ÔMEGA 3 – UMA GORDURA DO BEM

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

om3

 Ômega 3 – A Gordura Boa

Quando se fala em gordura, todos já pensamos em colesterol alto, aumento da pressão arterial, aumento de peso, etc. Mas nem todas as gorduras são ruins. Algumas delas são benéficas e essenciais para a nossa saúde. Entre as mais conhecidas, o ômega 3 se destaca. É um tipo de gordura que vem da alimentação, não sendo produzido pelo nosso corpo. Dentre os benefícios do seu consumo, podemos destacar os seguintes:

  • diminuição das taxas de triglicérides e colesterol total no sangue;
  • redução da pressão arterial de indivíduos com hipertensão leve;
  • alteração da estrutura da membrana das células sanguíneas, tornando o sangue mais fluido;
  • otimização da função cerebral, etc.

Com tantas vantagens, o consumo de alimentos ricos em ômega 3 tornou-se um hábito indispensável para a manutenção da boa saúde, em especial para o sistema cardiovascular e cerebral.

Para o coração, estudos confirmam que os povos que consomem regularmente mais peixe possuem uma incidência menor de doenças cardíacas, pois as gorduras ômega 3 desempenham um papel significativo na redução de doença cardíaca coronariana.

O ômega 3 reduz a tendência das plaquetas se agregarem nas artérias (o que pode provocar arteriosclerose e precipitação de ataques cardíacos). Além disso, as gorduras ômega 3 reduzem os triglicérides, o colesterol e as reações inflamatórias. Os ataques cardíacos acontecem quando há um acúmulo de colesterol ruim (LDL), proveniente da ingestão de gorduras ruins (saturada, provenientes das carnes vermelhas) na dieta, que são depositadas e oxidadas nas artérias, provocando o início do processo de arteriosclerose, que é o envelhecimento e entupimento das artérias.

Para o cérebro, o ômega 3 é a gordura da matéria cinzenta, promove a comunicação entre as células nervosas, além de ajudar na construção das bainhas de mielina ao redor das fibras nervosas, permitindo assim uma melhor neurotransmissão química, o que, consequentemente, auxilia no nosso humor e memória. O ômega 3 é um nutriente essencial para o funcionamento adequado da bainha de mielina, uma estrutura presente nos neurônios que tem a função de proteger a integridade dessas células nervosas e participar do processo de envio de mensagens através dos neurotransmissores.

O ômega 3 cria um ambiente ideal para a troca rápida de mensagens entre as células do nosso cérebro. Portanto, a pessoa que tem na sua dieta uma deficiência no consumo desta gordura normalmente tem raciocínio e memória piores e dificuldade de aprendizado em comparação àquela que faz o consumo adequado. Sabidamente, o consumo de alimentos ricos em ômega 3 ou em forma suplementar melhora diversas funções, a citar:

  • melhora a concentração e a memória;
  • aumenta a motivação;
  • melhora as habilidades motoras;
  • aumenta a velocidade de reação;
  • ajuda na prevenção de doenças degenerativas cerebrais etc.

As maiores fontes de ômega 3 são os peixes de águas frias e profundas (como, por exemplo, sardinha, salmão, cavala, atum), oleaginosas (nozes e castanhas), óleo de linhaça, ovos enriquecidos e leite fortificado. Os suplementos de ômega 3 só devem ser utilizados sob orientação médica ou do nutricionista funcional, pois existem doses para cada caso e contraindicações ao seu uso.

5 comentários sobre “ÔMEGA 3 – UMA GORDURA DO BEM

  1. LuDiasBH Autor do post

    Pat

    Como não gosto muito de peixes, eu a tomo em cápsulas.
    Mas adoro as castanhas e os outros alimentos.

    Beijos,

    Lu

    Responder
  2. Patricia

    Lu,

    é unir o útil ao deliciosos rsrsr. Conhecimento e saúde. Um salmão com castanha e nozes.
    Perfeito!

    Bjos.

    Responder
  3. Edward Chaddad

    Tenho hábito de me alimentar com peixes de água salgada e minha salada ser muito regada com óleo extra virgem ( custam mais caros, mas fazem muito bem à saúde)
    Conhecia os benefícios do Ômega 3, já até tomei-as em cápsulas. Porém, deixei este hábito, alimentando-me melhor, onde os ômegas, não só o 3, como o 6, já entraram em meu cardápio.
    O artigo é ótimo, pois nos orienta ainda mais. Não sabia sobre os ovos, mas tenho me alimentado com eles, principalmente de galinha caipira.
    Parabéns pelo artigo.
    Rendem muita saúde e nos abre os olhos.

    Responder
  4. Matê

    Além de fazer bem à saúde, são alimentos deliciosos:
    peixes, nozes,castanhas. Estranho é o alto preço da
    castanha do Pará.Produto nacional custando igual às
    nozes chilenas ou européias.
    Abraço
    Matê

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Matê

      Não há desculpas para comer tais iguarias.
      São todas deliciosas.
      Também ando horrorizada com o preço da castanha-do-pará.
      A exploração em nosso país é cultural.
      Basta dizer que um produto é bom para que seu preço vá para a estratosfera.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *