O DOCE FLUIR DA POESIA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

aguia1

Hoje a tristeza está a me rondar.
Vou buscar um cantinho de jeito,
e me mergulhar em meus versos
imperfeitos, até a alegria voltar.

Vou me mesclar com as palavras,
de modo que não se possa revelar,
onde eu começo e elas terminam,
ou faltam risos e sobram rimas.

Enquanto as palavras me norteiam
no trajeto incerto desta melancolia,
não mais sinto medo, mágoa ou dor,
mas somente o doce fluir da poesia.

Venham, minhas musas encantadas,
postem-se prazerosas junto de mim,
e levem para bem longe daqui, esta
doída tristeza e este cruento enfado.

Nota: Mulher Chorando Frente ao Leito – Munch

2 comentários sobre “O DOCE FLUIR DA POESIA

  1. Pedro Rui

    Pois deixa fluir as palavras, porque elas te trazem poesia, lindos versos, à tristeza fica imune, a alegria vem a ti, e tu com os teus versos, trazes alegria a quem os lê. Na verdade trazes-me muita paz, quando leio os teus poemas que são lindos de se ler.
    Abraços Lu

    Rui Sofia

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      A poesia, tanto ao ler quanto ao escrever, traz para nós momentos felizes.
      Quando se está aborrecido ou muito feliz, escrever é uma maneira de relaxar.
      Dentro de todos nós há sempre um grande poeta esperando para nascer.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *