EPA – EVITANDO A POLUIÇÃO DO AMBIENTE

Autoria de LuDiasBH

mulimjaru

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. (Constituição Federal –Capítulo VI – do meio ambiente)

A Associação “Evitando a Poluição do Ambiente”, fundada em 10 de julho de 2005, adotará a sigla ONG – EPA, trata-se de uma sociedade civil, sem fins lucrativos, apartidária, livre e sem discriminação, com atuação voltada para a preservação do Meio Ambiente, em especial das águas e matas ciliares e a fauna inerente a esse habitat do Município de Jaru e Região… (Artigo 1 do Estatuto da ONG)

Todos precisam do meio ambiente – Mas poucos dispõe de tempo para ele. (Luiz Rissato)

EPA! É preciso arregaçar as mangas para proteger a vida no planeta. Não é mais possível delegar tal responsabilidade apenas ao poder público, pois a Terra é a casa de todos nós.

Foi com esse pensamento que, em 2005, um grupo de professores da cidade de Jaru/RO, passou a reunir-se para discutir assuntos inerentes à preservação das matas ciliares, águas e fauna do município de Jaru e região, sob a orientação da Universidade Federal de Rondônia. Informais a princípio, as reuniões foram gradativamente arregimentando mais pessoas interessadas em preservar as águas da cidade. O segundo passo foi a criação de uma ONG (Organização Não Governamental), em que ações representativas da sociedade pudessem ser legitimadas junto ao poder público, como uma entidade de caráter social, sem fins lucrativos, comprometida unicamente com a preservação do meio-ambiente. Essa ONG recebeu o criativo nome de EPA (Evitando a Poluição do Ambiente). A interjeição “epa” ao mesmo tempo em que significa “espanto” e “estranheza” diante do extermínio dos rios com sua fauna e flora, também faz uma “advertência” sobre o que reservará o futuro, se ações concretas não forem tomadas. E mais do que isso, a ONG EPA deu o melhor dos exemplos, ao botar a mão na massa, fazendo a sua parte no que tange à saúde do planeta Terra como um todo.

Desde sua fundação, a ONG EPA vem promovendo ações envolvendo a sociedade em geral, dentre as quais se destacam:

• limpeza do rio Jaru, num trecho de aproximadamente 17 km de extensão, a partir da cidade de Jaru;
• limpeza do rio Mororó (área urbana de Jaru), envolvendo as comunidades escolar e religiosas com adoção de trechos;
• recuperação de Áreas de Preservação Permanente – APPs degradadas ao longo das margens dos rios da bacia hidrográfica do rio Jaru, via mobilização da sociedade;
• passeios ciclísticos ecológicos entre os municípios, fazendo com que haja interação com as populações circunvizinhas ao município de Jaru, com a finalidade de unirem-se na preservação do meio ambiente, e em especial das aguas;
• caminhadas ecológicas visando mostrar aos participantes a importância da limpeza e da preservação do ambiente, tomando como exemplo os trechos percorridos;
• implantação do Projeto Papa-Pilhas, feito com dois modelos diferentes, confeccionados em tubos de PVC de 100 mm e um galão de água vazio, distribuídos em pontos estratégicos (área urbana e rural), com a finalidade de recepcionar pilhas e baterias usadas de aparelhos portáteis, uma vez que essas contêm metais pesados nocivos ao meio ambiente e, em consequência a todas as formas de vida, quando descartadas inadequadamente no solo. Posteriormente, tais objetos são recolhidos e encaminhados para descontaminação e/ou reciclagem via empresa do ramo. Esta ação tem parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente – SEMMA;

A ONG EPA tem consciência de que é preciso mobilizar a sociedade, mudando comportamentos arraigado até então, para que todos juntos possam promover os cuidados necessários ao meio ambiente, antes que seja tarde demais. Sabe também que é na escola que está presente o público alvo para mudanças mais imediatas e profundas: os alunos. Ali, seus membros desenvolvem palestras, mostrando que é preciso proteger o Planeta Terra, sobretudo, mudando hábitos nocivos a ele. O mais gratificante para os membros da ONG EPA tem sido contar com a participação de inúmeros alunos, devidamente monitorados, na limpeza de trechos dos rios Jaru e Mororó, conhecendo in loco a triste realidade do descaso, do abandono e do desleixo para com as riquezas naturais da cidade e municípios. Os alunos também estão presentes na recuperação das matas ciliares, num verdadeiro exercício de cidadania in situ, assim como no Projeto Papa-Pilhas, ao alertar suas famílias sobre os perigos a serem evitados.

Há que se parabenizar esse grupo de brasileiros, moradores da região Norte do país, pelo exemplo que dá ao Brasil inteiro, mostrando que é possível ajudar quando se está munido de boa vontade. Como blogueira preocupada com a natureza em todos os seus patamares, exprimo a minha admiração pelo trabalho dos 120 associados da ONG EPA, destacando os líderes:

  • Claudiomar Bonfá (primeiro presidente);
  • Avadir Pereira Ramos (segundo presidente – in memoriam);
  • Lenir Correa Coelho (terceira presidenta);
  • Abson Praxedes de Carvalho (atual presidente).

Um comentário sobre “EPA – EVITANDO A POLUIÇÃO DO AMBIENTE

  1. Moacyr Praxedes

    Penso que colocar as ideias em ação destaca toda a diferença. Sonhar, idealizar, projetar apenas e não executar não leva a nada. Por isso, a ONG EPA está de parabéns pelo belo trabalho. Que tenham muito sucesso e que isto se espalhe por todo o país.

    Abraços

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *