A NOITE E A SAUDADE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

noite

Ele não carrega em si a mesma força,
sente-se fraco, ao se revirar na cama.
Sofre por um amor não mais tangível,
com marcas indeléveis em sua boca.

Sua vida é uma porta aberta pro nada,
navio decadente à deriva, em alto mar,
coquerais açoitados por tempestades,
uma espera improvável de chegar.

A perturbação é mais doída à noite,
quando tudo se silencia em derredor.
Só a argentada lua caminha no céu,
absoluta e indiferente à sua dor.

O escuro da noite tira a cor da vida e
seu corpo nu se contorce num esgar.
O relógio pirracento da igreja vizinha,
marca as horas tristemente devagar.

A felicidade foi embora para sempre.
Partiu sem ao menos lhe dizer adeus,
deixando um grito contido de mágoa,
aprisionado nos doridos olhos seus.

Ao amanhecer, o sol beijará a Terra,
como ele desejaria beijar o corpo dela,
que ora parte nas brumas do desalento
enquanto o seu jaz ali, só, a definhar.

Corpo e alma seus estarão prostrados,
quando a divinal aurora voltar a raiar,
mas sua saudade ainda será a mesma,
que consigo na noite foi se deitar.

Nota:  Casal Contemplando a Lua/ Casper David Friedrich

14 comentários sobre “A NOITE E A SAUDADE

  1. LuDiasBH

    Beto

    A lua é a eterna musa dos enamorados.
    E como é bela!
    Quanto à vida, prefiro não pensar nela.
    Estou naquela, com rima e tudo:

    Deixe a vida me levar, vida leva eu…

    Abraços,

    Lu

    Responder
  2. Carlos A. Pimentel

    Lu,

    O que seria dos namorados se não fosse a noite? À luz da lua, trocando juras de amor eterno. Porém ao solitário, quando a noite chega, o ficar sozinho se adensa. Milhares de pensamentos percorrem a sua mente: alguns sombrios, outros angustiantes. O medo da vida. Do futuro.
    Eu já não temo a noite. Durmo.

    Abraços,

    Beto

    P.S.: meu estimado primo Edward voltou! Obá!

    Responder
  3. Edward Chaddad

    LuDias

    Meu notebook foi para o espaço. Só agora “emprestei” o do Flávio. Adorei a poesia. Ainda estou “pulando miudinho”, trabalhando muito, até demais para quem já aposentou. Minha depressão está cedendo. Já não tenho muito temor pela noite, esta mensagem maravilhoso que está em sua poesia. Vou retornar para comentá-la melhor. Hoje estou lendo todos os textos, inclusive do meu estimado primo Beto.

    Abraços!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Você nem imagina a minha alegria em encontrá-lo por aqui.
      Não vejo a hora de ter a sua presença diária.
      O link sobre música esta à sua espera.

      O Beto anda bastante entusiasmado.
      Nosso cantinho está bem aconchegante.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    2. Carlos A. Pimentel

      Meu estimado primo-irmão Edward

      Estava sentindo a sua falta neste Blog. Um foro adequado, com temas muito bem escolhidos, sem altos e baixos e com uma missão clara como a água da fonte: divulgar a cultura e arte. Estamos aguardo os seus comentários e textos sempre brilhantes. Por favor, não deixe de Incluir o “data vênia” e o contraditório, que tanto nos tem ajudado a crescer no conhecimento.

      Um grande abraço,

      Beto

      Responder
    3. Carlos A. Pimentel

      Meu estimado primo-irmão Ed

      Estava sentindo a sua falta neste Blog. Um foro adequado, com temas muito bem escolhidos, sem altos e baixos e com uma missão clara como a água da fonte: divulgar a cultura e arte. Estamos aguardo os seus comentários e textos sempre brilhantes. Por favor, não deixe de Incluir o “data vênia” e o contraditório, que tanto nos tem ajudado a crescer no conhecimento.

      Um grande abraço,

      Beto

      Responder
  4. Jovimari

    Bem isso, a noie tudo é mais perturbador quando se tem dor!
    🙁
    Mas ainda bem que o dia sempre fica claro, ou quase sempre! Minha mãe costuma dizer que tem dias que é de noite.
    😉

    Responder
    1. LuDiasBH

      Jovi

      O peso do sofrimento parece ser maior à noite.
      Penso que seja porque tudo em volta cala e a pessoa volta inteira para dentro de si.
      Mas existem dias que são mesmo como noite.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *