TAMANDARÉ

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

chicob12

Ao ser convidado para compor as canções do show Tamandaré, Chico fez a música Tamandaré (1965), na qual se divertia com o Marquês de Tamandaré que, à época, tinha sua imagem impressa na cédula de 1 cruzeiro. Mas o período não estava para peixe miúdo, com a ditadura arrebentando o país. Assim sendo, a nossa Marinha não gostou da caçoada, vendo na canção uma afronta e um grande desrespeito ao seu ilustre patrono. De modo que Tamandaré foi banida, naufragando em mares dantes navegados.

A canção Tamandaré só foi gravada em 1991 no CD Chico em Cy, pelo quarteto em Cy. Vale a pena conhecer a ironia nela contida.

Tamandaré
Autoria: Chico Buarque
Intérprete: Quarteto em Cy

Zé qualquer tava sem samba, sem dinheiro
Sem Maria sequer
Sem qualquer paradeiro
Quando encontrou um samba
Inútil e derradeiro
Numa inútil e derradeira
Velha nota de um cruzeiro
“Seu” Marquês, “seu” Almirante
Do semblante meio contrariado
Que fazes parado
No meio dessa nota de um cruzeiro rasgado
“Seu” Marquês, “seu” Almirante
Sei que antigamente era bem diferente
Desculpe a liberdade
E o samba sem maldade
Deste Zé qualquer
Perdão, Marquês de Tamandaré
Perdão, Marquês de Tamandaré
Pois é, Tamandaré
A maré não tá boa
Vai virar a canoa
E este mar não dá pé, Tamandaré
Cadê as batalhas?
Cadê as medalhas?
Cadê a nobreza?
Cadê a marquesa, cadê
Não diga que o vento levou
Teu amor até
Pois é, Tamandaré
A maré não tá boa
Vai virar a canoa
E este mar não dá pé, Tamandaré
Meu marquês de papel
Cadê teu troféu?
Cadê teu valor?
Meu caro almirante
O tempo inconstante roubou
Zé qualquer tornou-se amigo do marquês
Solidário na dor
Que eu contei a vocês
Menos que queira ou mais que faça
É o fim do samba, é o fim da raça
Zé qualquer tá caducando
Desvalorizando
Como o tempo passa, passando
Virando fumaça, virando
Caindo em desgraça, caindo
Sumindo, saindo da praça
Passando, sumindo
Saindo da praça

Nota: link para ouvir a música https://www.youtube.com/watch?v=kubDXfi5ASA

Fontes de pesquisa
Coleção Chico Buarque/ Editora Abril
Chico Buarque/ Wagner Homem/ Editora LeYa

2 comentários sobre “TAMANDARÉ

    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      O Tamandaré está tão sem valor, ou seja, nossa moeda, que só agora vi o seu comentário.
      Gosto quando supera o poderoso dólar.

      Mil perdões pela demora da resposta!

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *