Mit. – A CRIAÇÃO DO MUNDO (II)
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Recontado por LuDiasBH

vida1234

Segundo conta a mitologia grega, no princípio do mundo não havia coisíssima alguma, mas tão somente uma mistura de todas as coisas, que resultava numa massa disforme e maldistinta, à qual era dado o nome de “Caos”. Mas cansados daquela bagunça, os deuses resolveram botar tudo nos seus devidos lugares, em outras palavras, arrumarem a casa, pois nem os deuses aguentam muito desarranjo.

Primeiramente, eles apartaram a terra do mar e depois desuniram o céu desses dois. Era preciso criar um firmamento para colocar no meio. E esse foi criado a partir das matérias mais leves que existiam na mistura, que aos poucos ia desaparecendo. Para preencher o firmamento, os deuses usaram o ar. Acontece, porém, que as matérias tinham pesos diferentes, sendo a terra a mais pesada de todas. Em razão disso, ela ficou mais embaixo, mas a água, ao concentrar-se num ponto inferior, fê-la subir.

O certo é que ainda havia muito serviço para ser feito. Ufa! Faltava-lhes arrumar a terra, botando as coisas nos seus lugares específicos, pois os deuses queriam deixar tudo nos trinques. E assim foi feito com os rios e lagos. A seguir, ergueram belas montanhas, escavaram esplendorosos vales e espalharam campos, bosques, florestas e uma infinidade de maravilhas por toda parte. Aos irmãos titãs Prometeu e Epitemeu foi dada a incumbência de criar os bichos. E assim, depois de tudo pronto, foi feita a distribuição daquelas riquezas. Aos peixes foi dado o mar; as aves foram presenteadas com o ar, e a terra foi obsequiada aos quadrúpedes.

Nota:  imagem ilustrativa: A Criação do Mundo, de Hyeronimus Bosch

Fontes de Pesquisa
Mitologia/ Thomas Bulfinch
Mitologia/ LM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *