BONS FILMES SEGUNDO ROGER EBERT (I)

Autoria de LuDiasBH

rebert

Vivemos numa caixa de espaço e tempo. Os filmes são as janelas para o mundo. […] O cinema é, entre todas as artes, aquela que tem o maior poder de empatia, e bons filmes farão de nós seres melhores. […] As produções atuais objetivam primordialmente atingir o grande público, nivelando-o por baixo, especialmente nestes últimos tempos em que Hollywood está orientada pelo mercado e que a sua máquina domina o cinema mundial. Os filmes aqui listados não são “os” cem maiores filmes de todos os tempos, pois qualquer lista deste tipo redundaria numa tentativa insensata de sistematizar obras que têm o seu próprio valor intrínseco. Mas se você tem como objetivo fazer um circuito entre os marcos do primeiro século do cinema, poderá tranquilamente começar por aqui. (Roger Ebert)

O legado perene de Roger Ebert é o de converter e educar pessoas a apreciarem filmes importantes e desafiadores de todas as épocas […] redescobrindo tesouros esquecidos ou enterrados. […] Ele expandiu a visão dos espectadores, ampliou-lhes a capacidade de apreciar filmes e apresentou-lhes as melhores obras de muitos países. (Mary Corliss)

O estadunidense Roger Joseph Ebert (1942-2013) foi crítico de cinema e também roteirista. Iniciou sua carreira como crítico em 1967, escrevendo para o “Chicago Sun-Times”. Em sua coluna, fazia críticas e análises de filmes, que eram republicadas em mais de 200 jornais ao redor dos Estados Unidos e do mundo. Escreveu mais de 15 livros, incluindo seu guia anual de filmes, que reúne as suas críticas de cada ano. Foi o primeiro crítico de cinema a vencer um Prêmio Pulitzer de Crítica. Também recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood. A crítica positiva de Roger Ebert a um filme era sinônimo de sucesso para esse, tanto é que passava a constar na capa do filme.

Abaixo, em ordem alfabética, o nome de 100 bons filmes segundo a  opinião de Roger Ebert, que deixa claro que não acredita em listas classificatórias, pois,  assim como o crítico britânico Derek Malcolm, ele crê que um bom filme é aquele que você considere impossível não querer rever. Alguns deles estão comentados aqui no nosso blog, são os que trazem um asterisco:

1. 2001: Uma Odisseia no Espaço (Stanley Kubrick) *
2. A Aventura (Michelangelo Antonioni)
3. À Beira do Abismo (Howards Hawks)
4. A Bela da Tarde (Luis Bruñel) *
5. A Bela e a Fera (Jean Cocteau)
6. A Caixa de Pandora (J. W. Pabst)
7. A Doce Vida (Frederico Fellini) *
8. A Embriaguez do Sucesso (James Wong Howe)
9. A Felicidade Não se Compra (Frank Capra)
10. A General (Buster Keaton)
11. A Grande Ilusão (Jean Renoir)
12. A Lista de Schindler (Steve Spielberg)
13. A Malvada (Joseph Mankiewicz) *
14. A Mulher de Areia (Hiroshi Teshigahara)
15. A Noiva de Frankenstein (James Whale)
16. A Tortura do Medo (Michal Powell)
17. A Trilogia de Apu (Satiyajit Ray) *
18. Aguirre, a Cólera dos Deuses (Wernez Herzog)
19. Apocalipse Now (Francis Ford Coppola) *
20. As Férias do Sr. Hulot (Jacques Tati)
21. As Três Noites de Eva (Preston Sturgess)
22. Asas do Desejo (Win Wenders) *
23. Basquete Blues (Steve Janes)
24. Blow-Up – Depois Daquele Beijo (Michelangelo Antonioni)
25. Bonnie & Clyde – Uma Rajada de Balas (Arthur Penn) *
26. Cantando na Chuva (Stanley Doney/Gene Kelley)
27. Casablanca (Michael Curtiz)
28. Chinatown (Roman Polanski)
29. Cidadão Kane (Orson Welles) *
30. Cinzas no Paraiso (Terence Malick)
31. Corpos Ardentes (Lauren Kasdan)
32. Crepúsculo dos Deuses (Billy Wilder)
33. Curva do Destino (Edgar G. Ulmer)
34. Diabo a Quatro (Irmãos Marx)
35. Doutor Fantástico (Tod Browning)
36. Drácula (Stanley Kubrick)
37. E o Vento Levou (Vários diretores)
38. E. T. – O Extraterrestre (Steve Spielberg)
39. Encouraçado Potemkin (Eisensteing )
40. Ervas Flutuantes (Yasugiro Ozu)
41. Faça a Coisa Certa (Spike Lee)
42. Fargo – Uma Comédia de Erros (Joel Coen) *
43. Guerra nas Estrelas (George Lucas)
44. Interlúdio (Alfred Hitchcock)
45. JFK -A Pergunta que Não Quer Calar (Oliver Stone)
46. Ladrão de Alcova (Ernest Lubitesch)
47. Ladrão de Bicicletas (Vittorio De Sica)
48. Lawrence da Arábia (David Lean)
49. Lírio Partido (D. W. Griffith)
50. Luzes da Cidade (Charles Chaplin)
51. M – O Vampiro de Düsseldorf (Fritz Lang) *
52. Manhattan (Wood Allen)
53. Metrópolis (Fritz Lang)
54. Meu Ódio Será Sua Herança (Sam Peckinpeah)
55. Nashville (Robert Altman)
56. Nosferatu (F.W. Murnau)
57. O Anjo Exterminador (Luis Bruñel)
58. O Ano Passado em Marienbad (Alan Resnair)
59. O Atalante (Jean Vigor)
60. O Decálogo (Krzysztof Kieslowshi)
61. O Mágico de Oz (Vários diretores)
62. O Matírio de Joana D’arc (Charl Theodor Dreyer)
63. O Medo Devora a Alma (Rainer W. Fassbinder)
64. O Mensageiro do Diabo (Charles Laughton)
65. O Poderoso Chefão (Francis Ford Coppola)
66. O Samurai (Jean-Pierre Melville)
67. O Sétimo Selo (Ingmar Bergman)
68. O Silêncio dos Inocentes (Jonathan Demme) *
69. O Terceiro Homem (Carol Reed)
70. Oito e Meio (Frederico Fellini)
71. Os Documentários “Up” (Michael Upted)
72. Os Incompreendidos (Françoise Truffaut)
73. Os Reis do Ié-Ié-Ié (Richard Lester)
74. Os Sete Samurais (Akira Kurosawa)
75. Ouro e Maldição (Erich von Strogheim)
76. Pacto de Sangue (Billy Wilder)
77. Paixão dos Fortes (John Ford)
78. Palavras ao Vento (Douglas Sirk)
79. Pickpocket (Robert Bresson)
80. Pinóquio (W. Disney)
81. Portais do Céu (Morris )
82. Psicose (Alfred Hitchcock) *
83. Pulp Fiction – Tempo de Violência (Quentin Tarantino)
84. Quando Duas Mulheres Pecam (Ingmar Bergman)
85. Quando os Homens São Homens (Robert Altman)
86. Quanto Mais Quente Melhor (Billy Wilder)
87. Rede de Inrrigas (Sidney Lumet)
88. Relíquia Macabra (John Huston)
89. Rio Vermelho (Howards Hawks)
90. Ritmo Louco (Fred Astaire)
91. Se Meu Apartamento Falasse (Billy Wilder)
92. Sindicato de Ladrões (Elia Kazan)
93. Taxi Driver (Martin Scorsese)
94. Touro Indomável (Martin Scorsese) *
95. Um Cão Andaluz (Luis Bruñel)
96. Um Corpo que Cai (Alfred Hithcock)
97. Um Sonho de Liberdade (Frank Darabont) *
98. Uma Mulher Sob Influência (John Cassavetes)
99. Viver (Akira Kurosawa)
100. Viver a Vida (Jean-Luc Godard)

Nota: estátua de bronze do crítico de cinema Roger Ebert, exposta em Champaign (EUA)

Fonte de pesquisa
A Magia do Cinema/ Roger Ebert
Editora Ediouro

6 comentários sobre “BONS FILMES SEGUNDO ROGER EBERT (I)

  1. Adevaldo Souza

    Lu

    A lista de Roger Ebert é diversificada, mas existem bons filmes nela. Para que eu possa completá-la ainda faltam 48 filmes. Nela eu tiraria uns e colocaria outros no lugar.

    Abraço,

    Devas

    Responder
      1. Adevaldo Souza

        Lu,

        Comentei que não concordo inteiramente com a lista dele, mas acho boa. Agora não pretendo fazer minha lista, pois dá muito trabalho. Também não assisti a todos os filmes da lista de Roger Ebert, apenas 52 dela.

        Abraço,

        Devas

        Responder
        1. LuDiasBH Autor do post

          Devas

          Pedi a cinco leitores do blog, que gostam de Cinema, para que fizessem uma lista com 100 filmes de que gostaram. Sei que muitos se esquecem dos nomes, para isto, basta consultar as inúmeras listas constantes no blog. Não significa que tenha a ver com os filmes apresentados por Roger Ebert. Também só vi cerca de 60% dela. Como diz o crítico, um bom filme é aquele que você deseja rever.

          Abraços,

          Lu

  2. Mário Mendonça

    Lu Dias
    Não dá para concordar com o Sr. Roger, pela falta do filme a “Filha de Ryan”.
    Abração

    Mário Mendonça

    Responder
    1. LuDiasBH Autor do post

      Mário

      Ainda vou soltar a segunda listagem dele. Talvez possa encontrar-se nela. Também gostei muito desse filme.

      Abraços,

      Lu

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *