OS ABUSADOS PENSAMENTOS NEGATIVOS

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

 Autoria de LuDiasBH

A obsessão e a compulsão são comportamentos comuns na vida das pessoas que convivem com a ansiedade excessiva. Tais características estão sempre atreladas, ou seja, a compulsão é uma resposta à obsessão. A ideia fixa nasce da preocupação excessiva com alguma coisa, impedindo o indivíduo de desviar sua atenção e pensar em algo diferente. É aí que entram os chamados pensamentos negativos ou intrusivos.

O pensamento descontrolado e obcecado exerce uma pressão interna no doente, compelindo-o a realizar atos e a ter condutas considerados prejudiciais. Ao fixar e repetir um tipo de comportamento na mesma direção, ele acaba criando um círculo vicioso associado a gestos e atos compulsivos. Algumas seitas, totalmente descomprometidas com a Ciência, com o amor ao próximo e bom-senso, repassam inverdades ao aliar características do TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo) e de outras doenças emocionais a “perseguições do diabo”, causando, assim, um desserviço à causa e ampliando o sofrimento dos doentes. Isto sem falar naquelas que repudiam a ajuda médica sob a alegação de que “Quem cura é Deus”, levando muitas pessoas doentes mentais, sobretudo jovens, ao suicídio.

A psiquiatra Lúcia Milene de Oliveira fala a respeito do transtorno de ansiedade, grande responsável pelos pensamentos intrusivos: “Nele, os pensamentos obsessivos ficam martelando na cabeça da pessoa, mesmo sem ela concordar com eles, e os comportamentos compulsivos (repetitivos, exagerados e considerados estranhos pela sociedade) geralmente têm a intenção de neutralizar os pensamentos abusivos”, ou seja, a pessoa acha que, ao obedecer os pensamentos compulsivos, ela se verá livre deles, no entanto, o que se vê é um círculo vicioso, provando que a obsessão e a compulsão se correlacionam, aumentando o grau da ansiedade. Compulsão e obsessão também podem se manifestar no exagero relativo à alimentação, compras, limpeza, sexo, jogos e outros vícios.

Os pensamentos intrusivos aumentam a ansiedade e vice e versa. Faz-se necessário cortar esse elo que tanto mal faz ao doente, destruindo-lhe a autoconfiança ao aumentar seus medos e potencializar seu transtorno. Quando não tratada, a vítima desse transtorno mental pode ficar cada vez mais inquieta, impaciente e reclusa, tornando-se prisioneira de suas apreensões. E pior, os pensamentos indesejados tornam-se cada vez mais frequentes, ampliando os sintomas da ansiedade e contribuindo para o surgimento de transtornos ainda mais graves. Portanto, assim que eles se manifestarem, uma ida ao psiquiatra é importante para o diagnóstico do transtorno e tratamento. É bom saber também que todas as pessoas podem ter pensamentos negativos vez ou outra. O que difere é a importância que se dá a eles. Enquanto as pessoas equilibradas emocionalmente não fazem caso deles, as que vivenciam certos transtornos emocionais levam-nos ao pé da letra, obedecendo-os cegamente.

Existem algumas dicas que podem ajudar a conter os pensamentos intrusivos:

  1. Eles não são nossos senhores, portanto, não lhes dê importância, mas não os julgue com severidade e tampouco com rudeza. Procure mudar seu foco de atenção com naturalidade, sem querer eliminar os pensamentos ruins com um boticão. Segundo pesquisas científicas, a tentativa de eliminar um pensamento à força traz um efeito contrário. Veja-os apenas como uns “tolinhos mimados”, querendo roubar a sua atenção.
  2. Dedique um tempinho a esses pensamentos e racionalize. Estabeleça com eles um diálogo imaginário, mostrando-lhes como estão enganados ao querer manobrá-lo, pois você não se deixará levar por eles. Diga-lhes que é melhor cantar em outra freguesia, pois sua capacidade de racionalizar e sua autoestima estão em alta.
  3. Busque viver o melhor possível, mas um dia de cada vez, sem carregar fardos nas costas. Levante-se saudando o novo dia e agradecendo por ainda se encontrar vivo. Bote em ação suas boas qualidades. Veja o que faz melhor e mãos à obra. Quanto menos ociosa for a sua vida, menor tempo e espaço terá para ficar matutando coisas ruins. Lembre-se da lei física da ação e reação.
  4. Busque manter sua mente relaxada, evitando julgar seus pensamentos. Desanuvie essa cara de poucos amigos. Tire essa impressão ruim que dá aos outros de que anda de mal com a vida. Pratique a meditação, relaxando sua mente, e busque estar em estado de paz.
  5. Crie um diário onde registrará seus sentimentos e pensamentos. Ao exprimir o que sentiu e o que pensou estará pondo para fora suas emoções, inclusive as negativas. Isso o ajudará a entender melhor o que acontece em sua mente e verá depois como os pensamentos intrusos não passavam de tolas ilusões. O diário é importante até mesmo para você acompanhar sua saúde mental. Muitas vezes os pensamentos negativos são apenas frutos da insegurança, da baixa autoestima e do pessimismo e não de um transtorno mental.
  6. Apenda com o mindfulness (atenção plena no momento que está sendo vivido) ver texto no nosso site.

Nota: o quadro ilustrativo é parte de Noite Estrelada, obra de Van Gogh.

Fontes de pesquisa
Segredos da Mente
https://www.tecmundo.com.br/ciencia/16885-5-mitos-sobre-o-cerebro-que-voce-jurava-ser-
https://www.jrmcoaching.com.br/blog/lidando-com-pensamentos-intrusivos/

16 pensou em “OS ABUSADOS PENSAMENTOS NEGATIVOS

  1. Rosa

    Lu e colegas deste espaço maravilhoso,

    acho que o pior dos pensamentos negativos são as lembranças negativas que o deprimido experimenta. Eu não sei se é por causa do Outono, tenho ficado muito deprimida de manhã, acordo realmente mal. No domingo passei tão mal que fiquei confusa, com a memória ruim. Como disse, as lembranças negativas me acompanham nesta fase de depressão matinal. Parece que no meu passado não houve nada de bom, porque os primeiros pensamentos do dia são lembranças negativas. É bem difícil conviver com o sentimento de culpa e de inadaptação que a depressão nos traz. Na minha avaliação, acho que a convivência com a velhice da minha mãe tem colaborado em muito para estes quadros depressivos.

    O que vocês pensam a este respeito? Faço o que posso para me sentir melhor: caminho, faço ginástica, ouço música, mas às vezes fico preocupada, pois penso que posso estar piorando. Mas reajo e tento pensar positivamente, como disse o texto. Por sinal excelente.

    Grande abraço a todos, grande abraço pra você, Lu.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Rosa

      As manhãs são sempre mais difíceis para nós que lidamos com os sintomas da depressão. Isso é comum para a grande maioria dos depressivos. Uma das melhores maneiras para driblar isso é, assim que você acordar, levantar-se imediatamente, não dando tempo para ficar matutando com os pensamentos abusivos, e fazer uma atividade prazerosa. Vá com calma, vivendo um dia de cada vez, até habituar seu organismo a desvencilhar de tais pensamentos. Continue pondo em prática as propostas do texto.

      Amiguinha, lidar com a velhice de nossos pais é realmente muito sofrido. Passamos grande parte de nossa vida vendo-os como pessoas donas de si, ajudando-nos na nossa caminhada… Quando os vemos debilitados, a sensação de tristeza invade-nos fortemente. Isso acontece com todos nós. Também passei por isso. Só temos um caminho: ACEITAÇÃO. Temos que ter a compreensão de que assim é a vida humana. Na medida em que os tratar com atenção e carinho, irá compreendendo e aceitando tal realidade, não havendo motivos para ficar deprimida. Aproveite a velhice de sua mãe para retribuir todo o carinho que ela lhe deu.

      Irei postar outros textos sobre o assunto que, tenho certeza, irá ajudá-la muito.

      Abraços,

      Lu

      Responder
      1. Rosa

        Lu

        Mais uma vez muito obrigada pela sua compreensão. Eu vou continuar firme no meu propósito de melhorar cada vez mais.

        Abraços a todos os queridos companheiros (as) deste blogue.

        Responder
  2. Edward Chaddad

    LuDias

    Graça a Deus e minha teimosia em viver, estou retornando. Adorei seu maravilhoso artigo. É um momento para aprender e refletir muito.

    Sobre este tema maravilhosamente desenvolvido por você, já dei meus pitacos aqui no Vírus e acredito no que você afirma com muita propriedade:

    “Busque viver o melhor possível, mas um dia de cada vez, sem carregar fardos nas costas. Levante-se saudando o novo dia e agradecendo por ainda se encontrar vivo”.

    Tenho quase agora, pois meu aniversário está próximo, quase 76 anos. E sei que viver o presente, com a maior força possível, é o que importa. Penso assim. Não me motiva o que já aconteceu. Pois isto pertence ao passado. O futuro é sempre uma incógnita. Como dizem: a Deus pertence. Vamos viver o presente, buscando evitar os pensamentos negativos. Pensar positivamente é a solução. Sempre será.

    A vida, é preciso entender, é uma travessia. Iremos sentir medo, assustar-nos, não entender os fatos que estão acontecendo. Porém, mesmo diante do quadro negro que em algum momento vislumbramos temos que ter esperança. Temos que sonhar. Sonhar é preciso. A dificuldade de viver, v. gratia, em minha idade, é muito grande, mas há uma coisa importante, que só o viver nos lega, a experiência da vida. A vida, renito, é uma travessia. E mesmo que o caminho seja espinhoso, difícil, com muitas pedras a serem removidas, devemos sempre caminhar, contemplando o nosso entorno.

    Você parou um instante para observar? Veja, há um mundo maravilhoso. E Deus concedeu ao ser humano a incrível capacidade dos sentidos. Podemos ver em colorido – o que é um dos maiores privilégios humanos – a maravilha da natureza, florestas, lagos, mares, os animais, o por do sol, as estrelas, a lua. Podemos correr, respirar, sentir o odor das flores, ouvir músicas maravilhosas, mesmo o cantar dos pássaros, admirar pinturas, ler livros magníficos, saborear os alimentos. E o melhor de tudo: podemos pensar, aprender, raciocinar, criar, inovar, ter sentimentos. E o mais importante: podemos amar!

    Já escrevi que li que há uma tríade que todos nós temos interligada: o pensamento, a emoção e o comportamento. Sempre que agimos – de uma forma ou de outra – estaremos percorrendo este caminho. Nenhum humano escapa deste percurso. Quando nosso pensamento é negativo (por vezes, nem o percebemos, pois já está fazendo parte de nosso sofrer), com certeza estaremos turbinando, também, negativamente, nossas emoções, o que gera, por vezes, extrema ansiedade, como se o mundo estivesse acabando, como se fora ocorrer um desastre iminente.

    Todos já pensaram que há milhares de pessoas sofrendo, como em determinado momento estamos e, que de uma forma ou de outra, conseguem atravessar as paredes deste paradoxo e conseguem novamente sorrir? Como iniciar, assim, este enfrentamento? Como derrubar esta parede que surge entre nossos sentimentos mais difíceis de serem suportados e aqueles que nos levam a gostar de viver? Vamos voltar lá, no que falei no início, na tríade que ressaltei: pensamento, emoção e sentimento. Hoje estamos tomados intensamente por pensamentos negativos que estão proporcionando ansiedades generalizadas e comportamentos como descontrole e dificuldades para trabalhar, o tal nó na garganta e o pensar em chorar e mais nada. Tristeza, desespero, uma sensação de pânico, se não exagero, e talvez até medo do que possa acontecer, na espera do dia em que iremos buscar auxílio médico e receber medicamentos.

    Que tal começar a pensar positivamente? Que tal nos acalmar, pensar profundamente e refletir? Volto a lhe dizer: A vida é uma jornada e é um paradoxo. Temos quer estar preparados para as alegrias e para as tristezas, as quais, com certeza, todos encontrarão. Tentar afastar os pensamentos negativos, a premissa de tudo que está nos acontecendo. Sei que é difícil, mas por que não começarmos a buscar saídas para a vida, longe destes pensamentos difíceis de serem suportados?

    É isto: refletir e substituir os pensamentos negativos por positivos: Eu posso vencer! É uma luta que depende apenas de nós. Vou vencer! Precisamos lutar e sonhar. Sonhar é preciso, mesmo que nos pareça algo impossível. Quando os pensamentos negativos derem lugar aos positivos, as emoções serão outras. Logo a ansiedade irá ser detonada, dando lugar ao sorriso, à alegria. Aí a tríade irá ser derrotada. Com certeza venceremos. Sonhar é preciso.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Edward

      É uma grande alegria contar novamente com a sua presença neste espaço. É isto que tenho esperado pacientemente, pois você é uma das pessoas mais sensíveis, carinhosas e sábias que tive o prazer de conhecer no mundo virtual. Sua presença só enriquece o nosso blogue. E por falar nisso, você continua jovem, uma vez que a juventude é um estado d’alma.

      Tudo o que diz é uma lição de vida. É um reforço à necessidade que cada um de nós tem de reformular conceitos e hábitos no sentido de buscar viver apenas um dia de cada vez. O passado não mais nos pertence e tampouco o futuro que ainda está por vir, mas o AGORA, sim. É nele que temos o poder de trabalhar nossas falhas e necessidades. Não resta dúvida de que, se tomarmos isso como uma verdade absoluta, seremos imensamente mais livres, mais leves e mais felizes. Acorrentar-se ao passado ou ao futuro é uma escolha nefasta que um ser humano faz consigo mesmo, uma vez que não tem sobre tais tempos nenhum poder. Alguém poderá interrogar: se eu não pensar no futuro, como planejarei a minha vida? E eu respondo: ao viver o PRESENTE com responsabilidade, pensamento crítico e sabedoria já está preparando o futuro, lidando da melhor forma possível com o “pensamento, a emoção e o comportamento” de modo que eles sejam – não inimigos – mas os aliados de uma vida saudável.

      Responder
      1. Edward Chaddad

        LuDias

        Muito obrigado por suas palavras. É um grande prazer participar do Vírus da Arte, máxime pelo carinho e atenção que aqui encontro. Fiquei muito sensibilizado por suas palavras. E pela sua sabedoria:

        “E eu respondo: ao viver o PRESENTE com responsabilidade, pensamento crítico e sabedoria já está preparando o futuro, lidando da melhor forma possível com o “pensamento, a emoção e o comportamento” de modo que eles sejam – não inimigos – mas os aliados de uma vida saudável.”

        Obrigado!

        Responder
  3. Vanessa

    Lu

    Amei o texto, já procurei isso antes na internet, sei bem como é.

    Tenho muita insegurança ainda, alguns pensamentos que tinha antes hoje já não me afetam, e eu penso que nada como o tempo pra curar, pois não vai ser de uma hora para hora que vamos resolver tudo. Um ansioso quer tudo pra ontem, então tento viver o momento, deixo os pensamentos virem e vejo o que posso fazer para não me deixar mais ansiosa.

    Beijos

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Vanessa

      É assim mesmo, amiguinha: “viver o momento, deixo os pensamentos virem e vejo o que posso fazer para não me deixar mais ansiosa”. Você está seguindo o caminho certo. Fico feliz que tenha gostado do texto.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  4. Hernando Martins

    Lu

    Vivemos em constante desequilíbrio emocional em virtude do estilo de vida estabelecido pela cultura na qual nos encontramos inseridos. A preocupação é algo de que temos muita dificuldade para controlar, porque não conseguimos ter um domínio suficiente da mente para minimizar os efeitos destruidores da paz e harmonia internas. Podemos concluir que a “mente é um detetive que tenta descobrir um crime que ela mesmo cometeu”, porque na maioria das vezes não sabemos o “porquê” de tanta preocupação e quando temos consciência dela, não conseguimos domá-la. A mente tenta levar sempre para o lado negativo, acreditando que o pior pode acontecer.

    O que fazer para solucionar os problemas ocasionados pelos pensamentos negativos? É certo que não é fácil! Mas através de um autoconhecimento saberemos compreender melhor o nosso “Eu” interior, nossas capacidades e limitações, entendendo que temos pouco controle do presente e nenhum do futuro e, que existe uma inteligência suprema, que rege este universo infinito do qual fazemos parte. Temos que exercitar a mente a pensar sempre positivo, promovendo um ambiente favorável para obter êxito, porque a “mente cria, o desejo atrai e a vontade realiza”.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Hernando

      Quanto mais difíceis são os tempos, mais o ser humano perde a esperança, sendo tomado pelos pensamentos negativos, principalmente aqueles que convivem com doenças emocionais. Realmente não é fácil reverter essa situação, somente através do autoconhecimento, como explica você, é possível retomar o controle da própria vida, sem se deixar abater pelo caos, pois navegar é preciso. Daí a importância de “exercitar a mente para pensar sempre positivo”.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  5. Tamires

    Lu
    Estou aqui depois de quase um mês ausente. Estou muito melhor agora. Passei a fase difícil de adaptação ao medicamento. Já me sinto muito melhor.

    Ótimas dicas para afastar os pensamentos negativos. Com certeza irei seguir!

    Obs.: Troquei de email.

    Beijos

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Tamires

      Que bom saber que deixou a fase difícil para trás. Doravante estará sempre melhor. Senti sua falta. Não suma, menina!

      Beijos,

      Lu

      Responder
  6. Cristiane Costa

    Lu
    Eu sofro demais com pensamentos negativos, minha cabeça parece um turbilhão, isso é muito difícil de tirar de mim, tenho medo de tudo. Mas ainda bem que com o tempo passa. Hoje vou ao psiquiatra, mas está chovendo muito aqui em Curitiba e eu estou aqui sentada na cama, nervosa com meus pensamentos.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Cristiane

      À medida que você for compreendendo como se livrar dos pensamentos negativos, irá se sentir cada ver melhor. Leia os textos com atenção e não tenha pressa, deixe que tudo aconteça normalmente. Não se esqueça de continuar usando a medicação, conforme prescrição médica. Depois nos conte como foi a consulta com o seu psiquiatra.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *