A LENDA DE SAPUCAIA-OROCA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Recontada por LuDiasBH

CHINA1

Conta-se que houve um tempo em que os índios de uma tribo reuniram-se na ocara de sua taba, para debater sobre a construção de uma cidade tão rica e bela, que no mundo nenhuma outra a ela se igualaria. E assim fizeram, criando a mais suntuosa, a mais fascinante de todas as cidades já vistas. O luxo do lugar estendia-se a seus habitantes. Para comemorarem a magnífica obra, eles resolveram festejar durante uma semana, com um banquete regado a finas iguarias, bebidas e danças. Com o passar do tempo, embriagados pela opulência, puseram-se a festejar dia e noite, noite e dia, sem nenhum pedacinho de tempo para trabalhar a lavoura ou refletir sobre tanta riqueza e poder.

O Deus Tupã, lá do alto, observava tudo. Vendo que os índios estavam perdendo sua antiga grandeza, enviou-lhes muitas advertências, para que retomassem o caminho da união com a natureza, onde habitava a inocência e a simplicidade. Subjugados pelo poder da ostentação, eles fizeram ouvidos moucos. Foi então que Tupã, irritado, enviou uma chuvarada que durou dias e noites, com a água subindo, e cobrindo tudo que encontrava pela frente, inclusive a cidade. Ainda assim, apaixonados pela fortuna e pela beleza, eles não arredaram pé do lugar, até serem cobertos pela água. Mas o bom Tupã, compadecido, permitiu que continuassem vivendo dentro d`água, transformando-os em seres encantados.

Dizem ainda, que quem passa por aquele lugar, ouve galos, espíritos protetores dos índios, cantando dentro do rio, para alertar os habitantes de povoações das proximidades, para que não se deixem levar pela cobiça, para não serem castigados. Foi daí que surgiu o nome Sapucaia-Oroca, ou Sapucaia-Roca, que significa “galinheiro”.

Nota: imagem copiada de www.flogao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *