BRIGAS DE AMOR

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

areia

Se presente, eu inibo teu espaço,
não mais te preocupes, meu bem;
vou me embora pra te deixar livre,
pois cada um merece o que tem.

Logo, notarás a minha ausência,
clamando por mim em alto brado,
mas já parti, busquei novo rumo,
pra te fazer o último dos agrados.

Debalde gritarás por meu nome.
E não haverei de me retroceder.
Estava aí e tu me afastaste, mas
agora, trates de aprender viver.

Meu docinho, não mais te iludas,
pois amor algum resiste a tudo, e
não há querer bem que suporte o
cinismo de um amante atrevido.

Agora, só, abraça a tua empáfia,
rola na cama com tuas qualidades,
entrega teu corpo à audácia feroz
e vai às favas com a tua virilidade.

Agora, moçoilo, já estou de partida,
pra um lugar muito além de ti, pois
vou velejar em novos e belos mares,
e rolar nas areias brancas de Parati.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *