Agnolo Bronzino – ELEONORA DE TOLEDO E…

Autoria de LuDiasBH

edete

A pintura Eleonora de Toledo e seu Filho Don Giovanni é uma obra do pintor italiano Agnolo Bronzino (1503-1572), também chamado de Agnolo di Cosimo ou Agnolo Tori, um dos mais conhecidos representantes do Maneirismo florentino. Teve como mestres os artistas Raffellino del Garbo e Jacopo Pontormo, sendo posteriormente influenciado por Michelangelo, ao conhecer sua obras em sua visita a Roma. Foi pintor da corte da poderosa família Medici. Pintou temas religiosos, alegóricos e retratos.

A retratada pelo artista é a bela duquesa de Florença, Eleonora de Toledo, uma aristocrata espanhola, que se casou com o Grão-Duque Cosme I de Medici. Ao seu lado está o filho Don Giovanni, um de seus onze rebentos. A duquesa encontra-se sentada, de frente para o observador, com a mão no ombro do filho, sentado à sua direita, com a mãozinha no seu colo. Este retrato de estilo maneirista é uma das obras mais famosas do pintor, na qual descreve a mulher ideal do Renascimento.

A composição do vestido de cetim branco, bordado com arabescos pretos de veludo, é uma obra de arte à parte, tamanha é sua beleza. Ele possui corpo baixo, mangas largas, com cortes, e saia rodada. A gola é composta por uma rede de fios de seda, entremeados com fios de ouro, formando losangos, com uma pérola em cada vértice. Pelo punho é possível notar que ela veste uma camisa branca por baixo. No centro do corpo do vestido está uma romã estilizada, que simboliza a fertilidade.

A duquesa, em razão do alto posto que ocupava, da riqueza de sua família e também  da do marido, usa inúmeras joias. Na cabeça, ela traz uma rede bordada com pérolas, semelhante à gola do vestido. No pescoço estão dois colares de pedra. O mais curto traz um pingente com ouro, um diamante e uma pérola em forma de gota. Um segundo colar, com pérolas maiores, desce abaixo dos seios. Os brincos são de ouro e de pérolas também em forma de gota. O cinto, que cinge a cintura baixa do vestido, é de ouro e pedras preciosas, trazendo na ponta uma chuva de pequenas pérolas enfiadas, quase tocando a margem inferior do quadro. Inusitadamente, a duquesa não traz nenhuma pulseira ou anel nas mãos.

A retratada traz um semblante altivo, enquanto os olhos da criança mostram curiosidade e inquietude.

Ficha técnica
Ano: c. 1545
Técnica: óleo sobre madeira
Dimensões: 115 x 96 cm
Localização: Galleria deglu Uffizi, Florença, Itália

Fontes de pesquisa
A Enciclopédia dos Museus/ Mirador
1000 obras-primas da pintura europeia/ Könemann

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *