DESENCANTO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

mac12345

Um dia, eu pensei deter minhas emoções,
dentro de seus padrões corretos e naturais,
mas vi meus tolos caminhos sedimentados
em meio às débeis ilusões e aos temporais.

A desilusão afugentou-me da via certeira,
como quem amedronta os pardais em voo,
nos divinos campos dos arrozais maduros,
mergulhando-me no seu turbilhão voraz.

Meus sonhos edificados com alegria, ora
veem-se nus e partidos por todos os lados,
e a dor da ingratidão vaza por suas estrias.

Não reconheço o poder de minha força,
perdida em meio às decepções sofridas,
e minha fé no homem morre a cada dia.

Nota: Inger no Mar, obra de Munch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *