Ticiano – DIANA E CALISTO

Autoria de LuDiasBH

dica

A composição denominada Diana e Calisto é uma das obras-primas do pintor italiano Tiziano Vacellio, conhecido por Ticiano, e faz parte de um conjunto de telas célebres do pintor (Poesies), baseadas nas Metamorfoses de Ovídio. Ela retrata o momento em que a gravidez da ninfa Calisto é revelada à deusa Diana.

A pintura mostra a ninfa Calisto sendo obrigada por suas companheiras, a tomar banho diante de Diana, para que essa tome conhecimento de sua gravidez. A deusa encontra-se inclinada para frente, sendo apoiada por uma participante de seu séquito. Traz uma coroa de pérolas na cabeça. Com a mão esquerda, recosta-se na mulher e com a direita acusa a ninfa por ter perdido sua virgindade. Ao voltar-se para o grupo, onde se encontra Calisto, seu rosto pefilado fica na sombra. Ela é maior do que as demais personagens, o que a identificada como principal. A composição divide-se em dois grupos separados por um chafariz, que traz um pequeno cupido segurando um vaso com água, de onde desce água.

Calisto encontra-se no chão, segura por três ninfas, sendo que uma delas, mais escondida, contém seu pé direito. Uma ninfa, de pé, à esquerda, levanta o manto da vítima, para mostrar a Diana a sua volumosa barriga, desmascarando-a. A ninfa, que segura a maior parte de seu corpo, vira-se para a deusa com certo prazer estampado no rosto, esperando o julgamento da companheira grávida.

O séquito de Diana é composto por dez figuras e dois cães de caça. A mulher, vestida de azul, carrega uma aljava na cintura e um arco na mão direita. Outra aljava aparece na cintura da figura de rosa, que ampara Diana. A ninfa, que se encontra de costas para o observador, segura uma flecha com a mão esquerda, enquanto ampara-se numa aljava e num arco no chão.

Conta o mito que a ninfa Calisto havia jurado amor eterno à deusa Diana, mas Júpiter sentiu-se seduzido por sua beleza. Para aproximar-se dela, o deus dos deuses tomou a forma da deusa que ela venerava, possuiu-a e engravidou-a. Mesmo tendo ela sido violentada por Júpiter, através de sua capacidade de metamorfosear-se, Diana não aceitou o acontecido, expulsando-a de seu séquito. Ela foi depois transformada por Juno (esposa de Júpiter) numa ursa, sendo quase morta por seu filho, e elevada até às estrelas por Júpiter, compadecido com seu sofrimento.

Ficha técnica
Ano: c. 1556-1559
Técnica: óleo sobre tela
Dimensões: 187 x 204,5 cm
Localização: National Gallery of Scotland, Escócia, Grã-Bretanha (em empréstimo)

Fontes de pesquisa
Ticiano/ Editora Taschen
http://www.nationalgallery.org.uk/paintings/titian-diana-and-callisto

2 comentários sobre “Ticiano – DIANA E CALISTO

    1. LuDiasBH Autor do post

      Cristina

      Manter um blog demanda muita dedicação e, sobretudo, respeito ao leitor que o busca.
      Deixe aqui o endereço de seu blog (link) para que meus leitores possam visitá-lo.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *