PORQUE OS CÃES VIVEM MENOS QUE AS PESSOAS
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autor desconhecido

cao
Recebi a história abaixo através de um e-mail. Achei-a de suma importância para a nossa aprendizagem. Para melhor compreensão do leitor, passei-a para uma linguagem mais direta.

“Certo veterinário foi chamado para examinar um cão irlandês de 13 anos de idade, chamado Belker. A família, dona do animal, composta por Ron, sua esposa Lisa e seu filho pequeno Shane, era muito ligada ao cão e esperava por um milagre.

Examinei Belker e descobri que ele estava morrendo de câncer. Eu disse à família que não poderia fazer nada por ele, e ofereci-me para realizar o procedimento de eutanásia em sua residência.

No dia seguinte, eu senti a sensação familiar na minha garganta, quando o cão foi cercado pela família. Shane, o menininho de seis anos, parecia tão calmo, acariciando o cão pela última vez, que eu me perguntava se ele entendia o que estava acontecendo. Em poucos minutos, Belker caiu pacificamente dormindo para nunca mais acordar. O garotinho parecia aceitar a transição de Belker sem dificuldade.

Sentamo-nos, a família e eu, por um momento, perguntando-nos o porquê do infeliz fato de a vida dos cães ser mais curta do que a dos seres humanos. Shane, que tinha estado escutando a conversa, atentamente, disse:

– Eu sei o porquê.

O que ele disse me espantou. Eu nunca tinha escutado uma explicação mais reconfortante que do que a sua. Esse momento mudou minha maneira de ver a vida.

Ele disse:

– A gente vem ao mundo para aprender a viver uma boa vida, como amar os outros o tempo todo e ser boa pessoa, né?! Como os cães já nascem sabendo fazer tudo isso, eles não têm que viver por tanto tempo como nós.

Moral da história

Se um cão fosse seu professor, você aprenderia coisas como:

  • Quando seus entes queridos chegarem em casa, sempre correr para cumprimentá-los.
  • Nunca deixar passar uma oportunidade de ir passear.
  • Permitir que a experiência do ar fresco e do vento, na sua cara, seja de puro êxtase.
  • Tirar bons cochilos.
  • Alongar-se antes de levantar-se.
  • Correr, saltar e brincar diariamente.
  • Melhorar a sua atenção e deixar as pessoas tocarem-no.
  • Evitar “morder”, quando apenas um “rosnado” é o suficiente.
  • Em dias quentes, deitar-se de costas sobre a grama.
  • Em um clima muito quente, beber muita água e deitar-se na sombra de uma árvore frondosa.
  • Quando você estiver feliz, dançar movendo todo o seu corpo.
  • Deliciar-se com a simples alegria de uma longa caminhada.
  • Ser fiel.
  • Nunca pretender ser algo que não é.
  • Se o que você quer, estiver “enterrado”, cavar até encontrar.
  • Quando alguém tiver um mau dia, ficar em silêncio, sentar-se próximo e suavemente fazer a pessoa sentir que está ali, do seu lado.

Eis o segredo da felicidade, que os cães ensinam-nos todos os dias, e nem percebemos.”

Nota: imagem copiada de saudenaigtemplariadoapwaltersandro

22 comentários sobre “PORQUE OS CÃES VIVEM MENOS QUE AS PESSOAS

  1. Rui

    A história do menino é amar e ser amado em harmonia. Nós humanos somos almas, pois alimentamos a parte material comemos tudo que vem da terra, mas nos esquecemos de alimentar a parte espiritual. Quando crianças, não temos maldade, como mostra o menino Belker, mas, enquanto crescemos o nosso coração vai ficando duro, ficando um buraco escuro dentro de nós. O menino Belker acredita no amor puro, assim como o cão.

    Comprimentos a todos!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui

      É uma pena o fato de perdermos a inocência que habita o nosso coração, quando somos crianças. E mais triste ainda é ver pessoas, que dizem ser cristãs, praticarem tanta maldade. Penso que não adianta só estudar os livros sagrados, o principal é transformá-los em vida. A palavra sem a ação é vazia. Se todos fossem como você, o mundo seria um paraíso para os animais.

      Grande abraço,

      Lu

      Responder
  2. Patricia

    Oi Lu!

    Que mensagem maravilhosa fala este texto. Sempre amei animais e plantas. Essa criança foi pura sabedoria. Fico completamente apaixonada.

    Um grande abraço

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Pat

      Existem crianças, sobretudo as que possuem contato com animais, que parecem comunicar-se com eles.

      Beijos,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rangel

      Existem textos tão despretensiosos que nos tocam profundamente. Eu fiquei encantada com este. Só quem tem um animal de estimação conhece o seu valor.

      Obrigada por sua visita e comentário. Volte sempre!

      Abraços,

      Lu

      Responder
  3. Josefina Maria

    Cães, tão lindos e puros. Poderiam viver mais que os humanos. Quando se vão deixam um vazio tão grande dentro de nós!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Josefina

      Fica uma saudade tão doída desses nossos companheirinhos de todas as horas! O mesmo sinto por meus gatinhos que partiram. Não há um só dia em que não me lembre deles. Horroriza-me o fato de certas pessoas fazerem mal a esses animais. Essas são realmente as verdadeiras feras. Na internet há cada imagem de maus-tratos que cortam o nosso coração.

      Obrigada pela sua visita e comentário. Volte sempre.

      Beijos,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Matê

      Se apenas não gostassem, tudo bem. Mas maltratá-los é de uma extrema selvageria. Eu abomino essas pessoas.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  4. Julmar M. Barbosa

    Eu tive um cão que me defendia todas a vezes em que estava sendo espancado pela minha mãe. Ela o matou, mas a sua imagem é um alento que não me abandona, mesmo 40 anos depois.
    Simplesmente lindo o relato .

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ju

      Seu relato é muito lindo, ao mostrar que um cão é toma para si a defesa de uma criança, mas duplamente triste em relação ao comportamento de sua mãe e à morte do cão. Tenho a certeza de que ela deveria sofrer de alguma doença mental, portanto, merecendo o seu perdão.

      Um beijo no coração,

      Lu

      Responder
  5. Augusto Pereira

    Lindo texto, Lu.

    O que dizer? Só me vem lembranças.

    É Lu, o garotinho está correto: se a razão desta vida é aprendermos alguma coisa, os cães passarão muito rapidamente por ela, porque eles não tem mais nada a aprender. Na verdade, eles vêm é para nos ensinar.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Alfredo

      O mesmo acontece com os gatos. Também soube que pesquisas recentes estão descobrindo o quanto o porco é inteligente. Inclusive, está servindo de animal de estimação em muitos lugares.

      Abraços,

      Lu

      Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rui Pedro

      Estou me lembrando dos seus bichinhos e do carinho que dedica a eles. Eles estão sempre a nos ensinar como viver.

      Um grande abraço,

      Lu

      Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Rui Pedro

          E não há lição melhor para nós, que vivemos num mundo totalmente voltado para o “ter”, sem um mínimo de preocupação com o “ser”.

          Abraços,

          Lu

  6. Clara

    Oi Lu!
    Minha poodle, com 13 anos, cheia de problemas de saúde, por último teve uma úlcera de córnea, e foi necessária enucleação, não se abateu, continua sabendo quem eu sou e onde estou, faz festa quando chego, pede colo e me faz entender cada vez mais o que é o amor deles por nós, e que isso é o que ela mais precisa. Como eu ainda aprendo com ela. Sei que o tempo de vida dela, cada dia se encurta mais, e isso me faz refletir sobre a sua presença em minha vida.
    Lindo texto.

    Beijo

    Clara

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Clara

      Eu sou apaixonada por animais. Tanto é que deixei de comer carne. Nunca passei sem dois ou três gatinhos, pois moro em apartamento. No momento tenho dois. A Jade já se encontra bem velhinha. Eu aprendo muito com eles. E são meus grandes amigos. Quando estou acamada, ficam ali do meu lado. Assim que enfio a chave na porta, eles correm para me receber. Os animaizinhos são fontes de sabedoria em nossa vida.

      Beijos,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *