SRA. ELIZABETH DELMÉ E SEUS FILHOS (Aula nº 75 B)
Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de LuDiasBH

O pintor inglês Joshua Reynolds (1723-1740) era filho do reverendo Samuel Reynolds que almejava que ele fosse médico, mas o garoto, já aos oito anos de idade, mostrava sua forte propensão pela arte, reproduzindo pinturas e gravuras. Prometeu ao pai que seria um pintor de talento. Foi para Londres aos 17 anos de idade, onde estudou com Thomas Hudson, um retratista conservador. Tomou conhecimento dos retratos do escocês Ramsay que se atinha à variação cromática das superfícies e gostava de mudar sempre a posição dos retratados. Reynolds sempre instruía seus colaboradores (a pintura inglesa do século XVIII trabalhava com ajudantes) que ficavam com as paisagens e panejamentos, enquanto ele fazia os desenhos, pintava rostos e mãos da figura e retocava o que fosse necessário.  E foi esse tipo de colaboração que lhe permitiu pintar mais de uma centena e meia de retratos por ano. Estudou a obra de Michelangelo e Rafael e conheceu o trabalho de Guido Reni, Ticiano, Tintoretto e Veronese. Em Londres passou a produzir quadros para a elite. Tinha predileção pelos ambientes requintados. Era sempre frequente nos meios literários e culturais. Contudo, sua vida privada era impenetrável. Foi um pintor paparicado pelos nobres e poderosos. Hoje estudamos uma de suas obras intitulada Reynolds – SRA. ELIZABETH DELMÉ E…

  1. A composição Sra. Elizabeth Delmé e seus Filhos é uma obra do pintor e retratista inglês Joshua Reynolds, um dos mais importantes e produtivos retratistas do século:

    1. XVI
    2. XVII
    3. XVIII
    4. XIX

  2. Em sua obra, o artista preocupava-se sobretudo com:

    1. a técnica
    2. o desenho
    3. a coloração
    4. a luz

  3. O artista, nesta obra gigantesca, retratou membros de uma família aristocrática inglesa:

    1. em segundo plano e ao ar livre
    2. em primeiro plano e ao ar livre      
    3. embaixo de uma palmeira imperial
    4. embaixo de um caramanchão

  4. Como pano de fundo, Reynolds criou uma pitoresca paisagem, com cores ricas e quentes, em que uma luz suave espalha-se pelos caminhos do bosque e reflete-se na vegetação. Em relação à luz no grupo de pessoas podemos afirmar que:

    1. Não se encontra iluminado.
    2. Apenas a Sra. Elizabeth Delmé está iluminada.
    3. Só as crianças estão iluminadas.
    4. Todo o grupo encontra-se iluminado.  

  5. Elizabeth Delmé está sentada, tendo à sua esquerda os filhos John e Isabella Elizabeth, ambos de pé. O trio com suas bochechas rosadas forma uma composição:

    1. piramidal  
    2. oval
    3. quadrangular
    4. retangular

  6. O garotinho está recostado na mãe e a irmãzinha encostada nele. A senhora Delmé envolve ternamente os dois filhos com seu braço esquerdo e também segura a mão do garoto. Ela traz os olhos fixos:

    1. na paisagem
    2. nas crianças
    3. no observador  
    4. no cãozinho

  7. O artista apresenta as crianças:

    1. com formalidade
    2. sem nenhuma formalidade
    3. em pose aristocrática
    4. excessivamente eretas

  8. Esta pintura lembra as madonas renascentistas do pintor italiano Rafael Sanzio.

    1. Michelangelo
    2. Botticelli
    3. Caravaggio
    4. Rafael Sanzio

  9. Um ponto de grande beleza, idealizada pelo artista, diz respeito:

    1. às dobras do manto de cetim
    2. ao laço do vestido da menina
    3. ao pelo do cãozinho
    4. à vestimenta do menino.

  10. Acerca da figura de Lady Delmé não se pode afirmar que:

    1. Possui um rosto longo e elegante.
    2. Os olhos mostram-se pesados.
    3. Os cabelos baixos caem-lhe pelas costas.
    4. Usa um vestido branco e uma capa de cetim.

  11. A pintura em questão pertence ao gênero:

    1. da natureza-morta
    2. do retrato  
    3. da pintura de gênero
    4. da paisagem

  12. Sobre o artista Joshua Reynolds não se pode afirmar que:

    1. Fazia os desenhos, pintava rostos e mãos da figura e retocava o que fosse necessário.
    2. A ajuda dos colaboradores permitiram-lhe pintar mais de uma centena e meia de retratos por ano.
    3. Tinha predileção pelos ambientes requintados, e estava sempre presente nos meios literários e culturais.
    4. Embora vivesse em meio à elite, o artista preferia pintar seus quadros junto às pessoas simples das vilas inglesas.  

Gabarito
1.c / 2.a / 3.b / 4.d / 5.a / 6.c / 7.b / 8.d / 9.a / 10.c / 11.b / 12.d

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *