QUANDO O AMOR MACHUCA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

gamela1

                                                           Pra minorar o meu denso fardo,
eu te arranquei de minha gleba,
como quem retira erva daninha,
para dar mais vigor à terra.

E, com o desvair-se da estação,
aos poucos fui me dando conta,
que mais havia tirado da alma,
do que eliminado da porção.

E de novo tentei semear na leiva
as sementes de meu sofrimento.
O fardo retornou a meus ombros,
e com ele bem maior aflição.

Meu Deus, que bobalhona sou eu,
que nunca apreendo a árdua lição:
adubo algum poderá transformar
erva daninha em manjericão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *