VOCÊ JÁ SERVIU DE BOI DE PIRANHA?

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

boi

Estaria minha amiga Thaiz com a razão? Hoje, notei que estava precisando que alguém a ouvisse. E não me fiz de rogada. Deixei que lavasse a alma, dizendo tudo que sentia. Percebi que ela servira de “bucha de canhão” e se sentia injustiçada. Um resumo de suas palavras:

– Hoje, eu me peguei pensando nas vezes sem conta em que me usaram, ou em que eu tenha permitido que me usassem, como um verdadeiro “boi de piranha”. E pior, eu não sou devorada viva como acontece com o pobre animal, mas esfacelada paulatinamente. A dor é tão grande, que tenho a sensação de que vou me desintegrar em meio ao caos que assola minha alma. Mas, depois, nasce uma força estranha dentro de mim, e sinto-me forte, especial, como a fênix que renasce das cinzas. Os outros, ou seja, as piranhas que tentaram me devorar, não estarão bem por muito tempo, pois tudo na vida tem o seu reverso. Portanto, entrego tudo nas mãos do tempo. O importante é que minha consciência esteja tranquila. O importante é caminhar, sempre!

Certíssima em entregar a contrapartida dos reveses ao tempo, minha amiga saiu da conversa bem mais leve, e eu fiquei curiosa para saber a origem da expressão boi de piranha, à qual ela se referiu com tanta mágoa. Vamos lá:

Quando os boiadeiros vão atravessar com suas boiadas os rios da Bacia Amazônica e do Pantanal, quase sempre infestados por piranhas (peixes carnívoros), pegam o boi mais velho e cansado ou o mais doente da manada, e o sacrificam, colocando o pobre infeliz num lugar acima ou abaixo de onde se dará a travessia. De modo que, enquanto as piranhas devoram a pobre vítima, os boiadeiros aproveitam para atravessar o rebanho bovino, sem perigo algum. Esta expressão popular é genuinamente brasileira.

Transposta para a linguagem popular, segundo o nosso Aurélio, trata-se da pessoa que, em um grupo, é submetida ou se submete a um sacrifício ou experiência para favorecer os companheiros. Não é fácil servir de “boi de piranha” contra a vontade.

Nota: Imagem copiada de globoesporte.globo.com

2 comentários sobre “VOCÊ JÁ SERVIU DE BOI DE PIRANHA?

  1. Edward Chaddad

    LuDias
    Acho que todos já tiveram momentos destes. Uns de grande intensidade, outros de menores, mas é inevitável que passemos, um dia, a ser imolado por pessoas que necessitam de um “boi de piranha” para safarem-se de seus problemas.

    Como você muito bem colocou, dar tempo ao tempo é a melhor forma de se defender destes ataques de piranha. Todos querendo, no momento, levar uma lasquinha da gente. Há quem, entretanto, não escape desta agressão e acaba sucumbindo. Aí, há que ser forte, nestes momentos mais extremos, pois toda tempestade passa e o azul do céu ou o brilho das estrelas irão, com certeza, voltar a fazer nossa vida melhor.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Ed

      Se não ficarmos atentos, estaremos sempre correndo o risco de transformamo-nos em bois de piranha, pois o capitalismo é hostil e não perdoa os humildes. Em tudo, somos sempre a bucha de canhão, a bola da vez.

      Concordo com tudo que disse.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *