DEFININDO O POETA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH vento1

Todo poeta é utópico em essência,
pois  sempre vê além das aparências.

Todo poeta é um eterno sonhador,
ao semear pela vida somente amor.

Todo poeta é livre de preconceitos,
ao expor os sentimentos e defeitos.

Todo poeta é assaz subserviente,
no embate travado com sua mente.

Todo poeta é deveras um devasso,
ao expelir seus versos sem embaraço.

Todo poeta é no âmago carente, pois
escreve versos pra aliviar o que sente.

Todo poeta traz em si todos os gêneros,
pois é menina e menino, todo o tempo.

Todo poeta é sem nexo, difuso e complexo.
Fazer o quê, ora essa!?

Nota:  Imagem copiada de http://pt.gdefon.com

2 comentários sobre “DEFININDO O POETA

  1. Alfredo Domingos

    Lu,
    Muito boa a poesia sobre o Poeta, ao qual referencio, usando a letra maiúscula! As observações e características foram perfeitas, em consonância com a realidade. Destaco o verso “Todo poeta é no âmago carente, pois escreve versos pra aliviar o que sente.”
    Em síntese, fiquei fã da poesia!
    Abração, Alfredo Domingos.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Alf

      O poeta é o mágico das palavras.
      Ele vive com elas as mais diferentes situações.
      Antigamente, ele tinha um lugar de relevância na vida das pessoas.
      Podemos ver isso nos filmes mais antigos, durante os saraus.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *