PEDRO PEDREIRO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

chicob

Quando fiz “Pedro Pedreiro” tive a sensação de que pela primeira vez estava compondo uma música realmente minha, que não era mais imitação da Bossa Nova. (Chico Buarque)

Segundo Chico Buarque, esta canção, Pedro Pedreiro, feita em 1965, fazia parte do movimento de oposição à ditadura instalada pelo Golpe Militar de 1964. Naquela época, ainda era possível contestar através do cinema, do teatro e da música, enquanto fora de tais espaços tudo estava proibido. O mundo das artes ainda conseguia furar o esquema repressivo.

É interessante notar que Chico, a exemplo de Guimarães Rosa, a quem sempre admirou, criou uma palavra nova, inexistente no dicionário da língua portuguesa. Reservo ao leitor alguns minutos para que a encontre. A música Pedro Pedreiro foi lançada no disco Chico Buarque de Hollanda, sendo também gravada em italiano.

A canção Pedro Pedreiro possui 60 versos e a palavra “esperando” aparece 36 vezes. E, como já naquela época, os meios de comunicação estivessem mais preocupados com os ganhos financeiros de que com a qualidade da mercadoria, um dos produtores do programa de Abelardo Barbosa (Chacrinha) dirigiu-se abruptamente ao cantor e compositor, referindo-se ao tamanho de sua canção, dizendo:

– Não dá para esse trem chegar mais cedo, não?

Chateado com o desrespeito do moço, Chico simplesmente apanhou seu violão e deixou a TV Excelsior, pois jamais estropiaria sua música para agradar a mídia. Não sabia o atrevido produtor  da besteira que acabara de cometer, pois o sucesso de Pedro Pedreiro foi tão grande que Chico Buarque foi convidado por Roberto Freire para musicar o auto de Natal do poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto, Morte e Vida Severina (1955). Chico tinha apenas 21 anos de idade à época.

A peça Morte e Vida Severina viria a ganhar o primeiro prêmio no IV Festival Internacional de Teatro Universitário de Nancy – França, sendo aplaudida pela plateia por mais de 10 minutos. (A palavra criada pelo compositor é “penseiro”)

Pedro Pedreiro
Autoria: Chico Buarque
Intérprete: Chico Buarque

Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
Manhã parece, carece de esperar também
Para o bem de quem tem bem
De quem não tem vintém
Pedro pedreiro fica assim pensando
Assim pensando o tempo passa
E a gente vai ficando prá trás
Esperando, esperando, esperando
Esperando o sol,
Esperando o trem
Esperando aumento
Desde o ano passado
Para o mês que vem
Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
Manhã parece, carece de esperar também
Para o bem de quem tem bem
De quem não tem vintém
Pedro pedreiro espera o carnaval
E a sorte grande do bilhete pela federal
Todo mês
Esperando, esperando, esperando,
esperando o sol
Esperando o trem,
Esperando aumento
Para o mês que vem
Esperando a festa
Esperando a sorte
E a mulher de Pedro,
Está esperando um filho
Pra esperar também
Pedro pedreiro penseiro esperando o trem
Manhã parece, carece de esperar também
Para o bem de quem tem bem de quem não tem vintém
Pedro pedreiro está esperando a morte
Ou esperando o dia de voltar pro Norte
Pedro não sabe, mas talvez no fundo
Espere alguma coisa mais linda que o mundo
Maior do que o mar,
Mas pra que sonhar
se dá o desespero de esperar demais
Pedro pedreiro quer voltar atrás
Quer ser pedreiro pobre e nada mais
Sem ficar esperando, esperando, esperando
Esperando o sol
Esperando o trem
Esperando aumento para o mês que vem
Esperando um filho pra esperar também
Esperando a festa,
Esperando a sorte
Esperando a morte,
Esperando o Norte
Esperando o dia de esperar ninguém
Esperando enfim nada mais além
Da esperança aflita, bendita, infinita
Do apito de um trem
Pedro pedreiro pedreiro esperando
Pedro pedreiro pedreiro esperando
Pedro pedreiro pedreiro esperando o trem
Que já vem, que já vem, que já vem (etc)

Nota: ouçam a gravação em:https://www.google.com.br/#q=Chico+-+PEDRO+PEDREIRO

Fontes de pesquisa
Chico Buarque/ Wagner Homem/ Editora LeYa
Coleção Chico Buarque/ Editora Abril

4 comentários sobre “PEDRO PEDREIRO

  1. Mário Mendonça

    Lu Dias

    Não gosto do cantor (acho que não possui voz), mas suas letras são magistrais, verdadeiras obras primas de nossa língua. Gosto de Construção, principalmente a parte cortada pela ditadura, Deus lhe Pague e Geni e o Zepelim.

    Chico Buarque, só pelas letras que compôs, carregadas de enorme significado, deveria estar na ABL….mas fazer o que né….pra entrar naquela pocilga tem que lamber as botas da pseudo intelectualidade brasileira, algo que jamais irá fazer.Ele e o Dr. Sócrates eram amigos e viviam falando de nossa pseudodemocracia.

    Mário Mendonça

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Eu respondi a seu comentário, mas não sei por que não apareceu.
      Coisas do “sistema”… risos.
      Concordo plenamente: ele deveria estar na ABL.
      E também pelo caráter, conforme verá em Disparada, a ser postada ainda.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Edward Chaddad

    LuDias

    O Chico Buarque é um dos maiores poetas deste país.
    Nele está inserido, sempre e sempre, o caráter social de suas letras. Sua música, a melodia, sempre cativante e envolvente, mas as letras são impecáveis. Maravilhosas.

    Desde que conheci o Chico Buarque pela primeira vez, ouvindo suas músicas, eu já sabia que ele iria longe. Ultrapassou nossas fronteiras e é um nome internacional. Nas costas, leva sempre mensagens dos dramas dos mais humildes, simples e pobres, seja lá de que país forem, todas as suas letras são compreendidas, entendidas e soam como um vento calmo, mas forte em direção a um mundo melhor, com maior compreensão e homogeneidade.
    Adorei seu texto. Mostra isto tudo que falei.

    Chico é demais!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Também gosto muito do Chico Buarque.
      Ele é um dos maiores poetas do Brasil, como você bem afirmou.
      Sua sensibilidade é imensurável.
      Não fica alheio aos problemas de seu país e do mundo, como muitos outros.
      Usa sua arte para contribuir para um mundo melhor.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *