Poussin – PAISAGEM COM POLIFEMO

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

Paipolif

A composição denominada Paisagem com Polifemo é uma obra do pintor francês Nicolas Poussin, tido como o fundador do neoclassicismo francês. Ele gostava de inspirar-se na arte da Antiguidade e na do Renascimento italiano.

Poussin incorpora, na sua belíssima paisagem, uma passagem da história da paixão do ciclope Polifemo pela ninfa Galateia. Ele narra o momento anterior à morte de Ácis, o amante da ninfa, provocada por um acesso de ciúme e raiva por parte do gigante.

Ácis encontra-se com uma coroa de flores na cabeça, totalmente tranquilo, recostado numa pedra, à esquerda, de onde observa os personagens em volta, incluindo a sua amada Galateia junto a outras três companheiras, que estão sendo tentadas por dois sátiros, que se encontram escondidos atrás da folhagem.

No alto de uma montanha está o ciclope Polifemo, tocando para aquela que é motivo de sua louca paixão. Ele se encontra de costas para as pessoas, voltado para a cidade e as serras, ao longe. Outra montanha, mais alta, separa-o do grupo.

Segundo o mito, a jovem ninfa era amante de Ácis, filho de Fauno e de uma Náiade. Os dois amavam-se desde jovenzinhos, mas os ciclopes não a deixavam em paz, em busca de sua companhia, especialmente Polifemo, por quem nutria um grande ódio. Ele era um gigante violento e irrefreável, que vivia a aterrorizar os bosques. Aquele ser abominável acabou por conhecer o amor e suas paixões, escolhendo-a como motivo de sua avassaladora obcecação.

De uma feita, estava ela com Ácis, quando Polifemo subiu num rochedo e, com seu gigantesco instrumento feito de tubos, começou a cantar seu amor por ela, em homenagem à sua beleza, também a censurando por sua indiferença e dureza de coração. Nesse momento, ela e Ácis encontravam-se abrigados sob um rochedo. Como o ciclope acabasse com a sua cantoria, ela e seu amado não mais se preocuparam com ele. Adentrando-se no bosque, porém, Polifemo encontrou-a ao lado de Ácis. Aterrorizada, ela mergulhou nas águas, enquanto o jovem corria desesperado. Polifemo arrancou um pedaço de um rochedo e desferiu-o contra Ácis, esmigalhando-o.

Ficha técnica
Ano: provavelmente na década de 60 do século XVII
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 150 x 198 cm
Localização: Museu Hermitage, Sampetersburgo, Rússia

Fontes de pesquisa
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann
Mitologia/ Thomas Bulfinch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *