FENG SHUI – CÔMODOS DE NOSSA CASA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

fescono

Neste artigo, os ensinamentos do Feng Shui estão mais voltados para as dependências de nosso lar que devem ser, sem dúvida, o nosso melhor cantinho no planeta. É na nossa casa que nos descansamos da labuta diária e recarregamos as nossas energias para o dia seguinte. Coitado daquele que não sente prazer em sua casa. Sua vida será sempre sofrível, carente de novas e boas energias.

Partes de nossa casa e objetos:

Porão (ou sótão) – simboliza o nosso passado e a nossa mente subconsciente. Se mal arrumado, significa assuntos mal resolvidos no passado. O lixo mais pesado vai sempre para o porão. O significado em nossa vida é muito forte, quando desordenado. Ficamos mais desesperançados, deprimidos, oprimidos, sem objetivo nenhum de progresso.

Quarto de despejo – quando desarrumado, emana uma energia ruim para toda a casa (ou apartamento). Deve estar em constante arrumação, para que receba  continuamente novas energias.

Entrada principal – mostra a maneira como nós vemos o mundo, quando olhamos para fora, e a maneira com abordamos nossa vida, quando olhamos para dentro. Se esse local estiver bagunçado, poderá reduzir o fluxo de oportunidades e de progressos que chegam até nós. O caminho deve estar limpo, organizado para receber energias positivas.

Porta dos fundos – Se a porta da frente funciona como a boca, onde as energias penetram, a porta do fundo possui sentido inverso, pois é um local de saída. Deve estar sempre desimpedida, sem nada que atrapalhe a passagem.

Atrás da porta – deve estar limpa, para que possamos abri-la com facilidade, para que a energia flua livremente, assim como a nossa vida. Muitas pessoas atulham tudo detrás da porta.

Corredor – responsável pela veiculação da energia em todos os cômodas da casa. Se obstruído, de modo a exigir que tenhamos que fazer manobras, para nele transitar, a nossa vida também passa a mover com dificuldade.

Sala – funciona como o coração da casa, onde as pessoas devem sentir inconscientemente atraídas por aquele lugar. Alguns enfeites devem ser colocados de maneira a fixar a energia positiva, tornando o ambiente agradável e aconchegante, o mais convidativo possível. Sem falar que a sala é o cartão de visitas das pessoas que aí moram. Ela pode passar uma impressão boa ou ruim para os que ali chegam e, portanto, trazer boas ou más energias.

Cozinha – os armários devem estar sempre limpos, assim como geladeira, fogão, freezer, etc. Um ambiente saudável produzirá alimentos saudáveis e, consequentemente, trará energias positivas.

Quarto de dormir – não devemos nos desmerecer, transformando o nosso quarto de dormir num depósito de lixo. A energia “envelhecida” fica suspensa ao redor de roupas sujas e coisas não usadas. Troquemos a roupa de cama, no mínimo, uma vez por semana. Não acumulemos desordem debaixo da cama. Mantenhamos as superfícies do quarto de dormir bem desimpedidas, para que a energia flua harmoniosamente, enquanto ali permanecemos. O ambiente exerce grande influência em nosso sono.

Guarda-roupa – normalmente usamos apenas 20% do que nele depositamos, durante 80% do tempo. Procure sempre descartar o excedente, de modo a não deixá-lo entulhado, impedindo a fluidez da energia entre os objetos que ali se encontram. Aquilo que está excedendo, estará fazendo falta a outrem. Doar faz bem ao doador e a quem recebe.

Roupas e vibrações – há pessoas que fazem das roupas uma continuidade de seu corpo. Guardam-nas até por 20 anos. Se não usamos uma roupa em dois anos, com certeza não a usaremos nunca. Elas refletem a nossa aura. Procuremos sempre usar roupas confortáveis, sem jamais nos transformarmos em escravos da moda. O nosso corpo merece e agradece.

Banheiros – é um espaço que precisa ser calmo, limpo e agradável. E é necessário que as coisas fiquem aí bem organizadas, privilegiando o espaço. Muitas vezes servem como um espaço para as nossas reflexões.

Gavetas – organizemos as nossas gavetas de maneira tal que a energia de nosso lar seja vibrante e fluente e não apática e apagada. Pelo menos uma vez por mês, devemos retirar o excesso de papel desnecessário.

Carro – mostra, de certa forma, como é a vida da pessoa, uma vez que é um pequeno mundo em si mesmo. Um carro bem cuidado traz energias boas para o motorista e seus ocupantes

Objetos de uso portátil (tais como bolsas, sacolas, pastas, etc.) – devem ser mantidos livres de quinquilharias, papeizinhos e passar por arrumações regulares. Retratam a nossa personalidade.

Fonte de pesquisa:
Arrume a sua bagunça com o Feng Shui…/ Karen Kingston

3 comentários sobre “FENG SHUI – CÔMODOS DE NOSSA CASA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *