A SERRA DO CURRAL

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

 serra

Descerro da janela o alumínico lençol e,
não muito longe, avisto a Serra do Curral,
lânguida, com seu dorso sinuoso e verde,
fogosa rapariga oferecendo-se indolente
aos raios quentes e dourados do Sol.

São tantas as suas côncavas curvaturas,
onde o verdor abraça coo azulado do céu.
Corpo de mulher amada à espera na grama,
escancarado pra golfada quente do deleite
indômito, abundante, fecundo e sensual.

Dois rijos montes formam os seios rígidos
da mais bela e gentil concubina da cidade.
Mais embaixo, uma depressão acentuada
projeta uma fenda gentilmente encoberta
por uma pênula de árvores, aveludada.

No meio do terral, corpo pelo sol perolado,
uma tênue elevação forma uma saliência,
onde se aquietam os amantes na caminhada,
pra espreitar a beleza e continuar a marcha,
obtendo o gozo que da natureza lhes é dado.

Mas a profanação segue abrindo cicatrizes
em sua epiderme susceptível e esverdeada.
Num regalo brutal, retiram-lhe íntimos nacos,
como o rude amante que, depois da volúpia,
assassina quem o levou ao orgasmo.

Pede-se a toda alma boa que por ali passar,
que observe com acolhimento uma tabuleta,
em que um amante da divinal deusa terrena,
pede com fervor: “Salvem a Serra do Curral,
a mais bela e ardente amásia de nossa  BH!”

Nota:  Imagem retirada de http://thiagoblack05.blogspot.com.br

6 comentários sobre “A SERRA DO CURRAL

  1. Alfredo Domingos

    Lu,
    Você fez uma bela poesia e, principalmente, deixou uma importante mensagem de preservação. Uniu coisa boa à coisa necessária. Conheci há pouco a serra do Curral. Majestosa e abusada, impondo presença. Parabéns!
    Abraço,
    Alfredo Domingos.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Alf

      A Serra do Curral é uma das maiores belezas de nossa cidade.
      Ainda assim, anda tão maltratada!
      Varam-lhe o flanco para construir arranha-céus ou aglomerados.
      É mesmo uma tristeza.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Carlos A. Pimentel

    Lu,

    Vista da Belo Horizonte a Serra do Curral, assim como as inúmeras e belas serras do meu pais, sempre me encantou. Porem, vista de outros ângulo, sempre senti o aperto no peito nesta e em outras serras agredidas em nome do progresso, sem sustentabilidade. Entretanto, deixo para outro Carlos, ilustre, revelar o que eu sinto.

    “OLHEM BEM AS MONTANHAS

    Olhai as montanhas,Olhai as montanhas,Olhai as montanhas, mineiros,Olhai as montanhas, mineiros,Como a Serra do Curral, mutilada,Como a Serra do Curral, mutilada,Vós que não as defendeis, olhai-as enquanto vivem pois,Vós que não as defendeis, olhai-as enquanto vivem pois,A golpes de tratores vão sendo assassinadas,A golpes de tratores vão sendo assassinadas,Pela culpa única de suas entranhas de ferro.Pela culpa única de suas entranhas de ferro.Mineiros, por que não percebeis que essa ferrugemMineiros, por que não percebeis que essa ferrugemque vos empoeira os olhos,que vos empoeira os olhos,Essa terra, vermelha, é o vosso sangue,Essa terra, vermelha, é o vosso sangue,Injustamente derramado, na luta que vos abate.Injustamente derramado, na luta que vos abate.Olhem bem as montanhas…Olhem bem as montanhas…”

    Carlos Drummond de Andrade

    Responder
    1. LuDiasBH

      Beto

      Tive vontade de chorar.
      Que coisa mais linda!
      Por que o homem é tão ganancioso?
      Vem uma revolta danada no coração da gente.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  3. LuDiasBH

    Rose

    Ainda não estive no Parque da Serra do Curral.
    Mas estou ansiosa para conhecê-lo.

    Como é linda a nossa serra!
    E como judiam dela!

    O homem pensa que tudo é dele.
    Assim, faz o que bem quer.
    Sem falar nas nossas fajutas leis.

    A Serra do Curral não deveria ser habitada.
    Mas os ricos começaram ali as suas mansões.

    Beijos,

    Lu

    Responder
  4. Rosalí Amaral

    Oi, Lu.

    Sempre tenho um carinho especial quando se menciona a Serra do Curral, parte integrante da história das nossas Minas Gerais e que é símbolo de Belo Horizonte desde 1997.

    E só agora, com a inauguração em setembro do ano passado do Parque da Serra do Curral, é que temos mais uma opção para desfrutar, de pertinho, das belezas de suas paisagens, do alto da montanha, na crista da serra e aprendendo mais sobre a fauna, a flora, o solo e a mata do cerrado, numa caminhada ecológica. Não é um belo passeio neste Belo Horizonte? E você, já realizou-o? Por outro lado, poderemos ver o desmatamento da área, será que já cessou?

    Assim como é bela sua poesia. Retrata o esplendor da natureza e como o homem a maltrata.

    Abraços,
    Rosalí.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *