VIVA COM MAIS LEVEZA
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria do Dr. Telmo Diniz

cora

Fechei os olhos e pedi um favor ao vento: Leve tudo que for desnecessário. Ando cansada de bagagens pesadas. Daqui para frente levo apenas o que couber no bolso e no coração. (Cora Coralina)

Trânsito parado, engarrafado, pessoas correndo de um lado ao outro, buzinas dos automóveis a mil, almoços intermináveis de reunião, contas para pagar, etc. Esse é o cenário típico da vida nas grandes cidades. É bem difícil levar uma vida mais leve assim. É mais comum sentirmo-nos fortes e dispostos quando temos algo com que nos preocupar, questões a solucionar e problemas que precisam da gente para serem resolvidos. Levar uma vida mais leve pode ser difícil nos dias de hoje, mas não impossível.

Uma vida leve é uma vida com menos estresse e mais momentos alegres, menos preocupações e mais otimismo, menos pressa e mais entusiasmo, menos vergonha e mais bom humor, menos procrastinação e mais vontade de fazer. Quando falamos em “viver com leveza” estamos falando sobre viver melhor. Mas como é possível encaixar leveza em um cotidiano tão conturbado como o nosso? Aprimorar processos internos como gentileza, amizade, altruísmo e generosidade ajuda, e muito, nas relações humanas e, consequentemente, a obter uma vida mais leve.

Existem algumas formas de tornar a vida menos pesada. Por exemplo, quando terminar aquele trabalho, que vinha consumindo seu tempo há meses, considere alguns dias retirados da cidade e dos afazeres, em um local que seja aprazível a você. Mude sua rotina, saia do mesmo trajeto que faz todos os dias para o trabalho. Pare para tomar um café. Dê uma volta no quarteirão. Tome um banho de piscina ou de sauna no meio da semana. Vá cozinhar em família, fazer aquele prato que agrade a todos. Pequenas mudanças na rotina podem fazer grande diferença. A vida não pode estar restrita apenas aos finais de semana.

Tornar a vida mais alegre de ser vivida é um esforço diário para mudança de hábitos. Somente assim teremos satisfação para continuar exercendo nossas funções rotineiras com vigor. É importante lembrar que o lazer e a satisfação pessoal são ingredientes riquíssimos na busca por uma vida equilibrada. Como o corpo precisa de alimento, o espírito precisa da necessária leveza no dia a dia. Alguns pontos são importantes para uma vida mais leve:

• Não reserve o lazer e as realizações apenas para o final de semana. Coisas boas podem e devem acontecer de segunda a sexta-feira.
• Reúna pessoas das quais se gosta é uma boa forma de interagir com o próximo (lembre-se que a felicidade sempre ocorre junto de pessoas – nunca sozinho).
• Faça algo ao próximo sem esperar retorno. A devolutiva nunca será em dinheiro, mas em satisfação interna.
• Diminua um pouco o seu ritmo e disperse a ansiedade.
• Conviva mais com pessoas que o fazem rir. Dar gargalhadas faz bem, deixa a vida mais leve, traz disposição e afugenta o estresse.
• Procure ficar ao lado de pessoas engraçadas e espontâneas. Da mesma forma, evite pessoas com carga negativa e mal-humoradas.

Uma frase atribuída a Cora Coralina reflete bem todo o texto: “Fechei os olhos e pedi um favor ao vento: Leve tudo que for desnecessário. Ando cansada de bagagens pesadas. Daqui para frente levo apenas o que couber no bolso e no coração.”

Pequenas mudanças na rotina podem fazer grande diferença. A vida não pode estar restrita apenas aos finais de semana

Nota: Baile Popular, obra de Di Cavalcante

4 comentários sobre “VIVA COM MAIS LEVEZA

  1. Leila Gomes

    Perfeito, Lu. Deus não nos fez com ombros para carregar o mundo nas costas. É preciso diminuir e ou dividir a bagagem.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Leila

      Muito bem dito, Leila. Não necessitamos da metade da bagagem que carregamos.
      Lindinha, obrigada pela sua visita ao blog e comentário.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Celina Telma Hohmann

    Delicioso texto!
    “Daqui para frente levo somente o que couber no bolso e no coração”

    Ah, se o vento, doce vento, levasse tudo que é desnecessário! Nos deixaria leves, tão leves,que poderíamos voar com ele pela imensidão, numa deliciosa dança onde só ela seria a mestra do que vale ou não. Um alerta para que observemos que viver é tão simples, não? Tanto que crianças, ainda sem o peso do carregar o desnecessário, vivem em eternos finais de semana!

    Eu me pego repensando em minhas bagagens e na correria diária, que no meu caso, resume-se somente ao observar, pensar, sonhar… E em minha inércia forçada também há o desgaste e a espera em livrar-me das indesejáveis esperas para viver plenamente. E é possível, como citado, dar gargalhadas faz bem! Parabéns pelo texto! Mais uma vez, uma delícia para ser absorvida!

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Miss Celi

      É incrível a facilidade que o Dr. Telmo tem de falar-nos com tanta “leveza”. Ele transforma temas complexos em coisas simples, mostrando-nos que somos capazes, bastando-nos a força de vontade.

      Estava com saudades.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *