A NOITE DOS INSONES

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

vangog

As noites são silos repletos de sonhos,
onde habitam deuses amáveis e serenos,
mas também demônios vis e iracundos,
num paradoxo cruento e insano.

Quando todo rumor em volta se cala,
menos o uivo fúnebre do vento noturno,
alguns seres esperam, agoniados, a luz,
entre pesadelos e pavores soturnos.

Esperam eles que os guardiões do bem
vigiem a noite dos torturados insones,
e lhes povoem o pensamento exaurido,
da noite inteira passada em branco.

Os demônios perseguem os vigilantes,
que enfrentam as sombras da angústia,
enquanto parte da humanidade dorme,
embalada em almofadas de letícias.

Bruxos e espíritos malfeitores da noite,
íncubos e súcubos do medo e da agonia,
deixem os inóxios vigiantes das sombras,
em paz, no translado da noite pro dia.

Que os deuses zelem por eles na noite,
acalmem-lhes os pensamentos notívagos,
consolem-nos no choramingar de seus ais,
pois o repouso noturno lhes é tão precioso,
quanto as águas mornas são pros corais.

Nota: Noite Estrelada – Vincent van Gogh

2 comentários sobre “A NOITE DOS INSONES

  1. Carlos A. Pimentel

    Lu,

    Pesadelos e pavores noturnos! Vejo o Leão que se aproxima….. o Dragão voltando sorrateiro… A inflação comendo o nosso dinheiro!!!!

    Responder
    1. LuDiasBH

      Jorge

      Eu conheço duas pessoas que sofrem de temores noturnos.
      Você nem tem ideia do que passam.
      Uma delas, moça feita, só dorme entre os pais.
      Ambas fazem tratamento.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *