AGNÓSTICA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH aaabbbc

Não me interessa se as respostas da vida
vêm pelo decantado cismar dos filósofos,
ou pela fé das crenças religiosas.

Repasso-as de bom grado aos neófitos no
credo admitidos, ou pelo filosofar guiados,
mas sem conclusivas respostas.

Pois a mim, sem a tutela da mestra razão,
e ainda perdida em buscas sem respostas,
resta-me apenas ser agnóstica.

E, se o questionar embaçar a rota da vida,
que inda assim me comande a luz da razão,
no transe certeiro da vida e morte.

E após o ritual acabado, que de imediato,
torne-me o “logos” num de seus imanentes
elementos do infinito COSMO.

Um comentário sobre “AGNÓSTICA

  1. Alfredo Domingos

    Lu,
    Esta sua poesia é, no mínimo, inusitada. Muito bem construída!
    Insisto no que lhe falei sobre os primeiros parágrafos mais famosos da literatura.
    A primeira parte da poesia é genial! Comparando com um parágrafo. Faço o destaque: “Não me interessa, se as respostas da vida vêm pelo decantado cismar dos filósofos, ou pela fé das crenças religiosas.”
    Nada importa, não é? A não ser as nossas próprias convicções!
    Parabéns! Abração,
    Alfredo Domingos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *