A CABEÇA DE MEDUSA (Aula nº 68 B)

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O pintor Peter Paul Rubens partiu para a Itália quando estava prestes a completar 30 anos de idade e ali conheceu várias cidades.  Ao regressar à Antuérpia já havia aprendido tudo sobre pintura: manejo dos pincéis e tinta, representação de nus, armaduras, joias, animais, paisagens, etc. Tinha preferência pelos painéis gigantescos, usados para decorar igrejas e palácios. Era um homem de vasta cultura, dono de uma mente brilhante, um erudito clássico, ilustrador de livros, colecionador de arte e antiguidades e também diplomata. Falava e escrevia várias línguas e tinha aptidão para a oratória e a diplomacia. Internacionalmente conhecido, Rubens recebia tantas encomendas que foi necessário criar um ateliê com muitos alunos e assistentes para ajudá-lo, como vemos nesta obra. Na arte executou com maestria todas as categorias pictóricas: pintura sacra, histórica, mitológica, paisagística, pintura de gênero e naturezas-mortas. Foi um artista completo, um dos mais inovadores e versáteis do período barroco. Suas pinturas caracterizam-se pelas cores arrojadas, composições dinâmicas e pinceladas vigorosas. Hoje estudamos uma de suas obras da qual participou outro pintor. Primeiramente é necessário acessar o link Rubens e Frans Snyders – A CABEÇA DA MEDUSA e ler o texto com muita atenção, sempre voltando a esse quando se fizer necessário.

  1.  Em razão do excesso de encomendas recebidas Peter Paul Rubens é ajudado a compor esta obra por um outro pintor, cujo nome é:

    1. Jan Bruegel, o Velho
    2. Frans Snyders
    3. Giovanni Bellini
    4. Rafael Sanzio

  2. Este tipo de interação entre os artistas era muito comum em Antuérpia nas duas primeiras décadas do século ………….., tendo os dois pintores trabalhado juntos em algumas obras.

    1. XIV
    2. XV
    3. XVI
    4. XVII

  3. O tema usado na composição é:

    1. Mitológico
    2. Histórico
    3. Bíblico
    4. Científico

  4. O artista responsável por pintar os insetos, os répteis e a ornamentação da composição foi …………………, sendo que a …………………….. coube pintar a cabeça decepada da Medusa.

    1. Peter Paul Rubens / Frans Snyders
    2. Frans Snyders / Peter Paul Rubens
    3. Jan Bruegel, o Velho / Frans Snyders
    4. Peter Paul Rubens / Jan Bruegel, o Velho

  5. Dentre os animais presentes na obra, além das víboras, podemos distinguir outros, tais como:

    1. escorpiões
    2. aranhas
    3. borboletas
    4. lagarto

  6. O tema sobre a cabeça decepada de Medusa também foi pintado por:

    1. Tintoretto
    2. Ticiano
    3. Botticelli
    4. Caravaggio

  7. Rubens, contudo, não usa a cabeça na forma de …………….., como apregoa o mito.

    1. escudo
    2. espelho
    3. bandeja
    4. empalhação

  8. Na composição acima a cabeça decepada de Medusa é posta sobre:

    1. uma tosca mesa
    2. uma borda de pedra
    3. um velho túmulo
    4. uma relva ressequida

  9. São afirmações acerca do rosto da Medusa, exceto:

    1. Uma paisagem escura ao fundo acentua ainda mais a lividez de seu rosto.
    2. Seus olhos esbugalhados parecem saltar-lhe das órbitas.
    3. Traz os lábios entreabertos e roxos, o sangue brotando dos olhos e das narinas.
    4. Tem a testa frouxa, sobrancelhas baixas e visíveis veias azuis na face.

  10. São afirmações relativas às cobras presentes na composição, menos:

    1. A cabeça traz um monte de cobras vivas e inquietas circulando sobre ela.
    2. Elas se levantam, entrelaçam, contorcem e lutam para se livrar do couro.
    3. Uma das cobras está parindo filhotes que saem de uma eclosão de ovos.
    4. Debaixo do pano branco, logo à direita, jaz um amontoado de cobras.

  11. Presume-se que as duas cobras unidas — à direita da cabeça — estejam copulando. O macho é de cor …………….. mais forte e dominante, enquanto a fêmea é de cor ……………., encontrando-se fortemente enrodilhada no corpo desse.

    1. esverdeada / amarronzada
    2. esverdeada / amarelada
    3. amarronzada / amarelada
    4. amarelada / esverdeada

  12. Pode-se perguntar o porquê de a Medusa ter cobras como cabelos. Segundo crenças populares ou superstições “uma cobra pode ser criada a partir do cabelo de uma mulher ……………., caso seja enterrado no esterco ou na terra”.

    1. menstruada
    2. grávida
    3. amamentando
    4. estéril

  13. Ainda segundo a superstição, o mesmo aconteceria no que se refere “aos pelos pubianos, misturados com …………….. e enterrados da mesma forma”, sendo que “os cabelos mais longos de mulheres são facilmente transformados em serpentes”.

    1. o esperma
    2. o plasma seminal
    3. a secreção vaginal
    4. a menstruação

  14. As pinturas sobre Medusa mostram como as mulheres eram vistas como seres perigosos e pérfidos, principalmente quando ……………., cujo…………… envenenado poderia matar o companheiro durante o ato sexual.

    1. excitadas / suor
    2. grávidas / mijo
    3. menstruadas / sangue
    4. enraivadas / saliva

Gabarito
1.b / 2.d / 3.a / 4.b / 5.c / 6.d / 7.a / 8.b / 9.d / 10.c / 11.b / 12.a / 13.d / 14.c

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *