PRESÉPIOS DE SÃO JOÃO DEL-REI

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Luiz Cruz

     

Em Minas Gerais, a tradição de montar presépios vem de longo tempo, desde o século XVIII e uma das cidades mineiras que monta diversos presépios é a histórica São João del-Rei. Um dos mais curiosos é o Presépio da Muxinga, que pode ser visitado no período natalino, ficando em exposição permanente aos sábados, domingos e feriados, das 14 às 17h, na Praça Prof. José Batista de Souza, nº 11. Trata-se de um conjunto de peças em madeira e com movimento, através de rústico sistema mecânico, criando uma dinâmica com os seus diversos personagens, bichos, igreja e outros elementos. Foi montado pelos irmãos Teixeira em 1929. É tombando pelo Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Cultural.

Outro presépio bonito é o de Joaquim de Assis Pereira, feito em terracota policromada e pode ser visitado no Museu de Arte Sacra de São João del-Rei. É de grande proporção e pertenceu ao padre Francisco de Paula Machado, antigo proprietário da “Chácara do Padre Machado” e posteriormente à Coleção Família Assis Viegas. O Museu Regional do IPHAN tem raras peças sobre o tema, sendo uma delas de autoria do Mestre Aleijadinho. Trata-se de uma imagem de pequeno porte, ajoelhada, esculpida em cedro, sem policromia e atributos. Pode ser que seja um pastor de um presépio. Outra peça que se destaca é a pequenina cama de dossel em marchetaria para o Menino Jesus dormir.

Na Matriz de Nossa Senhora do Pilar foi montado um presépio na nave do templo, com grande destaque.  Na Capela de Nossa Senhora das Mercês monta-se um presépio em seu interior e outro na escadaria frontal, mas neste ano, o do exterior será montado no jardim do Hospital de Nossa Senhora das Mercês.  Na Capela de Nossa Senhora do Rosário foi montado um enorme presépio, bem encaixado no arco da esquerda da entrada da capela. Em São Francisco de Assis, outro presépio montado na porta esquerda da nave. Na Capela São Gonçalo Garcia apreciamos outro presépio de grande dimensão montado na sala esquerda da entrada. Na Capela de Nossa Senhora do Carmo o presépio foi montado no primeiro altar da direita do templo. O altar recebeu harmoniosamente o conjunto de serras feito em papel craft colorido.

A prefeitura armou um presépio na avenida principal, a Tancredo Neves, e é onde acontecem diversas manifestações culturais, como a apresentação da Banda Salesiana Meninos de Dom Bosco e as Folias de Reis. No Centro Cultural da UFSJ está a exposição do 11º Concurso de Presépios e lá encontramos diversos exemplares, alguns montados tradicionalmente e outros com linguagem bem contemporânea, destacando-se um todo formado por chaves antigas e atuais, sendo que o próprio Menino Jesus é representado por uma das chaves.

Em São João del-Rei, as solenidades do “Santo Natal” ocorrem tradicionalmente na Capela de Nossa Senhora do Rosário, onde se realiza a Novena de Natal. No dia 24, às 24h, é celebrada Missa Solene Cantada, apresentando os Responsórios de Natal do compositor padre José Maria Xavier. No dia 25, às 9h, Missa Festiva e beijo ao Menino Jesus; às 18h, Missa Solene Cantada, logo após Te Deum laudamus e os Responsórios de Natal. Durante o dia 25, o Menino Jesus fica em uma poltrona, em seu andor, para a veneração. No dia 8 de janeiro, será celebrada a solenidade da Epifania do Senhor – às 8h30, Missa Festiva e após a bênção e distribuição do giz, para a simpatia dos Reis Magos; às 18h missa seguida de rasoura com a imagem do Menino Jesus (rasoura é uma pequena procissão em torno da capela), encerrando com o canto do Te Deum laudamus e a bênção do Santíssimo Sacramento. A música interna é realizada pela bicentenária Orquestra Lira Sanjoanense, regida pelo maestro Modesto Flávio Fonseca e a parte externa pela Banda de Música Teodoro de Faria.

Agora temos um roteiro cheio de história, arte, tradição e fé. Venha passear pelo Centro Histórico de São João del-Rei e se encantar com presépios antigos e contemporâneos.

Nota: Presépio do Rosário e da Av. Tancredo Neve (fotos do autor)

6 comentários sobre “PRESÉPIOS DE SÃO JOÃO DEL-REI

  1. Danilo Prado

    Luiz

    As inspirações religiosas são fontes das maiores e melhores obras de arte. E a confecção de presépios representa parte da criatividade humana, como forma de expressar a crença em Deus.

    O renascimento na idade média foi responsável por uma enorme transformação da humanidade, abrangendo as artes, a filosofia e a ciência. Ao divulgar a arte, você contribui para manter e disseminar a inventividade humana.

    Abraço

    Responder
    1. Luiz Cruz

      Caro Danilo,
      Um dos encantamentos dos presépios está realmente na criatividade. Cada presépio é único, ao montar o cenário, com os personagens, plantas e objetos, a criatividade está presente.

      Obrigado por sua presença aqui e também o seu retorno.
      Um abraço,

      Luiz Cruz

      Responder
  2. Luiz Cruz

    Terezinha,
    O Presépio da Muxinga é um dos mais importantes de Minas Gerais. É encantador. Quando passar por aqui, não deixe de visitar nossos presépios permanentes.
    Para você e todos os seus queridos um Feliz Natal.

    Abraços,

    Luiz Cruz

    Responder
  3. Helmo

    Luiz, impressionante o fascínio dos presépios em nós. Além das crianças apreciarem, e serem uma forma de reflexão e evangelização, mostra-nos a humildade envolvida no nascimento de Cristo. Parabéns pelo texto e pelas informações expostas. Uma vez eu li que Francisco de Assis, em Greccio, havia feito a caracterização do nascimento de Jesus.

    Responder
    1. Luiz Cruz

      Caro Helmo
      Sua presença no blog só nos traz alegria, por você ser um bom pesquisador e envolvido com as questões patrimoniais, culturais e identitárias da sua região.
      Os presépios são encantadores – são uma paixão. Aproveito para desejar a você e aos seus queridos um Feliz Natal.
      Abraço,

      Luiz Cruz

      Responder
  4. Terezinha

    Que bonito! Gostei de saber dos presépios de Sao João del Rei. Já fui tantas vezes a São João e não sabia do presépio permanente.
    Parabéns pelo trabalho de pesquisa e informação.

    Abraço,

    Terezinha

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *