MUSEU BOULIEU – CAMINHOS DA FÉ

Siga-nos nas Redes Socias:
FACEBOOK
Instagram

Autoria de Roque Camêllo

burguesia1 burguesia12

Cada peça traz a sua história, fazendo-nos viver aventuras pitorescas e espirituais, e conhecer pessoas de grande riqueza humana. (Maria Helena Boulieu)

O esplêndido conjunto caracteriza as irradiações no barroco do mundo, enfatizando o primado da visualidade nas expressões do estilo e a sua dimensão religiosa, voltada, por inteiro para a exaltação da fé católica. (Ângelo Oswaldo)

A Arquidiocese será eternamente grata aos Boulieu pela doação. Esta gratidão haverá de se expressar, sobretudo, no desvelo como fiel guardiã e zeladora, juntamente com o Instituto Cultural Divino Espírito Santo, deste tesouro, garantindo o cumprimento da vontade de seus doadores. (Dom Geraldo)

O casal franco-brasileiro, Jacques Boulieu e Maria Helena, assinou com Dom Geraldo Lyrio, o protocolo de doação de seu acervo de arte sacra à Arquidiocese de Mariana. São 1.200 peças brasileiras e de outros países. O conjunto é fruto de 50 anos de suas viagens pelo mundo. Os Boulieu decidiram pela doação para que os brasileiros conheçam, pela arte, os “Caminhos da Fé”.

O território arquidiocesano de Mariana (79 municípios) detém mais da metade do patrimônio barroco e rococó do Brasil. O novo acervo integrará o sistema arquidiocesano de Museus sob a diretriz da Fundação Cultural e Educacional da Arquidiocese (FUNDARQ), e contará com a responsabilidade técnica e museológica do Instituto Cultural Brasileiro do Divino Espírito Santo. Participa do projeto a Prefeitura de Ouro Preto, que se comprometeu a ceder espaço para sua implantação.

Os Boulieu começaram esta história de amor às artes no início de 1960, visitando China, Índia, Indonésia, Filipinas, Peru, Bolívia, México, Itália, França, Espanha e América Central. O acervo retrata a expansão da fé cristã. Diferencia-se dos Museus de Arte Sacra de Mariana e do Aleijadinho, cujo foco principal é a arte sacra brasileira, com proeminência de obras de Athayde, Aleijadinho, Vieira Servas e outros dos séculos 18 e 19.

O “Museu Boulieu – Caminhos da Fé” reunirá arte colonial, escultura, pintura e prataria provenientes daqueles diferentes países visitados. Em sua sensibilidade, Maria Helena Boulieu nos deixa sua visão: “Cada peça traz a sua história, fazendo-nos viver aventuras pitorescas e espirituais e conhecer pessoas de grande riqueza humana.”.

A generosidade do casal, dispondo de um patrimônio de valor incalculável, revela seu alto grau de desprendimento e enlevo espiritual e seu compromisso de tornar patente e perene a História da Igreja na missão de evangelizar os povos.

Disse o Secretário Ângelo Oswaldo: “O esplêndido conjunto caracteriza as irradiações no barroco do mundo, enfatizando o primado da visualidade nas expressões do estilo e a sua dimensão religiosa, voltada, por inteiro para a exaltação da fé católica”.

Dom Geraldo afirmou: “A Arquidiocese será eternamente grata aos Boulieu pela doação. Esta gratidão haverá de se expressar, sobretudo, no desvelo como fiel guardiã e zeladora, juntamente com o Instituto Cultural Divino Espírito Santo, deste tesouro, garantindo o cumprimento da vontade de seus doadores”

Algo tão valioso e de complexas características contou com a boa vontade de pessoas muitas, entre as quais o prof. José Anchieta da Silva, que elaborou todos os documentos indispensáveis à transação, praticando com esmero a advocacia “pro bono”.

Assim se deve construir o mundo com generosidade e amor, superando o egoísmo e incompreensões. Todos os envolvidos no projeto “Caminhos da Fé”, a começar pelos Boulieu, principais protagonistas, estão imbuídos deste compromisso para o bem da Humanidade. São exemplo a ser seguido. O Brasil agradece!

7 comentários sobre “MUSEU BOULIEU – CAMINHOS DA FÉ

  1. Mauro Dayrell

    Prezados, que maravilha para nós, podermos compartilhar do mesmo entusiasmo do casal Boulieu, com a criação deste lindo novo museu em Ouro Preto, um motivo a mais para visitar aquela cidade tão importante para todos nós mineiros. Parabéns à família pela iniciativa e pela doação de tão rico e importante acervo, colecionado ao longo de uma vida inteira, e que agora será apreciado por todos que forem aquela cidade Patrimonio da Humanidade.

    Mauro Dayrell, Conservador-Restaurador, Policromista e Artista Plástico.

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mauro Dayrell

      Realmente é uma maravilha, pois cultura nunca vem em demasia, e esse gesto do abnegado casal Boulieu foi realmente merecedor de aplausos.

      Amigo, este blog é dedicado à arte, será um prazer contar com a sua participação, até mesmo para postagem de textos ou trabalhos. Conheça também aqui, os escritos do Prof. Pierre, crítico de arte. Obrigada pela sua visita e comentário.

      Abraços,

      Lu

      Responder
  2. Nilson Silva - Escritor

    Jacques Boulieu e Maria Helena, um exemplo de vida para toda sociedade!

    O presente que o casal franco-brasileiro acaba de disponibilizar ao povo brasileiro por meio da doação de um acervo tão rico, construído em décadas, mostra-nos seu desprendimento e generosidade. A história da fé católica pelo mundo, mostrada através da arte, poderá brevemente ser admirada em espaço próprio na cidade de Ouro Preto. Certamente será um convite à contemplação.

    A Arquidiocese de Mariana, já com sua imensa responsabilidade em preservar nosso patrimônio cultural, agora passa a assumir mais esta responsabilidade.

    Nilson Silva – Escritor

    Responder
  3. Maria Isabel C. Pereira

    Agradeço ao casal Boulieu por sua generosidade com este maravilhoso presente que é o acervo do Museu Boulieu – Caminhos da Fé. Assim, teremos a oportunidade de conhecer obras de várias regiões do mundo. Nós da região dos Inconfidentes estamos felizes com mais este presente que Ouro Preto recebe. Que Deus os abençoe.

    Nossos agradecimentos também ao prof. Roque Camêllo pela sua dedicação e seu trabalho em prol da Cultura. Um marianense que luta bravamente pela preservação do nosso Patrimônio Histórico e pelas Letras. Seu artigo, além de nos trazer uma ótima notíci,a tem um texto primoroso. Dá gosto lê-lo.

    Parabéns ao casal Maria Helena e Jacques Boulieu, parabéns à Fundação Cultural da Arquidiocese de Mariana, ao Dom Geraldo Lyrio Rocha e à Prefeitura Municipal de Ouro Preto, que cederá o espaço para funcionar o novo Museu.
    Espero em breve poder visitar mais esse equipamento cultural, levando meus alunos.

    Maria Isabel

    Responder
  4. Merania de Oliviera

    Acervo do casal Boulieu – Um novo Museu

    Antes mesmo de a Igreja Católica lançar a Campanha da Fraternidade/2015, cujo tema será “Fraternidade: Igreja e Sociedade” com o lema “Eu vim para servir”, recordando a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração, o casal Maria Helena de Toledo Boulieu e Dr. Jacques Boulieu já haviam colocado em prática o ensinamento católico.

    Ambos merecem palavras de elogios e agradecimentos pelo gesto generoso de doação de 1.200 peças de arte sacra à Arquidiocese de Mariana para que se instale, em Ouro Preto, um novo Museu. Assim, o povo brasileiro poderá conhecer obras de artistas de países tão distantes como os da Ásia e América Central, obras que retratam os Caminhos da Fé Cristã conforme artigo do dia 17/01/2015, publicado em O TEMPO.

    Merania de Oliveira

    Responder
  5. LuDiasBH Autor do post

    Roque

    É sempre motivo de alegria saber que mais um museu está sendo criado.
    A generosidade do casal Boulieu é louvável, ao doar tamanha preciosidade, para enriquecimento de nossa cultura, numa época em que a preocupação da maioria das pessoas é auferir lucro financeiro com a arte. Estou encantada!

    Abraço,

    Lu

    Responder
  6. Luiz Cruz

    Roque,

    Muito obrigado por compartilhar informações sobre o novo museu de Ouro Preto e Mariana. Agora temos mais um motivo para visitar a região, incluindo o “Museu Boulieu – Caminhos da Fé” nos roteiros culturais. Parabéns!
    Abraço amigo da cidade de Tiradentes,

    Luiz Cruz

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *