Ricardo Stuckert – ÍNDIO NO XINGU

Autoria de LuDiasBH

inxin

O fotógrafo brasileiro Ricardo Stuckert foi o vencedor do prêmio internacional de fotografia, na categoria “Muscat – Pessoas”, ao clicar o índio Beyo, da etnia Kaiapó,  originário da aldeia Metuktira. Essa foi a primeira edição do Circuito Internacional Oman de Fotografia.

O trabalho de Ricardo concorreu com outras 1.885 fotos de profissionais de várias partes do mundo, perfazendo um total de 45 países, levando a medalha de ouro na categoria. As fotografias participantes do circuito foram divididas em quatro tipos:

  • paisagem
  • pessoas
  • colorido
  • preto e branco.

A fotografia foi feita durante uma viagem do artista à aldeia Kaiapó, no Parque Nacional do Xingu, que se situa no estado do Mato Grosso. Ricardo é um talentoso artista, já tendo sido premiado em 1997, quando recebeu o prêmio Abril de fotojornalismo, em razão de uma reportagem publicada na Veja Amazônia, sobre os índios da Amazônia.

Ricardo Stuckert apresenta um trabalho belíssimo, em que água, céu e terra, exuberantes, fundem-se em torno do índio, centralizado na foto. Nuvens brancas esparsas refletem-se nas águas do rio, como se imersas estivessem. Não é possível ver o corpo submerso do índio, mas apenas seu penacho ou cocar, que se reflete na água.

Obs.: As fotografias de Stuckert fazem parte do projeto ÍNDIOS BRASILEIROS, um livro que deve ser lançado pelo fotógrafo, em 2017, e que tem como proposta mostrar como vive hoje a população indígena do Brasil.

Fonte de pesquisa
http://www.revistapublicitta.com.br/acao/awards/ricardo-stuckert-e-premiado-em-oma/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *