EVITANDO A ACIDEZ ESTOMACAL

 Autoria do Dr. Telmo Diniz

natmort

O pH do sangue humano está intrinsecamente relacionado com a nossa saúde. Uma pequena variação do pH piora várias ações em nosso corpo. O sangue com um pH mais ácido está relacionado a diversas doenças, como câncer e arteriosclerose – esta última relacionada aos infartos no coração e aos derrames cerebrais. Sabendo disso, hoje vou tratar um pouco sobre o assunto de como deixar o sangue dentro de uma faixa de normalidade.

A faixa ideal de pH do sangue humano está entre 7,36 a 7,42, portanto, levemente alcalino. Para o leitor ter uma ideia, o estômago tem um pH de 1,5 (muito ácido), a água de 7,0 (neutra) e o cloro 12 (muito alcalino). Em outras palavras, a vitalidade de todas as nossas células está diretamente relacionada ao pH do sangue, que as irriga continuamente. Qualquer diminuição no pH do sangue, que é a situação mais comum em nosso cotidiano, irá refletir no bom funcionamento das células.

Uma maior acidez no organismo ocorre pela ingestão frequente de alimentos processados, como açúcar branco, farinha branca, proteínas animais (carnes em geral), frituras, alimentos industrializados, alimentos congelados ou excessivamente cozidos, bebidas gasosas, etc. Portanto, sabemos que maus hábitos alimentares vão solapando as funções orgânicas com o passar do tempo, quando se instalam as doenças degenerativas.

Há um consenso entre especialistas de que as doenças desenvolvem-se somente em ambientes ácidos. Então, o que comer para manter o sangue mais alcalino, ambiente ideal para todo o funcionamento do organismo:

  • as frutas frescas, os legumes e as hortaliças cruas são as pedidas (quando cozidos, perdem seu valor nutricional e a capacidade de alcalinizar o sangue);
  • o melhor alimento alcalinizante são os cítricos, entre os quais se destaca o limão. É isso mesmo, uma fruta ácida tem alto poder de manter o pH do sangue levemente alcalino. O ácido cítrico do limão é rapidamente transformado em citrato de sódio, que é um sal alcalino. Isso melhora a viscosidade do sangue, reduz a agregação das gorduras nas paredes das artérias, otimiza o sistema imunológico, neutraliza os radicais livres etc.

Estas e outras ações mantêm um ambiente favorável à manutenção para uma saúde adequada. Em um estudo publicado na “Cancer Metastasis Review”, investigadores da Universidade de Illinois (EUA) destacam o limão como um dos alimentos mais importantes na prevenção de patologias oncológicas, ao lado de campeões como o gengibre, alho, cebola, chá verde, brócolis e couve. Não precisa falar que todos estes são também agentes alcalinizantes e bem feitores da saúde.

Na dieta do brasileiro, há ainda a presença de grandes quantidades de alimentos processados e de carnes gordas, o que colabora, e muito, para o aparecimento de doenças crônicas. Tente pensar mais leve, com um suco verde (couve e hortelã com gengibre) pela manhã, um prato de salada colorido no almoço e um limão diluído em um pouco d água na parte da tarde. Uma boa parte dos remédios da farmácia está em sua dispensa. Pense nisso!

Nota: natureza morta, obra de Francisco Rebolo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *