ESPINHOS E ROSAS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

corvo1

Às vezes, a lida pesa tanto na existência,
e a pressão fica mais densa do que devia.
Desamparos acorrentados às lembranças,
vão costurando o viver nosso de cada dia.

A escolha entre o perdão e a mágoa ajuda
a livrar o corpo dessa carga assaz pesada,
pois é debalde debater-se em meio ao pó
das lembranças para trás abandonadas.

Certos homens perdem sua alma inocente,
competindo com o luzimento da ambição.
Cartomantes embaralham as cartas da vida,
sem deixar um coringa para salvar a mão.

O dissabor possui cheiro ácido e sufocante,
percorrendo nas artérias muitos caminhos.
As civilizações vêm, crescem e decrescem,
mas o homem no seu sofrer luta sozinho.

Não se é possível recusar o feixe espinhoso
sempre que pela existência nos for ofertado.
Mas urge procurar rosas noutros canteiros,
pois o viver precisa do amor e seus agrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *