O DIABÉTICO E OS SUPLEMENTOS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

diabeticos

Todos nós sabemos que o diabetes caracteriza-se pelo aumento da glicose no sangue devido à deficiência absoluta ou relativa da insulina. A doença só vem aumentando, pois está intimamente relacionada com o crescente número de obesos. É também sabido que uma alimentação inadequada é a principal causa da falta dos nutrientes. Porém, por mais que os profissionais de saúde insistam no tema de uma “alimentação balanceada”, as estatísticas confirmam que o hábito alimentar dos brasileiros é horrível.

Recentes pesquisas demonstram que nada menos que 90% dos brasileiros não consomem a quantidade mínima indicada pela OMS de frutas, verduras e hortaliças. Este cenário não muda em relação aos diabéticos. Pelo contrário. Além da grande maioria não seguir hábitos saudáveis, os diabéticos têm aumentada a taxa de excreção de vários nutrientes pela urina. Portanto, se tenho um paciente diabético que não segue padrões alimentares saudáveis e está, ainda, com controle glicêmico insatisfatório, a suplementação deve ser sempre considerada.

Vários suplementos podem estar deficientes na pessoa portadora de diabetes, como o zinco, elemento essencial para várias reações no organismo. No diabético, ocorre aumento da excreção na urina, com redução da sensibilidade da célula à ação da insulina, agravando o aumento da glicemia. O elemento é particularmente responsável por proteger da retinopatia diabética (complicação que leva à cegueira). Há também o cromo e o vanádio, micronutrientes com funções também diversas. Inúmeros estudos têm demonstrado que a suplementação de curto a médio prazos tem ajudado a reduzir os níveis de glicose no sangue. Com relação ao magnésio, que é cofator de mais de 300 reações no organismo, inúmeros estudos correlacionam seu déficit com aumento da incidência dos casos de diabetes.

Antioxidantes

Nos diabéticos, há um aumento na formação de radicais livres. Isso aumenta as complicações inerentes à doença, como infarto, derrame cerebral, cegueira, insuficiência renal, etc. O uso de antioxidantes, como as vitaminas C e E e o selênio, pode ser útil em vários casos, em especial nos casos que não estão com bom controle glicêmico. Já os baixos níveis das vitaminas D e B6 provocam piora na função das células secretoras de insulina pelo pâncreas.

Esses são apenas alguns exemplos do que uma deficiência nutricional não corrigida pode acarretar ao paciente diabético. A suplementação em diabéticos ainda é controversa no meio acadêmico, porém, vários estudos já apontam seus benefícios. Este artigo não pretende estimular as pessoas portadoras do diabetes a fazerem uso, por conta própria, de suplementos prontos de “A a Z”. A suplementação deve ser feita sempre por profissional capacitado.

6 comentários sobre “O DIABÉTICO E OS SUPLEMENTOS

  1. célia

    Lu querida, tudo bem? Sou diabética Melitus e nunca tomei suplementos. Tomo alguns medicamentos para a glicose, faço uma alimentação saudável, mas de vez em quando tomo uns chopps, vinhos, kkkkk afinal ninguém é de ferro.

    Beijinhos

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Celita

      Não sei o que é diabética “Melitus”.
      Penso que o suplemento só deve ser tomado em casos necessários.

      Beijos,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Eu só conheço este suplemento de nome.
      É preciso ver se na sua composição entram os suplementos descritos pelo doutor Telmo.
      Converse com o seu médico.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  2. Mário Mendonça

    Lu Dias

    Infelizmente diabéticos nunca se alimentam bem, pois achamos que por tomarmos medicamentos (meu caso, Fosfato de Sitagliptina + Metformina 50/500) estamos liberados para a farra da boca.
    Acho que vou visitar o Dr. Telmo.

    Abração

    Mário Mendonça

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Mas é bom seguir as prescrições médicas direitinho, pois as consequências da diabetes são terríveis.
      Nada de farra de boca, mocinho.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *