meios usar os recursos naturais da melhor maneira possível, porque, afinal, o homem também é parte da natureza.

    Grande abraço!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Daniel

      Antes de mais nada agradeço a sua visita e comentário, pois tenho grande respeito pelas diferenças.

      Amiguinho, você sabia que muitas invenções humanas foram baseadas na observação da natureza? Poderia lhe dar mil e um exemplos sobre isso, mas fico aqui apenas com a penicilina, uma das maiores das “descobertas” do homem, e com a sociedade organizacional das formigas e abelhas. A propósito, até agora o homem não conseguiu definir a linguagem dos golfinhos e a ecolocalização ou biossonar de muitos animais.

      Todos sabemos que a perfeição na forma como a concebemos não existe. Sabia que todo o Cosmo é um caos organizado que funciona maravilhosamente bem? Na natureza (inclusive na humana) também é assim. Não se trata de anticivilização, mas de conhecimento. A natureza sempre foi o grande laboratório da humanidade. Não podemos nos guiar por ideias preconcebidas, se assim fosse, nenhuma descoberta teria acontecido e ainda estaríamos vivendo na época das cavernas.

      Tomando pelo lado das religiões mais conhecidas, o homem é o “ponto alto da criação” e também o mais potencialmente perigoso, porque é o único SER capaz de criar, manipular e fomentar o mal, dizimando sua própria espécie (homo sapiens). Nenhum outro animal é capaz de fazer isso. É fato que ele é parte da natureza, mas nos dias de hoje tomamos a NATUREZA no sentido de meio ambiente, para fortalecer a visão de ecologia. Certo?

      Um grande abraço,

      Lu

      Responder
  3. Raphaela Lopes

    Lu
    Minha filha assistiu a um desenho chamado “larvas” que tem esse besouro rolando uma bola que no desenho fedia, então fiquei curiosa e fui pesquisar. Muito legal esse besouro! A natureza é perfeita mesmo, é um ciclo sem fim, se não fosse a destruição do homem.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Raphaela

      O tal do besourinho é mesmo uma interrogação em sua complexidade. A ciência ainda não conseguiu desvendar todos os seus segredos. A natureza é realmente perfeita e é uma pena que o homem não tenha nenhum respeito por ela, como se não tivesse a nada a aprender.

      Amiga, gostei muito da sua visita e do seu comentário. Volte mais vezes. Será um prazer tê-la neste espaço.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  4. Osman

    Kkkkkk. Gostei do post. Cá na minha terra (Moçambique), a este animal por alcunha se chama “ESTÚPIDO”…

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Osman

      É um grande prazer receber um irmãozinho de Moçambique aqui neste espaço. Sinto grande admiração por vocês. Volte mais vezes, a casa é sua!

      Esse bichinho é mesmo complexo. Ainda temos muito a aprender com a natureza…

      Abraços,

      Lu

      Responder
  5. Eunice

    Lu
    Ótima matéria, e talvez você possa me ajudar.Preciso conseguir esse besouro, quando fez sua pesquisa, não soube de algum lugar que distribua?

    Obrigada!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Eunice

      O besouro rola-bosta é encontrado em todo o mundo, sendo o africano o mais conhecido e o mais adaptável. No Brasil, segundo pesquisas, a espécie africana Ontophagus gazella (o rola-bosta) foi introduzida pela Embrapa em 1989, com a intenção de realizar o controle biológico da mosca-do-chifre, parasita de bovinos.

      Eunice, o melhor contato que poderá ter para conseguir um besouro desse é com a Emprapa (ver contato no Google). Espero tê-la ajudado. Agradeço a sua visita e comentário.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  6. Alzira Madeira

    Lu

    Eu perco o amigo, mas não perco a piada. Eu li muito interessada, curiosa sobre a característica do besouro rola-bosta. Mas confesso que me diverti, e interagi com a matéria, quando lá pelas tantas se fala “ele sabe para onde está indo (à merda!) e sabe para onde quer ir (à merda!)”
    Mas, brincadeiras à parte, é realmente um inseto ecológico.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Alzira

      O besouro rola-bosta é um bichinho muito interessante. Tem sido um dos mais acessados no site. Gostei muito da sua veia humorística… risos. Ele está literalmendo indo à merda. Os políticos safados e os juízes da mesma laia deveriam tê-lo como mascote, mas, pensando bem, o sábio inseto não mereceria tão ruim companhia, pois sua merda não ferde, enquanto a desses tais…

      Agradeço sua visita e comentário. Será sempre um prazer tê-la conosco. Adoro pessoas espirituosas.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  7. Paulo Afonso Teixeira

    Lamento que o Google puna aqueles que copiam textos. Você não imagina o quanto desejei copiar este para o meu site, o Tudo Sobre Bichinhos. Mas já serviu de inspiração para pesquisar mais um pouco e escrever a respeito deste animal fascinante. Pensar que este pequeno animal faz isso tudo tendo um cérebro minúsculo, ao contrário de muitos humanos que usam todo o seu potencial para o mal.

    Parabéns pelo blog. Está muito bom, bem diversificado, e crescendo firme e forte. Imitando o besouro, “ele sabe para onde está indo e sabe para onde quer ir”

    Abraços, Lu

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Paulo Afonso

      Quanta saudade do meu bom amigo carioca! Foi um grande prazer encontrar seu comentário (havia caído na caixa de spam). Realmente o besouro rola-bosta é um mistério para a Ciência, assim como muitos outros encontrados mundo afora. Dias atrás li uma reportagem sobre a inteligência dos porcos. Os animais estão sempre a facinar-nos. Seu blog maravilhoso, TUDO SOBRE BICHINHOS, ensina-nos muito sobre o universo fantástico dos animais ditos irracionais.

      O nosso blog continua seguindo em frente, demandando muito trabalho e também muito prazer. Saiba que você foi o meu grande mestre. E eu tenho muito orgulho de ter sido sua aluna.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  8. Edward

    LuDias

    Esse texto – de excelência – mostra-nos como o nosso planeta é equilibrado e mantém a vida. Temos, sim, que buscar apoio nestes exemplos para entender que o ser humano não pode continuar dizimando a vida, mesmo com cérebro de um desenvolvimento extraordinário, mas que não consegue entender a natureza.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Trata-se de um bichinho muito inteligente, que desafia o conhecimento humano.
      A natureza tem muitas lições para nos dar.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Alcides Barbosa

      Edward
      O nosso planeta nasceu equilibrado. Hoje não é mais. Estamos destruindo quase tudo. Ainda assim as pessoas não reconhecem o seu Autor e insistem em caminhar para o lado oposto. Todavia a percepção dos homens é que caminhamos para o caos. Isso confirma o que já foi dito.

      Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Isac
          Trata-se de um bichinho danado de inteligente.
          Até agora o homem não foi capaz de desvendar todos os seus segredos.
          E ele ainda acha que é o dono do planeta… risos.

          Agradeço a sua visita. Volte mais vezes.

          Abraços,

          Lu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *