Di Paolo – MADONA DA HUMILDADE

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O ilustrador de manuscritos e pintor italiano Giovanni di Paolo (1403 -1482) possuía um estilo narrativo semelhante ao da escola sienesa. É provável que tenha aprendido a arte da pintura com Taddeo di Bartolo, tendo recebido influências de Gregorio di Cecco, Benedetto di Bindo, Gentile da Fabriano, entre outros. Sua pintura que combinava aspectos da fantasia e ausência de perspectiva tinha um toque de expressionismo. Tinha grande fascínio pela natureza, sempre presente em sua obra, como mostra a maioria de seus quadros. Seus trabalhos tornaram-se bem conhecidos.

Na composição Madona da Humildade, também conhecida como Virgem e Criança, o artista faz uma interpretação mais complexa da concepção de Maria, bem de acordo com a arte medieval da época. A Virgem é representada segundo uma visão cósmica em que o universo é composto de esferas concêntricas, como mostram os arcos paralelos que direcionam o olhar do observador para um horizonte distante. Na parte central superior da pintura aparece o Espírito Santo em meio a reflexos de luz.

A Virgem encontra-se numa relva florida em meio a morangos e flores silvestres, numa clareira, de frente para o observador. Ela se encontra sentada sobre uma almofada de brocado amarela, vestindo um manto azul-marinho que deixa apena suas mãos, rosto e pescoço à vista. Na cabeça usa um turbante e um fino véu e tem o pescoço cingido por colares. Traz seu Menino, nu e magricela, nos braços. Um halo dourado na cabeça de ambos demonstra a divindade de mãe e filho. Seu olhar está voltado para o pequeno Jesus, enquanto o dele se volta para o observador.

Uma cerca de árvores frutíferas protege a Virgem e seu Menino. O fato de ela se sentar ao chão revela a sua humildade. O tamanho de Maria e do Menino é excessivamente grande em relação aos elementos da paisagem, em conformidade com as regras da época. O fundo inclinado da pintura revela inúmeros elementos: bosques, campos floridos, montanhas, edificações fortificadas, estradas pontilhadas por pedras brancas, etc. Um rio nasce à direita, passa por trás dos dois primeiros rochedos e desagua no lago à direita.

Este painel exprime a beleza lírica da pintura de Siena. Existe outra versão desta obra na Pinacoteca de Siena.

Ficha técnica
Ano: c.1442
Técnica: têmpera sobre madeira
Dimensões: 56 x 43 cm
Localização: Museu de Arte, Boston, EUA

Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
https://www.wga.hu/html_m/g/giovanni/paolo/1/humility.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *