RÚSSIA – MATRIOSKA OU MAMUSKA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

 Autoria de LuDiasBH goyan12

A minha amiga Gláucia Pinheiro tem na sua estante um presente que lhe foi trazido da Rússia, que me prende os olhos assim como os das crianças que se postam diante das tais belezuras, numa atitude de visível encantamento. Trata-se de um conjunto de mimosas bonequinhas, chamado Matryoshka, Matrioska ou Mamushka, feito de uma madeira parecida com o pinho, embora as bonequinhas possam ser confeccionadas com outros tipos de material. Também podem ser bonecos ou bonecas, ou seja, meninos ou meninas, sendo as últimas mais comuns. A prole da Matrioska também pode ser mista, composta por bonecos e bonecas.

A palavra Matryoshka vem do diminutivo de Matryona, nome próprio feminino muito comum entre as camponesas da Rússia antiga. Normalmente o conjunto de bonecas é composto de três a sete bonequinhas, que vão se encaixando umas dentro das outras, até ficar somente a mãezona, embora seja possível encontrar conjuntos até com 30 peças. A menorzinha delas não é oca, o que deixou Gabi, a fofa filhotinha da minha amiga, intrigada, querendo abri-la de qualquer jeito para encontrar mais uma bonequinha dentro. Confesso que também fiquei curiosa.

O mais interessante é que as bonecas não possuem membros, o que permite o encaixe perfeito das peças. Tudo é pintado no próprio corpo das menininhas, numa infinidade de variações. Elas são mostradas em trajes típicos do país e até mesmo vestidas de personagens de contos infantis. Ah! Também podem representar líderes políticos. Que judiação!

Tal conjunto de bonequinhas era dado, antigamente, às mulheres como incentivo à maternidade e à fertilidade. Também simbolizavam saúde, beleza e sorte para quem as recebesse de presente. O fato é que, presenteadas ou não, as bonecas são fofíssimas e dão um toque de exotismo a qualquer ambiente. Por favor, se você, meu caro leitor, for à Rússia, não deixe de me trazer um conjuntinho, ainda que seja com três bonequinhas.

Existe uma lenda russa muito interessante, por sinal, que conta a origem da Matrioshka, que é mais ou menos assim:

Serguei era um carpinteiro russo que trabalhava para se sustentar, fazendo peças de madeira. Havia época em que tinha que enfrentar o inverno rigoroso de seu país para procurar a matéria-prima de seu trabalho. Num certo dia, quando já estava desesperançado de encontrar madeira, deparou-se com um tronco exuberante, o mais belo que já havia visto. Depois de muito pensar sobre o que fazer com aquela maravilha, resolveu fazer uma boneca. Ao terminar a peça, maravilhou-se com a beleza de sua obra, e decidiu não a vender.

O carpinteiro deu à sua criação o nome de Matrioska. E, como era muito sozinho, passou a conversar com ela todos os dias. E não é que uma manhã, ao dizer “Bom dia, Matrioska!”, surpreendeu-se ao ouvi-la responder: “Bom dia, Sergei!”. Que surpresa maravilhosa. Agora ele não mais se sentiria só.

Certo dia, porém, o artista notou que a sua Matrioska parecia muito triste. Ao indagar sobre o motivo de sua tristeza, ela lhe respondeu que desejava ter um bebê. Ao que ele lhe afirmou:

– Terei que abri-la, querida, e isso será muito doloroso.

Matrioska, porém, disse-lhe com ares de quem já havia tomado a sua decisão:

– Na vida, as coisas importantes requerem um pequeno sacrifício.

E assim, Serguei talhou uma cópia perfeita de Matrioska, em tamanho menor, dando-lhe o nome de Trioska, que ficou guardadinha no interior da mãe, que aceitou ser cerrada ao meio para abrigar sua filhinha.

Mas Trioska, a filhinha, também quis um rebento, sendo prontamente atendida pelo carpinteiro que deu à nova boneca o nome de Oska.

Serguei surpreendeu-se, quando Oska repetiu o mesmo desejo das duas primeiras, mas se prontificou a atendê-la. Só que dessa vez acrescentou uns fios de bigode em Ka, nome que lhe dera. E, para evitar o mesmo pedido das outras duas, e por um fim na geração de Matrioska, colocou-a diante do espelho e lhe disse:

– Você é um homem e não pode ter filhos!

Ka foi colocado dentro de Oska, que ficou dentro de Trioska, que por sua vez ficou dentro de Matrioska. E um dia, para desespero de Serguei, Matrioska desapareceu levando toda a família dentro de si.

Coitadinho! Será que ele fez outra Matrioska, depois de tamanha decepção?

Curiosidades

  • Presume-se que as Matryoskas surgiram nos anos 90 do século XIX.
  • Artistas modernos estão criando novos estilos de Matryoshkas com animais, retratos e caricatura de políticos famosos, músicos e estrelas de cinema, etc.
  • Existe também a conjectura de que a Matryoshka foi inspirada num jogo de bonecas de madeira de origem japonesa, que representava “Shichi-fuku-jin”, os Sete Deuses da Fortuna. Na verdade, elas possuem o formato bem parecido.

Fonte de pesquisa
http://aprender-russo-online.blogspot.com.br

Nota: imagem copiada de http://www.muambeiradigital.com.br

2 comentários sobre “RÚSSIA – MATRIOSKA OU MAMUSKA

  1. Glaucia Pinheiro

    Oi, Lu
    O texto ficou lindo! Agora já sei porque resolvi ter três filhos, a culpa é do presente… rsrsrs. Amar é isso mesmo, exige sacrifícios e possíveis abandonos.

    Beijos

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *