A MULHER E O CASAMENTO

Autoria de LuDiasBH

amueoca

Não te iludas com o vestido de noiva, menina, pois ele esconde muito sofrimento. (Prov. árabe)

 Até mesmo nas núpcias, em algumas culturas, fica explícito o caráter machista da cerimônia, que leva a crer que seja a mulher a parte beneficiada com o matrimônio, como se o homem fizesse-lhe um mero favor. Ela se torna o centro das atenções, recebendo muitos olhares, às vezes de inveja e noutras de pena, dependendo de quem seja o  futuro marido. A sua aparência é também motivo de muitos comentários. Diz um provérbio holandês que “Noiva feia gasta muito no véu”, enquanto um espanhol reza que “As pérolas da noiva são as lágrimas que derramará depois”.

São tantas as apreensões da futura esposa que, segundo um provérbio porto-riquenho, “Na boda, quem menos come é a noiva”. E um ditado chinês tem o atrevimento de dizer que “A noiva é respeitada por um dia”. E um dito russo, mais insolente ainda, reza que “Toda noiva nasce para o bem do noivo”. Um provérbio hindi parece ser mais realista em relação à escolha de certas famílias, uma vez que a noiva não apita na sociedade indiana, quanto à escolha do parceiro, ao dizer que “A moça sai de casa numa carruagem e regressa num caixão”, isso porque ela é tirada do contato com sua família, passando a fazer parte do clã de seu marido.

Muitas culturas esperam que toda noiva chore de alegria no dia do casório, ainda que se case com alguém que possa ser seu avô. Suas lágrimas são tidas como um sinal que prenuncia sua felicidade. Um provérbio chinês avisa que “A noiva terá azar, se não chorar no dia da boda”. Além disso, até o tempo que se faz no dia das núpcias entra na dança quanto aos augúrios, como relatam os provérbios: “Chuva na boda é um bom sinal” (russo); “Se chover no colo da noiva, ela em breve engravidará” (holandês); “Se os noivos molharem os pés, em menos de um ano serão três” (francês). Mas o sol também é festejado pelos ingleses: “Feliz a noiva que é iluminada pelo sol”.

Os ditos populares deixam claro que o homem não é confiável, podendo dar o fora até mesmo no dia do casório, pois não é afeito à fidelidade. Um provérbio vietnamita avisa: “Basta uma mulher se insinuar que a jovem perde o noivo”. E se a noiva não tem pai ou irmão, a coisa é pior ainda, conforme explica um dito oromo: “Filha sem pai, boda fora de casa”, aludindo ao fato de que a noiva pode ser raptada, pois esse é um costume em várias culturas. E um provérbio árabe reforça, como sendo natural tal procedimento: “Nem mesmo quando se veste para a boda, a noiva sabe com quem se casará”, e ainda: “O primo tem o direito de tirar a noiva do lombo da égua”.

Dentre as preocupações da noiva está o fato de ter que conviver com a família do marido, como manda a maioria das tradições. Um provérbio japonês chega a adverti-la de que “Não se alimenta quem foi pescado”, e um provérbio iraniano afirma que “A casa do marido tem sete barris de bile”. O casamento entre uma jovem e um homem velho também é aconselhado em algumas sociedades. Um provérbio holandês afirma que “Uma jovem e um velho libertino enchem o berço durante anos”. Outros, porém, ironizam esse tipo de união, pregando: “Um homem rico nunca está velho para uma jovem” (francês), ou “A juventude do ancião está na sua carteira” (porto-riquenho). Outros ditos populares são ainda mais ironistas:

  • Velho casado com mulher nova compra um livro para outro ler. (Brasil)
  • Velho casado com mulher jovem não se afasta de casa. (Porto Rico)
  • Homem velho e mulher nova resultam em corno ou cova. (Brasil)
  • Um velho é uma cama cheia de ossos. (Reino-Unido)
  • As jovens são os cavalos em que os velhos cavalgam para o inferno. (Polônia)
  • A jovem é o ataúde do velho. (Frísio)
  • Quando um velho casa-se com uma jovem, a morte desata a rir. (Israel)

 Fontes de pesquisa
Nunca se case com uma mulher de pés grandes/ Mineke Schipper
Livro dos provérbios, ditados, ditos populares e anexins/ Ciça Alves Pinto
Provérbios e ditos populares/ Pe. Paschoal Rangel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *