AINDA VAI TARDE!

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH  coracao 2

A ferida plangente não mais sangra,
nem ecoam nos ares meus gemidos.
Unguentos milagrosos da prudência
jorram santificando meus sentidos.

O querer migra de um ser para outro,
pois o amor é no viver sempre eterno.
Não guardo mais amargura em mim,
agora parto em busca de novo abrigo.

O fim não mais atemoriza a autoestima
de quem dá a si o valor que é merecido.
Amor velho vai embora ainda tarde, pois
amor novo no horizonte se avizinha.

Portanto, bonachão, até qualquer dia…
Agora, vá cantar em outra freguesia.

Nota: Imagem retirada de http://iurd.pt/15739/

3 comentários sobre “AINDA VAI TARDE!

  1. Carlos A. Pimentel

    Lu,
    O amor morre sim! Pois o amor é ave furtiva que lentamente vai definhando e, quando nos damos conta, já se foi, como nuvem passageira.
    Belo poema!
    Beto

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Morre sim!
      Tudo que não é cultivado cai no esquecimento.
      Amor vai e amor vem.
      A chama só dura enquanto é alimentada.
      Fora disso é balela.
      E isso não é só com o amor de um homem e uma mulher, mas com o amor dos filhos, parentes e amigos.
      Eu penso assim e tenho experiências assim.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *