SHIVA NATARAJA

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH Shiva

A imagem toda nos diz: “Vá além do mundo das aparências, vença a ignorância interior e seja como o Sr. Shiva, o meditador, aquele que enxerga a verdade através do olho que tudo vê (terceiro olho, Ájña Chakra).”.

O hinduísmo, religião que tem seu maior número de adeptos na Índia, é considerado a terceira religião em número de fiéis. Sua origem remonta a aproximadamente 3.000 a.C., na antiga cultura Védica.

Dentre os inúmeros deuses cultuados no hinduísmo está Shiva, o deus supremo que é ao mesmo tempo senhor da destruição e da regeneração. Dentre as muitas manifestações que tal divindade pode ter, está Shiva Nataraja, o Senhor da Dança, que é também a mais popular entre os seguidores do hinduísmo. A representação acima, feita em bronze, é de autor desconhecido e, segundo estudos, deve ter sido feita no século XI.

Shiva Nataraja, com seus cabelos entrelaçados e esvoaçantes, que simbolizam o movimento, dança dentro de um círculo de fogo, símbolo da renovação. Através de sua dança, ele cria, conserva e destrói o universo. Vejamos a simbologia da peça:

  1. O círculo de chamas purificadoras representa o nascimento e a perpetuação do universo, lembrando os ciclos de vida e morte.
  1. Aspamara, o anão que jaz esmagado sob o pé direito de Shiva, representa a ignorância e a mentira, que impedem o crescimento interior.
  1. Os cabelos de Shiva estão emaranhados e esvoaçantes, simbolizando movimento, pois tudo no universo está em constante movimento.
  1. Shiva Nataraja tem os olhos fechados, em atitude de meditação. A dança do universo não tem nenhuma importância para o deus, pois tudo neste se encontra em permanente mudança. Somente a natureza de Shiva é eterna.
  1. Em uma de suas quatro mãos, à esquerda, ele segura o damaru, o tambor que tem a forma de uma ampulheta. Com ela, Shiva marca o ritmo cósmico e a passagem do tempo.
  1. Na mão, à direita, o deus traz uma chama que simboliza a transformação e a destruição de tudo que é ilusório e enganoso.
  1. Nas duas mãos próximas ao tronco, Shiva faz gestos especiais. A mão direita, cuja palma está à mostra, representa um gesto de proteção e de bênçãos. A mão esquerda representa a tromba de um elefante, aquele que destrói os obstáculos. Também é tida como indicativa do pé, um lugar de repouso.
  1. Na parte esquerda dos cabelos de Shiva está a deusa Ganga, que simboliza o Rio Ganges. Enquanto o deus dança, ela desce à Terra através de seus cabelos esvoaçantes.
  1. Embora a dança seja dinâmica, o rosto do deus mostra-se bastante sereno, simbolizando a libertação da alma da escravidão da ignorância, ao crer em Shiva, vivendo em constante serenidade.
  1. A flor de lótus que sustenta Shiva e a roda de fogo simboliza o desabrochar da terra e do universo.
  1. O cinto que o deus usa e que toca uma das partes do círculo simboliza o vento.
  1. A roda de fogo representa o fogo e o sol.
  1. O cabelo de Shiva representa o fluxo do rio Ganges e a água.
  1. O encontro dos membros e do cinto de Shiva com o círculo representa o universo.

Fonte de pesquisa:
Tudo Sobre Arte/Editora Sextante

Dados técnicos
Material: bronze
Dimensões: 89,5cm de altura
Localização: British Museum/ Londres/Reino Unido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *