Mantegna – A FAMÍLIA GONZAGA

Autoria de LuDiasBH

A fago

Andrea Mantegna, um pintor criativo e inovador, foi escolhido pela família Gonzaga para fazer o retrato do clã e confidentes mais chegados, cujos membros foram pintados na sala de audiências do Palácio ducal de Mântua, no vale da Lombardia. Um pequeno grupo, composto por homens, mulheres e crianças, encontra-se diante de uma parede de mármore, estando o casal sentado e os demais personagens de pé, suntuosamente vestidos com roupas douradas, à exceção de Ludovico, que usa um simples manto e confortáveis chinelos. A família mostra-se orgulhosa.

Dentre os presentes, é possível reconhecer apenas os donos da casa: Ludovico Gonzaga, trazendo uma carta na mão, enquanto conversa com seu secretário à sua esquerda, e Barbara de Brandemburgo, com uma das filhas apoiada em seu colo. O papel na mão do chefe da família Gonzaga é uma recordação de algum acontecimento importante. Em volta do casal estão alguns de seus dez filhos. No grupo também se encontram uma dupla de cortesãos, de fisionomia séria. São possivelmente bastardos ou mestres de cerimônias. Suas meias possuem uma perna vermelha e outra branca, próprias da dinastia dos Gonzaga. Presentes também estão o cão, debaixo da cadeira de Ludovico, e uma anã. Segundo fofocas da época, a anã era filha do casal.

À esquerda do grupo, uma bela cortina dourada de couro está semirrecolhida, deixando à vista um terraço com plantas.

O pintor Andrea Mantegna passou 46 seis anos vivendo na corte de Mântua.

Ficha técnica
Ano: entre 1465-1474
Dimensões: 600 x 807 cm
Técnica: afresco
Localização: Castelo San Giorgio, Palazzo Ducale, Mântua

Fontes de pesquisa
Los secretos de las obras de arte/ Taschen
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *