NOSSA TEVÊ DE CADA DIA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

lixo

A produção e a programação das emissoras de rádio e de televisão atenderão aos seguintes princípios: 1- preferência a finalidades educativas, artísticas, culturais e informativas; 2- respeito aos valores éticos e sociais da pessoa e da família. (Constituição Federal do Brasil)

Ignorância (sf.): 1- Estado da mente que não se formula qualquer juízo acerca de um objeto. 2- Falta de instrução ou de saber. 3- Carência de conhecimento devido. 4- Falta de educação. (Dicionário)

É preciso ter paciência à beça, ou incapacidade de julgar, para assistir à maioria dos programas brasileiros da televisão aberta, que trata o espectador como se ele fosse um soronga, um molongó e paspalhão. E eu fico cá pensando com os meus botões, como é que um país, que possui tanta gente preparada e comprometida com o crescimento cultural de seu povo, pode deixar no comando dos programas televisivos certos indivíduos que só sabem vomitar asneiras, sem compromisso nenhum com a qualidade do que fazem, tendo apenas o lucro fácil como objetivo. Criaturas de mentes tacanhas. Quão estúpidos são tais sujeitos! Que nonsense!

É esse festival de imbecilidades, esse lixo fedorento que a maioria dos brasileiros é obrigada a receber em sua casa. O leitor menos perspicaz poderá argumentar que basta usar o controle remoto. Mas não é tão fácil assim, principalmente em se tratando de um país onde o acesso ao lazer é caríssimo, assim como à TV paga e aos livros, se comparados ao valor do salário mínimo vigente. Sem falar que, na maioria das vezes, selecionar outro canal não muda em nada o panorama da nulidade. Resta, portanto, aos assalariados, uma única opção: chafurdar num mar de imundícies. E, com o tempo, essas pessoas passam a achar que tudo aquilo é normal e que no mundo tudo é mesmo assim. As crianças vão crescendo sem capacidade de escolhas e sem espírito crítico, enquanto os adultos tornam-se pessoas apáticas, indiferentes, sem discernimento, descomprometidas consigo e com o mundo que as rodeia.

Onde está o Judiciário, órgão responsável por fazer cumprir os princípios da Constituição Federal de nosso país? Onde estão os baluartes dos direitos humanos que deveriam primar por proteger as pessoas mais humildes, que nunca são levadas em conta, restando-lhes conviver e até achar normal a sujidade que é despejada em seus lares? Onde estão os políticos, os críticos, os educadores e as cabeças pensantes deste país, que não se levantam contra a péssima qualidade dos programas da tevê aberta? Será que não o fazem porque o sapato não lhes aperta o pé, ou seja, não precisam se tornar vassalos da mídia televisiva, tendo mil e uma opções para dela fugir, como o diabo corre da cruz?

O mais engraçado é que, quando alguns gatos pingados levantam-se contra a futilidade e a frivolidade desse ou daquele programa, os “defensores” da democracia, sempre de plantão, vêm com a perpétua ladainha acerca da liberdade de expressão, esquecendo-se de que alguns programas e apresentadores, que estão na tevê há um bom número de anos, também funcionam como castradores da liberdade de expressão, não cedendo o lugar a outros mais criativos e inteligentes,  impondo ao povo o lixo que lhes outorga muita bufunfa. Não resta ao povo nem mesmo os “brioches”.

O fato lastimável e desconcertante é que os donos dos canais de tevê não possuem nenhum compromisso com as gentes de seu país. São condecorados por isso e aquilo, sem que a ética lhes seja cobrada em tempo algum. Buscam apenas audiência, não lhes importando a qualidade do produto que colocam no mercado. Quem pode citar quais são os bons programas dedicados à cultura e à educação de nosso povo?

Nota: imagem copiada de thevictorpensieve.blogspot.com

2 comentários sobre “NOSSA TEVÊ DE CADA DIA

  1. Manoel Matos

    Lu

    O mais triste é reconhecer que nosso povo precisa muito de cultura e educação, mas para os empresários da televisão o que importa é o retorno financeiro.

    Abraços

    Nel

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Nel

      Conta-se nos dedos as poucas horas que a tv dedica à educação do povo.
      Domingo então, só há lixo na telinha.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *