POEMA PARA MINHA AMADA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

med123456

Raios de sol caem-lhe pelo corpo branco,
como um cendal em ouro fino trabalhado.
Seus belos lábios carmesins entreabertos
induzem os pobres dos meus ao pecado.

Seus olhos ágeis de tigresa, embriagados,
açoitam-me com força o apetite da paixão.
Os seios, duas montanhas eretas e macias,
cabem inteiros nos bojos de minhas mãos.

O doirado tinge-lhe o belo corpo desnudo;
os cabelos de ébano no ar faiscam púrpura;
seu púbis delicado é botão aberto em cálice,
oculto pelos ramos suaves da selva bruta.

Minha amada é soberana de um só reino,
é ninfeia e orixá das águas tépidas dos rios,
é flor d’água do meu viver de parcas delícias,
é  o deleite de minha fugaz e incerta vida.

4 comentários sobre “POEMA PARA MINHA AMADA

  1. Pedro Rui

    Realmente o amor é o que nos faz viver, sem ele seríamos pobres; ainda há muito amor, e muitos irão experimentá-lo e certamente gostarão.
    Lu lindo poema, tudo que vem de ti é lindo.
    Abraços Lu e fica bem.
    Rui Sofia

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      O sentido da vida está no amor.
      Não apenas no amor a dois, mas também no amor à vida, à natureza, etc.
      Precisamos amar o que fazemos, também.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Beto

    Lu,

    Maravilha! O amor e a paixão é tudo que nos mantêm vivos! Alguns mais, outros menos. Mas vivos!

    Abraços,

    Beto

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *