CERTOS AMORES

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

ecocor

Certos amores
são como as areias insolentes do deserto
tão temperamentais, brejeiras e incertas,
mudando de formato e cor, cada instante,
engolindo tudo que encontram por perto.

Certos amores
são como pictogramas em placas de barro,
mal tocam o chão e se rompem em cacos,
sem piedade pra coo entalhador incansável,
que passou tempos aprimorando sua arte.

Certos amores
são como os ventos selváticos dos pólos,
açoitando as escarpas em sua fúria cega,
arrancando-lhes pedaços na carne fraca,
sem ter pena de seus lamentos e sorte.

Certos amores
são como rios  selvagens de senda incerta,
embriagados, cruéis e vorazes em sua rota;
como cachoeiras bravias e correntes loucas,
deixando estragos e caos por onde passam.

Ainda assim
passamos a vida em busca de sua trilha
sem temer a voracidade de seus ventos,
pois o homem nasceu para correr riscos
na sua curta passagem pelo tempo.

Nota: Imagem retirada de http://fabioworship.tumblr.com

5 comentários sobre “CERTOS AMORES

  1. Pedro Rui

    Amor que bom ele é; descoberto do nada que se torna tudo. Passamos sempre em busca dele até que o encontramos; que bom nele ficarmos. Felizes os que amam. Em busca do amor todos vamos e nos seus rios nós nos encontramos.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      O amor é maravilhoso, pois transforma a nossa vida.
      Ele não apenas está ligado a dois seres, mas a todos os seres do mundo.
      O amor ao planeta Terra é o maior de todos eles, pois engloba todas as formas de amor: aos homens, aos animais, às plantas, águas, montanhas, etc.

      Um grande abraço,

      Lu

      Responder
      1. Pedro Rui

        Amor só por dois seres é muito egoísmo da parte do humano; infelizmente isso ainda acontece muito, mas pessoas como tu, eu e mais outras, com pequenas ações vamos virar isso.
        Abraços Lu
        Rui Sofia

        Responder
  2. Beto

    Lu,

    Certos amores enlouquecem e nos arrebatam com uma chama, deixando apenas rastros e marcas. Felizes aqueles que superam certos amores e, finalmente, encontram os amores certos.

    Bela poesia!

    Abraços,

    Beto

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Beto

      Esses amores incertos e devastadores são necessários para nos ensinar a diferença entre o que é bom e o que é ruim para nós.
      Nada como o amor que nos traz equilíbrio.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *