COISA ERRANTE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH planeta

Ficarei desnuda de sentimentos,
assim como quedam as árvores
na parte gélida dos hemisférios,
despidas de tapumes e mistérios.
Planarei acima do planeta azul,
tão castigado pela mão humana,
e me despojarei da divisão fria,
entre realidade e obtusa fantasia.
Pairarei meus sentimentos no ar,
e sussurrarei palavras inaudíveis,
destituídas de fetiches e crenças,
despidas de pecado ou inocência.
Ainda que o imenso negrume do
cárcere do tempo e das emoções,
castiguem-me a alma e o coração
com lembranças doídas – partirei!
Eu vou pairar sobre a Terra azul
onde a desilusão não me alcance,
e a vida não mais me machuque.
Serei apenas uma coisa errante.

Nota: imagem copiada de observatrioastronomicoalfacentauro.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *