Mantegna – A AGONIA NO HORTO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

agnho

A composição A Agonia no Horto é uma obra do pintor italiano Andrea Mantegna, que traz em si inúmeros significados, repassados através de seu estilo narrativo. Seu cunhado, Giovanni Bellini, fez uma obra semelhante. É provável que as duas pinturas derivem de um desenho feito por Jacopo Bellini, pai de Giovanni Bellini e sogro de Andrea Mantegna.

Cristo encontra-se ajoelhado, em oração, no Horto, numa paisagem rochosa. Num plano inferior ao dele, três de seus discípulos, Pedro, Tiago e João, dormem profundamente. Dois deles chegam a mostrar a boca aberta. Num plano superior ao do Mestre, sobre uma espessa nuvem, cinco anjos, todos nus, carregam os instrumentos de sua Paixão: a cruz na qual foi crucificado; a coluna onde foi amarrado durante sua flagelação; a esponja espetada numa vara para que bebesse bile e vinagre; e a lança com que foi transpassado. O Mestre observa os anjos que prenunciam seu sofrimento.

Numa cena ao fundo, à direita, Judas Iscariotes, o discípulo traidor, chega com os soldados para prender Jesus. Em primeiro plano, à esquerda, está uma árvore morta, com um abutre sobre um de seus galhos, observando a cena. Podem ser indicativos da morte de Cristo. Mas o galho verde que dela brota, assim como os dois pelicanos abaixo, podem simbolizar sinais de esperança para o futuro. Ao fundo encontra-se a cidade de Jerusalém, toda murada. É possível observar uma estátua equestre sobre uma coluna e um teatro parecido com o Coliseu. Mais ao longe estão montes, árvores e caminhos.

Ficha técnica
Ano: c. 1455
Técnica: têmpera sobre madeira
Dimensões: 80  x 63 cm
Localização: Galeria Nacional, Londres, Grã-Bretanha

Fonte de pesquisa
Enciclopédia dos Museus/ Mirador
http://www.travelingintuscany.com/art/andreamantegna/agony.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *