Giovanni Fattori – A CARROÇA VERMELHA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O pintor italiano Giovanni Fattori (1825 – 1908) foi aluno de Giuseppe Baldini, pintor de temas religiosos e de gênero. Estudou em Florença com Giuseppe Bezzuoli, indo a seguir para a Academia de Belas Artes de Florença. Iniciou seu trabalho pintando temas históricos e militares, posteriormente veio a pintar paisagens, cenas rurais e a trabalhar com gravuras. Ao conhecer o pintor Giovanni Costa, ficou influenciado pela pintura de paisagens realistas e cenas da vida contemporânea ao ar livre. Tornou-se membro do grupo dos Macchioli, cujos pintores eram tidos como precursores dos impressionistas, embora não tenham inovado, tanto quanto esses, no uso da luz.

A composição A Carroça Vermelha, também conhecida como O Repouso, é tida como um dos melhores trabalhos do artista, embora seja extremamente singela. Esta também era a opinião do próprio pintor em relação à sua pintura. A tela possui um formato alongado, em razão da forma e da colocação dos elementos que compõem a cena, que descreve o descanso de um fazendeiro (ou de seu empregado), sentado ao chão, em num lugar aberto e solitário, após desatrelar seus bois. Trata-se de uma paisagem vespertina de verão.

O homem, postado de frente para o observador, à esquerda, descansa contra o fundo irregular da planície queimada pelo sol e sem a presença de árvores, numa imensa sombra. Sua figura piramidal é a mais escura. Ao seu lado também descansa uma junta de bois, livre da pesada canga. Atrás dos aimais está o arado e, ao lado desses, a carroça, da qual se divisa uma única roda, estando as demais ocultas, assim como grande parte do veículo. A lança (timão) da carroça avança em direção aos bois, sendo sustentada por um longo esteio. O arado, tal como uma sombra, reproduz no chão a linha da lança. Ao unir o arado à carroça, o esteio de sustentação acaba compondo uma única estrutura.

Os dois bois encontram-se de frente para o dono, dispostos em ângulo reto com a carroça, no meio da composição. Apenas é possivel distinguir a cabeça de um deles, mas pela ponta dos chifres sabe-se que ambos trazem as cabeças imóveis e esticadas para frente. Em sua pintura, o artista dispôs os elementos na diagonal, partindo do vértice inferior esquerdo para o superior direito. As cores principais são primárias: o vermelho da carroça, o amarelo do campo e o azul do mar. Uma nítida linha faz a separação entre a sombra e a luz, sendo que uma linha escura separa o mar do horizonte.

Ficha técnica
Ano: 1887
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 179 x 88 cm
Localização: Museu de Brera, Milão, Itália

 Fontes de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
http://www.girodivite.it/Il-quadro-della-settimana-Il,21096.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *