POPATAPATAIO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

popata

É meio dia. Sol a pino na cidadezinha de Barriguda. Ninguém tem coragem de botar a cabeça do lado de fora. Ou melhor, quase ninguém, pois Damastor dirige-se com passos rápidos para a farmácia de Sô Orlando. Ali chegando, esbaforido, dirige-se ao moço do balcão:

– Gedielsso, tô precisando de popatapataio?

O rapaz dirige-se a uma das prateleiras, pega um frasco, recebe o pagamento e entrega o remédio a Damastor que sai botando fogo nas ventas, rua acima. Mas um representante farmacêutico que se encontrava com Sô Orlando, olha para ele encabulado, pois nunca ouvira falar naquele remédio esquisito e pergunta:

– Senhor Adamastor, que remédio é este, e para que serve?

O leitor é capaz de adivinhar para que serve o remédio comprado por Damastor?

Não!? O pobre moço estava comprando o remédio em pó para colocar no talho da mão de seu pai, que havia se cortado com um facão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *