DAVID ATTENBOROUGH E A NATUREZA

Autoria de LuDiasBH

david

Quando comecei, mostrávamos animais dentro do estúdio, em preto e branco, só com uma câmera parada. É extraordinário testemunhar a evolução dos documentários de lá para cá. (David Attenborough)

A história evolutiva está terminada. A viagem está completa. Se você me perguntasse há 20 anos se nós estaríamos concluindo uma tarefa tão gigantesca, eu teria dito “Não seja ridículo”. Estes programas contam uma história particular e tenho a certeza de que outros irão aparecer e contá-la muito melhor do que eu consegui, mas espero que, se as pessoas assistirem-na daqui a 50 anos, ela ainda tenha algo a dizer sobre o mundo em que vivo. (David Attenborough)

A vida animal é muito mais rica do que a humanidade em sua prepotência e arrogância pode imaginar. Exemplos estão aí debaixo do nosso nariz:

• a feitura dos hexágonos, a mais pura das figuras geométricas, pelas abelhas;
• a argamassa, de suma importância para as edificações, invenção das andorinhas;
• os diques, para regular as correntes, feitos pelos castores;
• o sistema de resfriamento dos cupinzeiros;
• o uso de ferramentas para quebrar nozes pelos chimpanzés;
• o ato de pastorear escaravelhos de certas espécies de formigas, para depois espremê-los e obter um tipo de leite, etc.

A introdução acima é uma espécie de abre-alas para falar do inglês David Attenborough, responsável por documentários sensacionais sobre a natureza, como nos mostra a superprodução “The Hunt”, nova série sobre o mundo animal (BBC Earth). Chegando à casa dos 90 anos, esse fantástico naturalista ainda tem muito a mostrar, depois de mais de sessenta anos nessa trilha que leva à vida animal.

Já na idade de 11 anos, David tinha uma bela coleção de fôsseis e pedras, a ponto de impressionar um especialista. Havia passado a infância a coleciona-los. Quando foi trabalhar na BBC, o fato de ser dentuço impediu o jovem de ser um apresentador, para a alegria do mundo animal e daqueles que são apaixonados por seu trabalho. “Life on Earth”, lançada nos fins dos anos 70, foi uma de suas importantes séries naturalistas.

David é tão importante para a natureza, que várias espécies receberam seu nome, como a planta carnívora Nepenthes attenboroughii, espécie da ilha Palawan, nas Filipinas, descoberta em 2007 e dedicada a ele, por ocasião do seu 80º aniversário. Em seus documentários, os animais são as mais importantes estrelas. Suas narrações são impregnadas de sensibilidade, cheias de drama e emoção.

O documentário “Life on Earth” é uma série épica que objetiva ilustrar a teoria da evolução das espécies de Charles Darwin, o que implica na não aceitação das teorias criacionistas. Com isso, alguns religiosos contestam-no. Sobre os documentários, ele diz: “Os documentários são uma arma para mostrar às pessoas, que em sua maioria vivem nas cidades, a fragilidade do meio ambiente.”.

Ao ser questionado sobre seu amor pelo mundo animal, ele respondeu: “Acredito que ninguém nasça com esse amor dentro de si. Tive a sorte de travar contato precoce com o mundo natural e ser estimulado a descobri-lo.”.

Fontes de pesquisa:
Seis Mil Anos de Pão / Henriich E. Jacob
Veja / Novembro de 2015.
Wikipédia