Giuseppe Arcimboldo – VERTUMNUS

Autoria de LuDiasBH

vertum

A composição Vertumnus é uma obra maneirista (estilo de arte europeia que depois foi substituída pelo Barroco) do período tardio do famoso pintor italiano Giuseppe Arcimboldo, retratista oficial na corte dos Habsburgos. As obras Vertumnus e “Flora, a Ninfa” são tidas como as mais famosas do artista.

O quadro Vertumnus, que retrata o Imperador Rudolfo II, sob a aparência de Vertumnus, foi feito em Milão, após Giuseppe Arcimboldo ter deixado  a Casa Habsburgo, mas prometendo continuar a prestar-lhes serviços. O retrato, que glorifica o Imperador, foi enviado juntamente com um poema de Don Gregorio Comanini, tendo agradado consideravelmente o monarca e sua corte, transformando-se em ums das obras mais conhecidas do pintor.

Arcimboldo apresenta o busto do Imperador, de frente, como se fosse Vertumnus, o deus romano da vegetação e da transformação, casado com a deusa Pomana, que presidia as mudança das estações. Exuberantes frutos maduros, flores e legumes, representantes das quatro estações, compõem a meia figura do Imperador. Trata-se de uma alegoria que retrata a perfeição da natureza, numa alusão ao reinado de Rudolfo II, ou seja, uma é tão perfeita e equilibrada quanto o outro.

Apresento algumas partes do poema de Don Gregorio Comanini para que o leitor comprenda melhor o quadro:

Seja lá quem fores, ó tu, que assistes/ Ao quadro raro, disforme, em que consisto/ Na boca casquinadas estalando/ Todo o rosto pelo riso arrepanhado/ Ao descobrires algo, Zombarias nos olhos tremulando/ Todo o rosto pelo riso arrepanhado/ Ao descobrires algo inoportuno/ No que dá pelo nome de Vertumnus.

 […] O Fogo, sua alma, seu alento:/ As roupas são arbustos, frutos, erva./Tudo que é bom no solo medra./ E agora, caro amigo, tão atento/ Como pensas que o pintor me começou?/ Como foi que Arcimboldo me pintou/ Esse gênio da invenção a desbordar…

 […] Correu campos, bosques percorreu/ Mil frutos, flores mil, ele colheu/ […] Ora, vem cá; e admira minha testa/ Vê bem o que a torna uma festa/ Abrilhantadamente engalanada/ Pela espiga de milho ecuminada…

 […] Uvas pendem, também, da minha testa/ Feitas com ternura e sem aresta,/ Tão subtilemente tocadas pela faísca/ Do pincel apolíneo que as rabisca,/ Do vermelhão, de ocre  pintalgadas,/ Colhidas, depois de amadurecidas…

 […] Fruto estival, o melão, vem enxergar/ […] Observa-lhe agora, o ar sulcado/ Seu tegumento fero e enrugado,/ Que vinca a forne e me assemelha/ Ao velho do arado na montanha/ […] Vê também como o pêssego e o pomo,/ Rotundos, tão rotundos como um domo,/ Se unem ambos pra criar um rosto/ Só de vida e redondez composto./ Atenta bem nos meus olhos, embora,/ Um seja uma cereja , outro uma amora…

 […] E estas avelãs, quem tal diria?/ Note bem como suas peles ocas/ Se emparelham sobre a minha boca:/ O que não prestaria, doutro modo, / Aqui constitui a dupla guia/ De um esplêndido bigode./ E, para que sozinho não se avenha,/ Há a casca escabrosa da castanha/ A pender-me do queixo, que me enfeita,/ Oh, gala varonil, mais que perfeita!…

 […] E existe, ainda, quem pense conseguir/ Com esta nova barba competir?!…/ Mas há mais coisa a reconhecer,/ Há o figo, acabado de colher/ Comprido e agora a oscilar/ No lobo da orelha, como vês…/ […] Vamos agora à faixa, finalmente – / Desdenhando qualquer outro rebento./ Por ser feita de muita flores douradas/ Pelo peito, pelo ombro derramadas…

Ficha técnica
Ano: c. 1590
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 70,5 x 57,5 cm
Localização: Skoklosters Slott, Balsta, Suécia

Fontes de pesquisa
Arcimboldo/ Editora Paisagem
https://www.nga.gov/exhibitions/2010/arcimboldo/arcimboldo_brochure.

6 comentários sobre “Giuseppe Arcimboldo – VERTUMNUS

    1. LuDiasBH Autor do post

      Leila

      O mais interessante na pintura, segundo dizem, é a semelhança com o Imperador, sendo que o artista faz uso apenas de desenhos de frutas, verduras e legumes.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Matê
      Como algumas pessoas podem ser tão criativas! Fenomenal a obra desse artista.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Amaro

      É verdade! Descreve a pintura com muita propriedade.
      Obrigada por sua participação.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *