O VALOR DE UMA VIDA

Autoria de Cris Lacerda Soares

cris

Qual é o valor de uma vida? Esta pergunta ecoa em minha consciência há exatos 16 dias, quando Matheo entrou em minha vida e na de muitas pessoas. Um sofá velho, rasgado, sujo, foi o local escolhido por ele, para recostar e esquentar um pouco seu corpo enfermo para se proteger do frio daquela manhã. Avistar aquele bichinho sofrido, suas feridas, sua pele sem pelo em alguns lugares, seu aspecto de semimorto foi um baque.  “Jesus Cristo não o deixe sair de lá! Jesus Cristo não o deixe sair de lá! Jesus Cristo não o deixe ele sair de lá!” – silenciosamente, eu repetia compulsivamente, enquanto corria para casa.

Voltei ao encontro do Matheo, dessa vez levando junto minha mãe e o celular. Telefonemas para cá, telefonemas para lá, fotos, conseguimos ajuda para levá-lo a uma clínica. Enquanto esperávamos pelo transporte, por minutos que pareciam uma eternidade, pessoas paravam, olhavam, nada diziam, iam-se. Outros passavam indiferentes. Até que uma senhora fez companhia ao Matheo, à minha mãe e a mim.  O tempo começava a esquentar e junto ao calor algumas moscas a rondar as suas feridas. Isso o deixou agitado e resolveu ficar de pé. Completamente dócil, aceitou todos os cafunés, estratégia para impedi-lo de fugir.

Uma caixa de papelão grande foi providenciada para carregar o Matheo, tarefa fácil, após pedir a um rapaz que passava para nos ajudar . Caixa colocada no próprio sofá, bastou um só comando e lá estava o anilmazinho dentro da caixa de papelão e, em seguida, sendo carregado para o carro: 2 carregando a caixa e eu segurando o Matheo. E lá fomos nós para a clínica, com a esperança batendo forte, na confiança que ele iria ficar bem.

Exame para cá, avaliação para lá. O resultado preocupante: tumores de testículo e de mama (maligno em machos), desidratação, otite crônica, suspeita de outras doenças graves, falta de recursos para um tratamento que demandaria tempo de recuperação.  E o sofrimento, desta vez meu, começou, juntamente com o assunto “eutanásia”. Decidir entre a vida e a morte. Não a minha. Mas a de outro ser. Que direito tenho eu ou você de decidir se vai viver ou partir? Quem nos autoriza a dispor da vida do outro sem nenhum escrúpulo, sem nenhuma compaixão? Afinal, quem é o do dono do Matheo? Certamente, não sou eu e, nem você, mas o Criador.

E Matheo percebeu o perigo iminente. Seu instinto gritava diante do perigo. Seu comportamento, antes calmo e tranquilo, transformou-se. Escondeu-se debaixo de uma pia, talvez na tentativa de o esquecermos, pois, afinal, ele não pediu para sair das ruas. Não pediu para ser resgatado.  Seu corpo tremia. Tremia não de frio, mas de medo. Medo da morte! Medo da crueldade dos corações.  Medo de ter a vida ceifada. E não era este seu destino. E depois, ainda temendo o pior, enquanto os minutos passavam, enquanto o pranto de meu coração rolava pela minha face copiosamente, Matheo se escondeu atrás da porta do consultório. Encolhido, olhar vago, cabisbaixo, tremia. Que bom que ele tremia de medo. Foi o sinal e a força que precisava para seguir adiante no propósito de dar um pouco de dignidade a ele, apesar de toda a pressão sofrida a favor da eutanásia.

Isso nos traz uma reflexão muito séria. E nos coloca contra a parede. Obriga-nos a rever algumas condutas e a mudar nossa consciência. Obriga-nos a evoluir. Sim, evoluir! Afinal, estamos todos na escala evolutiva. Todos nós. Todos os reinos.  Os minerais, os vegetais, os elementais, os animais, os humanos, cada um a seu tempo e em seu grau. Colocamo-nos no lugar do outro? Como nos sentiríamos se de repente alguém decidisse se viveríamos ou se morreríamos? A vida não para. É dinâmica. Alguém tem dúvida disso?

Matheo luta para viver. Já apresenta melhora da depressão, consegue abanar o rabinho para quem cuida dele e consegue olhar para o ser humano. Seu olhar, ainda entristecido pelo sofrimento, já apresenta um brilho de esperança. Tudo está sendo feito por ele. Mas ele está principalmente nas mãos de Quem o criou. E se ele partir, tudo terá valido a pena, pois está recebendo aconchego, acolhimento, cuidados, amor. Amor para equilibrar infimamente o impagável débito que temos com esses irmãos menores – os animais!

Esta história é verídica. Acompanhe as notícias do Matheo na página e ajude-nos a ajudá-lo.

https://www.facebook.com/Ajude-nos-a-ajudar-o-Matheo-c%C3%A3ozinho-resgatado-1245833358768106/

Conta para depósito:
Banco do Brasil
Agência: 2350-7
Conta Corrente: 9.206-1
Nome: Cristina M L Soares

26 comentários sobre “O VALOR DE UMA VIDA

  1. Cris Lacerda

    Olá amigos!
    Estamos na reta final da campanha e infelizmente ainda não conseguimos todo o valor necessário! O Matheo está cada dia melhorando mais, mas ainda não conseguiu aumentar o peso. Mas os pelinhos das pernas já estão crescendo! Está cada dia mais confiante no ser humano, mais alegre e esperto. Compartilhem com seus amigos. Gratidão a todos os que estão ajudando o Matheo!

    http://www.kickante.com.br/campanhas/matheo-precisa-de-voce

    Abraços!

    Cris Lacerda

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cris

      Confesso-lhe que ando muito desanimada com a espécie humana, principalmente no que diz respeito aos bichinhos.
      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Cris Lacerda

        Lu, os cruéis e os ignorantes no mundo são muitos, mas à medida que o mal aumenta o bem também. Veja as conquistas, já temos leis que protegem os animais, o número de protetores independentes e ONGs que resgatam e cuidam dos animas estão em número crescente e o trabalho mais visível com o advento da internet! Então, ainda há esperança. Que estejamos em paz, que é o que o planeta precisa!

        Abraços

        Cris Lacerda

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Panterinha

          Você nem imagina como suas palavras fazem-me bem. Obrigada por elas. Você precisa de trazer-nos textos com este seu otimismo, para contagiar a todos nós.

          Beijos,

          Lu

  2. Cris Lacerda

    Queridos amigos!

    Dia 13/07 Matheo, após 38 dias de internação, cirurgias, sessões de quimioterapia, etc., recebeu alta da Clínica e foi para o LT (Lar Temporário) especial, e já está recebendo muito carinho, amor e cuidados. Ele está recebendo uma alimentação especial e apesar dos ossinhos ainda estarem visíveis, já começou a ganhar peso.

    A campanha continua. Convide seus amigos a também fazerem parte da vida do Matheo. Continuem orando pelo Matheo e mandando energia positiva para ele!
    Acompanhe as notícias pelo link: http://www.kickante.com.br/campanhas/matheo-precisa-de-voce/atualizacoes

    Abraços a todos!

    Cris Lacerda

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Panterinha

      A sua vida será sempre iluminada, em razão deste coração do tamanho do mundo que traz em si. Muita energia positiva para você e o Matheo. Estamos torcendo por ele.

      Beijos,

      Lu

      Responder
  3. Cris Lacerda

    Notícias do Matheo
    Ontem foi um dia de muita alegria. O Matheo, o cãozinho que foi por mim resgatado e está ainda internado, graças a Deus e aos carinhos e cuidados que vem recebendo, está bem melhor de seu estado depressivo. Ele já corre, abana o rabinho bastante e até arriscou uns pulinhos em mim e em quem cuida dele. Estava bem animado ontem. Ainda está se recuperando de uma cirurgia ao redor dos olhos, pois estava com a pele ainvertida e deve passar por uma segunda cirurgia em um dos olhos. Ele segue internado ainda e a campanha continua:

    http://www.kickante.com.br/campanhas/matheo-precisa-de-voce

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Panterinha

      Estou muito satisfeita com a notícia de nosso doentinho. Logo ele estará correndo por todo lado. Espero que as pessoas contribuam para que ele viva.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Cris Lacerda

        Obrigada por seu apoio, Lu!
        As doações estão raras! Ainda falta muito coração aberto, disposto à doação às causas humanitárias e animal.
        Mas independente disso, a evolução do Matheo, mesmo que lenta, já alegra e muito o coração! E é o mais importante! Dar dignidade a esse guerreiro!!

        Gratidão!

        Cris Lacerda

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Cris

          Percebo que o coração humano anda cada vez mais fechado. As causas humanitárias e animais ainda não ganharam o destaque que merecem. Continuo aguardando os artigos das pessoas indicadas. E também o seu sobre os “elementos”.

          Abraços,

          Lu

  4. Cris Lacerda

    Amigos
    Criei uma campanha para arrecadar fundos para custear e para darmos prosseguimento no tratamento do Matheo, que já se encontra há 30 dias internado:

    “Confira as recompensas que te aguardam ao clicar na Campanha pelo Matheo.
    Sua colaboração é essencial. Ajude-nos a ajudar o Matheo. Compartilhe com seus amigos.
    Acesse o link http://www.kickante.com.br/campanhas/matheo-precisa-de-voce e confira as recompensas que preparei para você!
    http://www.kickante.com.br/campanhas/matheo-precisa-de-voce

    Conto com seu apoio! Gratidão!

    Abraços,

    Cris Lacerda

    Responder
  5. Cris Lacerda

    Notícias do Matheo: 24/06/2016

    Matheo está se recuperando da cirurgia. Está um pouco mais emagrecido e a anemia teve uma piora, acredita-se que devido à própria cirurgia, pois há uma perda de sangue considerável. Suas feridas já estão se cicatrizando. Está com as funções fisiológicas preservadas e está se alimentando bem. Esta semana deve receber alta. Ele vai para um LT (Lar temporário) especial, onde terá um tratamento alimentar mais forte para ele se recuperar mais rápido.

    A campanha caixinha solidária pelo Matheo está ativa. Ajude-nos a ajudar o Matheo. A caminhada apenas começou. Há muito o que fazer ainda por ele até que fique totalmente restabelecido.

    Gratidão a todos!

    Responder
  6. Rui

    Cris, lendo o texto fiquei emocionado, o reino dos nossos amigos de quatro patas merece todo o nosso amor e carinho. Em verdade digo, a minha gata “Mia”, resgatei-a dentro de um bidão de lixo e me perguntei:quem é a pessoa tão pobre de espírito que é capaz de fazer mal a uma destas criaturas tão queridas?

    Vendo a foto de Matheo, com olhos tão doces, mas com muito medo dos humanos. Parabéns pra você, Cris Lacerda, usei todas as formas e feitios para os meus amigos e eu ajudarmos o Matheo a ter uma vida feliz. Matheo encontrou um anjo na sua vida CRIS,todos nós podemos ser pequenos anjos. O AMOR cura todos os males.

    O Matheo já está no Facebook aqui. Quem trata mal um amigo de quatro patas aqui tem que prestar contas em tribunal, e as multas são pesadas. Quem vir alguém a fazer mal a um animal pode participar ou fazer queixa, pois é crime público.

    Abraços,

    Rui

    Responder
    1. Cris Lacerda

      Rui, obrigada por suas palavras!

      Na verdade existe muita indiferença e falta de amor dos humanos pelos reinos (todos eles, mineral, vegetal, elemental e animal). Nós ignoramos a sua importância e presença entre nós, e os tratamos como mero objetos. E como são menores (não inferiores) ainda são alvo da nossa crueldade, da nossa ignorância. Muitos ainda não percebem que a evolução é para todos. Todos os reinos evoluem.

      Infelizmente, aqui no Brasil, ainda não evoluímos. As Leis em favor dos animais não saíram dos papéis! Consta na Constituição Brasileira que todos os animais são tutelados pelo Estado, mas constantemente vemos o próprio Poder mantando-os sem piedade, além de não cumprirem a Lei. Um crime! Enquanto isso, vamos, cada um que ama e respeita os reinos, fazendo a parte que nos cabe, na medida em que podemos. E assim, sendo espelhos para os ignorantes. Quem sabe um dia a nossa realidade seja outra.

      Gratidão pela ajuda no compartilhamento. A campanha caixinha solidária pelo Matheo está ativa para ajudar no custeio do tratamento. Ore por ele.

      Abraços!

      Cris Lacerda

      Responder
  7. Michele

    Cris

    Lindo relato. Você me fez lembrar do meu cãozinho, que se foi há 6 anos, era adotado também. Um olhar manso, tadinho. Muito difícil essa escolha da eutanásia, ainda mais agora que você se apegou a ele… O problema é que o tumor é maligno e ele não merece sofrer… Esse poder a Deus pertence, somente ele, enfim é uma decisão difícil… Parabéns pela atitude de pelo menos tentar salvar a vida dele com amor e carinho. Jesus te abençoe!

    Responder
    1. Cris Lacerda

      Michele, amiga querida!
      Há situações em que realmente a eutanásia é a única saída. Recentemente, uma gata da minha tia foi eutanasiada. Essa gata, era eu quem levava ao veterinário, comprava os remédios e aplicava-os. Tive que aprender, com a ajuda de uma parente minha, que a segurava e eu aplicava, já que não tenho costume de cuidar dos felinos. Ocorre que ela desenvolveu tumores em vários órgãos, tumores que já estavam sangrando, quando eu tomei conhecimento da situação. Imediatamente foi levada ao veterinário. Mas já estava em agonia e trazê-la para casa seria aumentar esse sofrimento, já que precisaria ficar no soro, tomar medicamentos para dor apenas. Não tinha como operar. Então, com autorização da minha tia ela foi eutanasiada. Pela primeira vez providenciei essa eutanásia. Achei que eu sofreria, mas no meu interno eu estava em paz. Nesse caso, não tive nenhum sentimento de culpa ou de tristeza, porque foi o melhor a fazer por ela. Ela já estava partindo e realmente neste caso foi o famoso “alívio do sofrimento”. Nós sabemos que a morte não existe. E da mesma forma que somos ajudados quando partimos os animais também.

      Aqui na minha cidade, isso ocorre muito, a eutanásia indiscriminada. A pessoa resgata o animal da rua, mas quando chega na clínica e vê que o tratamento fica caro, ela manda eutanasiar, sob o pretexto de alívio do sofrimento, e de o animal voltar para as ruas para sofrer mais, pois nem sempre se encontra adotantes. Ou como me disseram, muitas pessoas não querem mais ter o animal por “n” motivos, e mandam eutanasiar, mesmo o cãozinho estando completamente sadio. Um crime!!

      No caso do Matheo, ele estava com muitos problemas graves, mas todos tinham tratamento. A eutanásia neste caso seria um crime. Estamos sempre tentando seguir os ensinamentos da Hierarquia Divina, que nos pede que cuidemos dos reinos menores, então, como eu poderia eutanasiar o Matheo, sem nem saber ao certo o que ele tinha? Esta questão é crucial. Mesmo não tendo recursos para pagar o tratamento dele, eu não poderia fazer isso com o Matheo.

      Obrigada pelo carinho!
      abraços
      Cris Lacerda

      Responder
  8. Celina Telma Hohmann

    Poxa, Cris!
    Você deparou-se com aquela interrogação maldosa que a vida nos joga nas mãos e não sabemos o que fazer com ela, exceto ter a certeza de que algo precisa ser feito. Você teve o cândido ato de tomar a primeira providência que foi tentar ajudar o animal. O resto, bem,só pensamos depois e aí a descoberta de que nem tudo é tão fácil.

    Tomar a si a difícil decisão de autorizar o sacrifício de um animal não é cômodo, nem confortável. Dói e muito! É, como você sentiu,uma conduta que faz uma grande mexida em sentimentos, tira-nos da zona de conforto e expõe o lado complicado da vida. Decidir o destino de uma vida não é tarefa agradável, mesmo que seja a nossa própria. Pior ainda, tratando-se de um ser tão exposto a sofrimentos que não entende, não consegue buscar auxílio, e mais, nem todos notam que está sofrendo, e se o notam, pouco lhes importa… Muito ruim!

    Temos respostas para tantas coisas, em compensação, não temos respostas alguma para a maior parte delas, e nessas estão incluídas as que rasgam a alma, nos colocando em condições de meros espectadores da vida passando em nossa frente. E essa passagem, nem sempre é das mais bonitas. Vamos torcer pelo Matheo! Poderá partir, mas que ao fazê-lo sinta que foi acarinhado, pois teve em seu caminho alguém de bom coração, que lhe proporcionou momentos de acalento.

    Meu cão – Caio – me pôs nesse dilema. Veio a doença e não havia o que fazer. Quando demonstrou o primeiro sinal de dor, essa foi forte demais. Um companheiro diário alegre, cheio de pose e charme, e num repente, já não conseguia ficar em pé e em suas horas de dor forte não deixava nem que o tocasse. Foi uma noite em claro, onde ele, deitado em meu tapete predileto, sob meu olhar atento, por vezes pedia carinho, noutras, até mordia, como defendendo-se do toque que sei, doía mesmo. Foi sacrificado pela manhã. Eu havia prometido que, quando as dores viessem – e sabia que nada poderia fazer – faria o que há de pior: sacrificá-lo. Foi calmo, rápido, e ele sabia que o veterinário o faria melhorar. Já eram amigos e ele se deixou levar sem medo. O horror foi vê-lo indo, levemente e as lágrimas viraram cachoeiras. Ainda me pego perguntando se não fui desumana. Sei que não!

    Na verdade, nossos animais (mesmo não sendo nossos) nos põem à prova. São eles que nos mostram que ainda pulsa em nossas veias o amor e a compaixão. Um bonito, outro necessário! No caso do Matheo, havia uma nuvenzinha esperando que alguém do bem passasse por ali. Passou! Um cão e o olhar atento de quem, ainda que num mundo marginalizado, conserva doces sentimentos.

    Responder
    1. Cris Lacerda

      Celina, gratidão pelo comentário.

      Decidir pela transição ou não de um ser depende de muitas circunstâncias. Não é tarefa fácil, principalmente quando se passa uma vida sendo radicalmente contra a eutanásia. Após a experiência que tive com a gata da minha tia, relatada no comentário para a Michele nesta página, percebo que tem situações que é realmente um alívio do sofrimento. Mas tem outras, a grande maioria, que realmente são desnecessárias. A medicina já deu muitos passos e há o que fazer para ajudar. Hoje a acupuntura faz um cão aleijado andar, como já vi muitos casos. E outros em que realmente o cão não consegue melhorar. Isso passa por questões que às vezes não paramos para pensar, como é o caso do carma do animal ou até mesmo de sua tarefa em transmutar as energias mal qualificadas que circulam entre nós. E não só os gatos têm essa capacidade ou tarefa, mas muitos outros, e os cães também o fazem. Acredite. É real.

      Na verdade, Matheo, de certa forma, estava para entrar nas nossas vidas, seja como mais uma tarefa para testar nossa entrega e doação, seja para testar nossa abnegação, seja para movimentar dezenas de pessoas, estimulando a doação, a compaixão, a oferta e os bons sentimentos. Ele
      está recebendo orações de dezenas e dezenas de pessoas, e Reiki de pessoas que nem conheço (postei no facebook: Orações pelos animais e Reiki – energia universal). E é muita gente que está tocada pela situação dele. Então, uma nova energia está sendo gerada e muita gente está tendo a oportunidade de exercer todos esses atributos que citei.

      Só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade de colocar em prática todo o ensinamento espiritual que recebo há 20 anos. Está sendo uma oportunidade maravilhosa para nós e para o Matheo. Independente do resultado, já valeu a pena, pois ele está recebendo cuidado e carinho e nós… Ah!… Somos quem mais está recebendo..

      Abraços!

      Cris Lacerda

      Responder
  9. Wilmer Otero

    Cris
    Atitude. Poucas pessoas sabem o que é e o que representa. Parabéns Cris, você é uma pessoa de valor, que tem minha admiração. Tomara que Deus abençoe o Matheo.
    Beijos

    Responder
    1. Cris Lacerda

      Wilmer Otero

      Gratidão por suas palavras. A generosidade também faz parte de você. Fazendo um pouco a cada dia, somos espelhos para quem ainda não é consciente da nossa responsabilidade perante nossos irmãos menores. Mas um dia chegaremos lá!

      Abraços

      Cris Lacerda

      Responder
  10. Leila

    Cris

    Emocionante! Atitude de quem entendeu que nós humanos temos o dever de sermos magnânimos nas nossas relações e cuidados.

    Abraço,

    Leila

    Responder
    1. Cris Lacerda

      Gratidão pelo comentário, Leila!
      Acredito que o individualismo que alcançamos, negativamente por um lado, é a causa de tanto sofrimento dos reinos menores e, consequentemente, do nosso reino também, porque é uma via de mão dupla.

      Diz um ditado espiritualista, que adoro, e o tomei para minha vida: “O mais simples piscar de olhos reflete na mais longínqua estrela!”

      Quando entendermos e aceitarmos este ditado, nossas ações com certeza também mudarão.
      Compartilhe o artigo por favor.

      Abraços!

      Cris Lacerda

      Responder
  11. LuDiasBH Autor do post

    Panterinha

    Relato lindo, emocionante. É preciso se encontrar numa escala muito alta de evolução espiritual para fazer o que você e sua mãe fizeram. Vocês me levaram às lágrimas. São atos como esses que nos fazem ainda acreditar na humanidade, numa época em que vivemos um materialismo escancarado e um egoísmo sem limites. Pensar no outro, e ainda mais num anilmazinho, é um ato da mais genuína bondade. Também me sinto profundamente condoída ao ver tantos animais abandonados nas ruas. Isso deveria ser um dever do Estado. No interior, isso ainda é mais cruel.

    Já é possível sentir alegria no pequeno Matho. Sinto-me feliz por ele, pois não é todo dia que anjos aparecem pelo caminho.

    Amiguinha, conte sempre comigo! Aqui haverá sempre espaço para os nossos irmãozinhos de planeta.

    Abraços,

    Lu

    Responder
    1. Cris Lacerda

      Lu, “parente” querida! Saiba que fazemos ainda muito pouco diante da necessidade do planeta, diante da necessidade dos reinos da natureza. Há várias pessoas aqui na minha cidade e em outros lugares que fazem muito mais, que resgatam animais toda semana.

      Os protetores não têm ajuda nenhuma do poder público. O dinheiro sai do próprio bolso. Claro que campanhas são feitas, mas ainda são poucos os que se dispõem a ajudar. Isso acontece por não conseguirmos perceber que é ação de um é por todos os que não fazem, e também porque estamos preocupados demais conosco mesmos!

      Desta vez, Deus colocou em nosso caminho o Matheo, justamente para nos mostrar, através de sua dor, que é possível amar, que é possível o ser humanos se doar, que é possível fazer a diferença na história de uma vida.

      Gratidão por seus comentários.

      Cris

      Responder
    2. Cris Lacerda

      Lu

      Você ressuscitou o “Panterinha”… rsrsrs (ninguém vai entender… rsrs)

      NOTÍCIAS DO MATHEO: ELE foi operado hoje. Foram retirados tumores das mamas e de língua (enviados para biópsia). Está agora (19:00hs) se recuperando da cirurgia e as próximas horas serão cruciais para ele. Orem por ele.

      Gratidão a todos que estão compartilhando e ajudando-nos!

      Cris Lacerda

      Responder
      1. LuDiasBH Autor do post

        Panterinha

        Viu no que dá sumir… risos.
        Estou feliz com as notícias do Matheo. Estamos todos torcendo por ele. Que o melhor para ele seja feito. Pelo menos está rodeado de amor.

        Beijos,

        Lu

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *